segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

LUTANDO PELA VIDA - BOMBEIRO PEDE AJUDA AOS COLEGAS DE FARDA PARA SALVAR SEU BEBÊ

Humberto Vicente, sargento bombeiro lotado no 21º GBM - Itaperuna, pede, encarecidamente aos irmãos de farda, socorro para poder levar seu bebê para hospital de referência em Curitiba/Paraná para tratamento que poderá definir a vida desse anjinho; é sua grande esperança. Assistam o vídeo: 





Por conta da grave lesão cerebral sofrida em função dos mais de 40 minutos em parada cardíaca, o pequeno João Fernando, necessita hoje de assistência especializada só encontrada em outro estado.




Se você pode ajudar faça uma doação da quantia que Deus colocar em seu coração para socorrer esta vida.

CONTA POUPANÇA
BANCO BRADESCO

Jhoão Fernando Ferreira Vicente
Ag: 6777
C/P: 1000891-3
CPF: 185.791.117/22


SOS BOMBEIROS: Assim que tomamos conhecimento dessa história corremos para dar publicidade e apoiá-la solicitando toda forma de ajuda que nossos leitores puderem dar. Pois a situação financeira humilhante que os servidores do Estado se encontram dificulta ainda mais para este pai dar o suporte digno que seu filho requer.

Apelamos até mesmo para o comando da corporação; Talvez o Corpo de Bombeiros com todo prestígio e grandeza pode contribuir para ajudar neste caso. Toda ajuda é bem vinda.

domingo, 22 de janeiro de 2017

NÃO APOIO NEM ACEITO ACORDOS DE DELINQUENTES


A voracidade com que membros do PMDB estão arrasando o nosso Estado do Rio de Janeiro impressiona. Esse acordo de recuperação fiscal do Pezão e Temer, nos termos divulgados pela imprensa, é indecente e visa apenas livrar de responsabilidades os artífices dessa crise.



Suspender o pagamento da divida do Estado por três anos sem auditá-la, sem apurar responsabilidades, é transferir para o sucessor do nosso governador o ônus dos seus feitos, é determinar que uma nova crise virá ainda mais violenta após o período de suspensão, ocasião em que ambos (Pezão e Temer) já não estarão no poder.
Por outro lado, decidir que os servidores públicos descontem um percentual maior em suas previdências para terem seus vencimentos em data certa é uma chantagem inominada, prefiro continuar recebendo na data que o Estado quiser.

Não concordo em cobrir o rombo fraudulento deixado na previdência do Estado pela dupla Cabral x Pezão sem que haja, no minimo, uma apuração seria dos reais motivos da quebradeira, efetuada por pessoas idôneas e não comprometidas.

Novos empréstimos bancários para o pagamento do decimo terceiro salário ainda vão agravar mais o nosso futuro como funcionários e cidadãos fluminenses. Se não houver depuração total das obras superfaturadas (ex: Maracanã), incentivos fiscais inadmissíveis, contratos de serviços irregulares e outras demandas, não vamos sobreviver a esse acordo enfadonho.

O governo federal está também deficitário, sobrevivendo de emissões de títulos e concedeu diversos aumentos a classes de servidores federais. Entretanto exige no ajuste arbitrado ao nosso Estado que sejam descumpridos acordos salariais estabelecidos anteriormente. Afinal de contas, no Município, no Estado e na União, somos nós que pagamos os impostos, porque a discriminação?

Não há clareza nas contas do Estado, não se propõe uma redução dos custos incompatíveis praticados pelos Poderes Judiciário e Legislativo; os cargos comissionados não são reduzidos; os órgãos de controle e fiscalização das finanças do Estado são omissos e têm tratamentos diferenciados.

A imprensa é tendenciosa e só publica o que convém, fazendo das negociatas do Pezão a salvação da pátria e transformando servidores em vilões, esquecendo que até bem pouco tempo éramos o segundo estado em arrecadação de impostos do País. Quem quebrou a nossa economia não pode ser tutor de projetos para saneá-la.

O Pezão, Picciani e seus parceiros do PMDB não têm credibilidade para negociar mais nada, se o Brasil fosse um País sério já estariam no minimo destituídos de sues mandatos.
Portanto, não apoio e não aceito quaisquer acordos que tenham essas figuras como patronos.

Fora Pezão! Fora Picciani!

Jorge Luiz - Perito Ciminal

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

BOMBEIRO GANHA AÇÃO DO DESCONTO INDEVIDO DO IMPOSTO DE RENDA

Mais uma decisão favorável ao ressarcimento do desconto indevido do imposto de renda sobre o auxílio moradia que o estado praticava, mais de R$ 11.000,00 reais o ganho desta causa. 


Não tarde em ingressar com sua ação; procure a assistência jurídica de nossa associação.



INFORMATIVO:

Como sabem o imposto de renda do funcionalismo público é retido na fonte, e baseado no vencimento bruto.

Todavia o estudo do Decreto Federal 3000/99 , Art 39 em seus diversos parágrafos desconsidera como tributável:

-Ajuda de custo;
-Transporte;
- Frete;
- Locomoção;
- Moradia;
-Alimentação;
-Bolsa de Estudos;
- Alguns outros benefícios de caráter indenizatório.

No caso especifico de policiais civis e militares e bombeiros militares, era feito o desconto incluindo o auxílio moradia.
Através de ações anteriores, em 2016 o estado reconhece o desconto indevido e no mês de Abril, cessa a arrecadação sobre esse benefício, o que já é uma  pequena vitória do servidores.

Outro detalhe que nós observamos é que o auxílio transporte, que só entrou no orçamento do Bombeiro Militar a partir de 2013, e portanto não fez parte das ações anteriores não entrou na anistia do IR, embora seja claramente indevido de acordo com o mesmo decreto. 
Logo; 

Queremos receber de volta o que nos foi descontado indevidamente,

Queremos a não tributação sobre o Auxílio transporte.




QUEM TEM DIREITO?

Bombeiros militares da ativa e da reserva: ressarcimento do IR recolhido sobre o auxilio moradia e auxílio transporte, 
Policiais militares da ativa e da reserva: ressarcimento do IR recolhido sobre o auxilio moradia;

Demais servidores: ressarcimento do IR recolhido sobre o auxilio moradia (caso sua categoria possua esse benefício ou similar),  ou qualquer um dos outros benefícios listados a cima que tenha sido tributado.

Sendo assim, se o prezado leitor  deseja receber de volta os últimos 5 anos (infelizmente é tudo o que podemos requerer por força de lei) de contribuição indevida nós faremos essa ação questionando a natureza administrativa da recolhimento junto ao estado pra você.

Portanto senhores, sejam praças ou oficiais, sejam militares ou civis, da ativa, da reserva, aposentados, reformados, ou pensionistas, essa é mais uma maneira que encontramos de tentar ajudar nossa tropa e demais servidores mediante a crise que estamos vivendo.

Não perca mais tempo e descubra um lugar sem estrelismo onde gente simples, cidadãos de bem como nós, encontram um porto seguro para se protegerem mutuamente e lutarem pelos seus direitos, porque somente juntos somos fortes.

Os nossos  sócios-contribuintes pagarão apenas metade do previsto em honorários ao final do processo! (ou seja 15% do valor recebido) os demais (não sócios) também podem mover, porém arcarão com a despesa da consulta ao advogado R$ 100,00 e mais 30% ao final do processo.

Documentos necessários:

Cópias simples do RG, CPF e Contracheques (este de preferência digitalizado no formato PDF), se possível dos últimos 5 (cinco) anos, sendo os contracheques de maio de 2011 pra frente. Porem, nada impede de entrarmos com a ação apenas com contracheques atuais e juntar os mais antigos no curso do processo.


Além dos documentos, será necessário assinar uma procuração e uma declaração para obtenção da Gratuidade de Justiça e um contrato (para os que não são sócios)


Ligue e agende uma consulta com nossos advogados. 

ASSOCIAÇÃO SOS BOMBEIROS
(DIGPREST)
Rua: Dias da Cruz nº 155 cobertura II  - Méier
Aberta de 10:00h às 12:30 e de 13:30 às 18:00h 
Tel: (21) 3106-6891

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

GOVERNO ANUNCIA PAGAMENTO DE SALÁRIO DO MÊS DE DEZEMBRO DA SEGURANÇA PÚBLICA

Já na segunda quinzena do mês de janeiro, com atraso de cinco dias depois do calendário oficial, ou seja, décimo dia útil, o governo do Estado anuncia por meio de nota o pagamento do mês de dezembro para amanhã dia 18, SEM REAJUSTE POR ATRASO, somente da segurança pública, porque os demais ainda não sabem como receberão.


Não obstante, permanece calado sobre uma previsão de pagamento do 13º salário. Uma big de uma covardia, contudo ainda pequena se comparada com a que está costurando junto ao governo federal para aniquilar com a vida do servidor. O governo faz a devassa, é perdulário, corrupto e o servidor junto com a população que paguem.


Reúnam forças porque a batalha na ALERJ será a única salvação da degola que todos nós servidores estamos por sofrer. Até mesmo questionamentos judiciais serão inúteis, pois a versão aprimorada do pacote de maldades virá com o aval do STF, com a bênção da ministra Carmem Lúcia, presidente da corte.





SOS BOMBEIROS: Esse mês está sendo assim, no mês que vem, se não reagirmos, será muito pior, a cada mês aumenta o atraso e o que você terá de pagar de juros vai corroendo mais e mais seu salário. 

Na prática muitos só receberão na quinta-feira (19) pois os pagamentos serão liberados a partir das 13h de amanhã. Ou seja, tiramos Pezão ou ele enterra o Estado, porque em parada cardiorrespiratória já se encontra.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

SEM RECURSOS PARA PASSAGEM BOMBEIROS NÃO ASSUMEM SERVIÇOS

Bombeiros não comparecem para trabalharViaturas estão buscando os militares em casa




O atraso no pagamento dos salários de servidores do estado pode causar impacto no atendimento do Corpo de Bombeiros. Mesmo com uma determinação publicada no boletim interno da corporação autorizando viaturas a buscar os militares em casa, um ouvinte da Rádio BandNews Fluminense lotado no Grupamento Marítimo disse que muitos colegas não compareceram as unidades nesta segunda-feira (16). Segundo ele, houve diminuição no efetivo dos postos de monitoramento das praias do Leme, Copacabana e Ipanema, na Zona Sul do Rio. 

A corporação nega que as atividades estejam prejudicadas pela falta salva vidas, apesar da denúncia do bombeiro do GMar, que pediu para se identificar.


Por Francini Augusto, às 16/01/2017 - 10:59


SOS BOMBEIROS: Mais uma humilhação este governo submete os heróis da vida real. Humilhação para os bombeiros e risco de morte para a população, pois terão as praias e vias públicas mal guarnecidas.

sábado, 14 de janeiro de 2017

A PARTIR DE HOJE (14) DÉCIMO PRIMEIRO DIA ÚTIL DO MÊS. SOLICITE TRANSPORTE AO SEU CMT

Bombeiro! seu dinheiro acabou? 

Apresente sua declaração de hipossuficiência na secretaria da obm, solicite apoio de seu comandante para disponibilizar viatura para buscar e levá-lo em casa com antecedência de 24h. Na impossibilidade apresente-se na unidade mais próxima. Segue nota do comando geral.


SOS BOMBEIROS: Não se individe para se deslocar até o seu quartel. Toda trabalhador é digno de seu salário. Como o Estado não honra com seus compromissos, que o mesmo, através do CBMERJ, providencia meios para que os bombeiros possam chegar e regressar em seu dia de trabalho nas unidades que são lotados. Nada mais justo, já que a suposta previsão de pagamento de dezembro é dia 26 de janeiro.

Segue um modelo de declaração de hipossuficiência:



Informo-vos respeitosamente, que para fins previstos na Lei nº 1.060 de 05.02.1950, com as alterações introduzidas na Lei Federal de nº 7.510 de 04.04.1986. Eu, ______, brasileiro, casado, bombeiro militar, inscrito no CPF/MF sob nº  _____, portador do RG _____, expedido pelo CBMERJ, residente e domiciliado na (Rua, Av.), de Cep ___, declaro sob as penas da Lei, que atualmente não possuo condições financeiras para arcar com o pagamento de minhas despesas ordinárias e necessárias ao efetivo cumprimento dos serviços e escalas, sem prejuízo de meu sustento e de minha família.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

MILITARES DO GSE COSTA VERDE PEDEM SOCORRO!

A vida profissional e social dos bombeiros da área saúde de toda a corporação vem sofrendo com ações provenientes da má administração do GSE que visa em primeiro lugar a pauta política e não a saúde do profissional e por conseguinte a qualidade no atendimento à população. 


Com os bombeiros da Costa Verde não é diferente são de quatro a cinco serviços extras compulsórios no mês. São privados totalmente de fazerem uso da forma como quiserem de seus dias de folga (podem ser acionados a qualquer momento pois estão de sobreavisos). O estresse e a indignação tem se elevado grandemente entre eles, refletindo na saúde dos militares, no relacionamento dentro do quartel, no atendimento à população, em casa com a família, ou seja, a tortura emocional, psicológica e social que esses homens e mulheres sofrem o impulsionam a atitudes drásticas que não condizem com seus perfis; eles só querem ser tratados com respeito e dignidade.





Segundo a Major Regina Célia, coordenadora regional da Costa verde/GSE, a determinação para aplicação dessa escala como forma de suprir a defasagem de profissionais na região, somado a obrigatoriedade de terem que conceder férias é essa, abusando dos que ainda estão de pé, porque muitos já adoeceram e encontram-se licenciados (na altura do campeonato uma válvula de escape).

Mesmo todos sabendo que não faltam militares no quadro de saúde do CBMERJ, a imposição de uma rotina escravocrata e intimidatória (ameaças veladas de punição geográfica) até o momento tem vigorado com toda força sobre os bombeiros da costa verde.

SOS BOMBEIROS: Alo comando do GSE! estão aguardando surgirem outras "Melissas" para que providências sejam tomadas?   

Quando a tropa surtar não adianta fazer cara de paisagem alegando desconhecimento. Não é possível cuidar dos outros se o profissional não é cuidado.

Para alguns, ainda não chegamos ao 15º dia do mês e já trabalharam 7 plantões de 24hs.

Vejam os acionamentos. Quanta covardia.










quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

COREN-RJ APURA DENUNCIA DE PRISÃO DA TENENTE BOMBEIRO ENFERMEIRA MELISSA







A HORA DA DESVINCULAÇÃO É ESSA. FORA SAMU!!!

A municipalização de 16 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), resultado de um acerto entre o empossado Prefeito do Rio Marcelo Crivella e o Governador Pezão, já está em andamento e tem previsão de ter consumada a transferência de gestão até o mês de Março.



Fato é que diante desse cenário caótico qual o governo do estado enfrenta, ele tem a prioridade de diminuir os gastos e encargos, ou seja, enxugar a máquina pública ao máximo possível se almeja honrar com os compromissos ou mais sério ainda, se pretende se livrar de ter de explicar suas contas no final do mandato para a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Dito isso, abordemos o Serviço Móvel de Urgência (SAMU) que na área metropolitana do Rio de Janeiro está sob a administração do Estado, sendo executado o serviço não pela iniciativa privada, mas sim pelos Militares do Corpo de Bombeiros do Estado. É importante ressaltar que por decreto presidencial o SAMU é um serviço de verba Federal franqueado a execução dos Municípios, a fim de desconcentrar a atenção efetuada exclusivamente pelos pronto-socorros.

O caso é que os bombeiros já veem a tempos reclamando que estão extenuados dessa jornada em seus serviços, atendendo duplamente chamados de Emergência devido a Vincualção do SAMU ao CORPO DE BOMBEIROS  (http://www.sosbombeirosrj.com/2015/05/vinculacao-do-samu-ao-corpo-de.html), que provoca prejuízo a qualidade do serviço prestado a população devido a esse desvio de função, pois o atendimento do SAMU em nada tem a ver com a atividade fim do BOMBEIRO e devido ao alto grau de desgaste físico, mental e emocional causado ao servidor.

Nesse último domingo 08/01, noticiamos um caso polêmico desta situação de desgaste físico/mental, quando a Tenente enfermeira foi presa (http://www.sosbombeirosrj.com/2017/01/a-face-da-desumanidade-dentro-do-cbmerj.html) após informar não ter condições para dar continuidade ao serviço alegando problema físico-emocional, o que foi encarado pela tropa como um grande ato de falta de Humanidade por parte do comando. O caso da Tenente ainda está sendo analisado pelo comando do Corpo de Bombeiros mas já se tem noticia de que ela está passando por avaliações médicas.

O fato é que hoje os bombeiros clamam ao Sr. Prefeito Marcelo Crivella que a exemplo das UPA’s, entre em acordo com o Governador Pezão e assuma de vez o Serviço do SAMU. Os benefícios seriam não só para os bombeiros que estariam menos sobrecarregados, mas também para a população que estaria se beneficiando com a nova mão de obra menos desgastada, sem contar a abertura de novos postos de emprego o que traria alegria para um número enorme de famílias dentro desse cenário de crise.

SOS bombeiros: Essa atitude tem que ser tomada com urgência. O serviço da Samu deve ser devolvido imediatamente a prefeitura. Falta de salário, sobrecarga de serviço e um tratamento desumano resultaram na tragédia vivida pela oficial enfermeira nessa semana. 

Quantos mais precisarão tombar extenuados em serviço? 

Até quando nossos militares da saúde conseguirão suportar toda essa "carga"?