sábado, 21 de abril de 2012

O VOO TÁ CHEGANDO AO FIM...

A asa DELTA do desgovernador Cabral(PMDB)!


                 
Mas Deus é o Juiz: a um abate, e a outro exalta. 

                                                                   (Salmos 75:7)
                                                                                                  
           
JUNTOS SOMOS IMBATÍVEIS!!                                                                                              

8 comentários:

  1. CABRAL SERÁ LEVADO PELA TROMBA D´ÁGUA DA CPI DO CACHOEIRA!!! http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/o-primeiro-round

    ResponderExcluir
  2. Pega cabral cachoeira,pega ele.

    ResponderExcluir
  3. QUE GOVERNADOR É ESSE?21 de abril de 2012 15:51

    QUEM TEM...TEM MEDO!...
    ELE TÁ COM MEDO!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. QUE GOVERNADOR É ESSE?21 de abril de 2012 15:53

    ÊTA ROUBALHEIRA!!!

    ResponderExcluir
  5. Quero ver quando ele cair, em quem seus amiguinhos vão se garantir!!!

    ResponderExcluir
  6. ÓRFÃO DE PEDRO!!!22 de abril de 2012 10:16

    ESTE FDP ARREBENTOU COM AS ELEIÇÕES NO BRASIL!!!A INTENÇÃO GERAL DO POVO É VOTAR NULO, PORQUE NÃO ACREDITAM MAIS EM POLITICO ALGUM... EM BRASILIA A COISA TA FEIA ELES ESTÃO MORRENDO DE RAIVA DESTE MALDITO POIS ELE ROUBA DESCARADAMENTE E MENTE O TEMPO TODO!!! OS LADRÕES DE LÁ ROUBAM EM VÁRIOS MANDATOS ELE EM DOIS MANDATOS ACABOU COM OS RECURSOS DO ERÁRIO NACIONAL PMDB, PT, PSDB, DEM,PRN,PC DO B,PSB...É TUDO A MESMA TITICA !!! A OPOSIÇÃO NO BRASIL SÓ SERVE PARA QUESTIONAR O PERCENTUAL A SER ROUBADO!!!

    ResponderExcluir
  7. CPI atingirá aliados e oposição, diz Cesar Maia
    Compartilhar1


    Cesar Maia, ex-prefeito do Rio de Janeiro pelo DEM, disse nesta sexta que acredita que a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), criada para investigar a relação do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, com políticos e parlamentares, atingirá a todos, sejam da base governista ou da oposição. 'Acho que isso vai ser inevitável', avaliou o ex-prefeito durante seminário sobre a política externa brasileira promovido pela Fundação Liberdade e Cidadania, em São Paulo.

    O ex-prefeito também aposta no desdobramento das investigações no Congresso Nacional para as Assembleias Legislativas. A primeira mobilização para uma investigação já ocorreu em Goiás. Apesar da relação do governador Marconi Perillo (PSDB) com Cachoeira ser levantada por escutas da Operação Monte Carlo, no Estado a base de Perillo vai focar suas atenções em contratos firmados entre a construtora Delta e prefeituras do Estado. 'Em alguns casos vai para a esfera estadual, vai ter um desdobramento', apontou o ex-prefeito.

    Na opinião de Maia, é preciso que haja uma investigação 'Estado por Estado' sobre os contratos com a construtora Delta, mas é preciso avaliar como as obras serão concluídas caso a empreiteira seja classificada como 'inidônea' pela Controladoria Geral da União (CGU). 'Tudo tem de ser levantado para ver de que maneira se faz a transição. Se licitam novamente? Como se substitui a empreiteira?', ponderou.

    Maia lembrou que a Delta passou a prestar serviços à Prefeitura do Rio a partir de 2002, durante sua gestão. 'Eles entraram de forma muito agressiva, para ganhar o mercado. Para nós foi bom porque os preços baixaram', contou. O ex-prefeito levantou dúvidas sobre o grau de relacionamento entre o governador fluminense, Sérgio Cabral, e o dono da Delta, Fernando Cavendish. 'Tenho dúvidas se não é um caso de cruzamento de interesses', questionou. 'Que as relações deles iam além da mera amizade, não tenho dúvidas. A queda do helicóptero (em 17 de junho de 2011) mostrou, na tragédia, o nível de intimidade que se tinha', comentou.

    Cassação obrigatória

    O cacique do DEM também defendeu a cassação do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) por sua ligação com Cachoeira. 'Não sei se o senador Demóstenes cometeu algum delito, mas que ele faltou com o decoro parlamentar, não há nenhuma dúvida. (A cassação dele) é obrigatória', afirmou. Demóstenes responde a processo de cassação no Conselho de Ética do Senado por quebra de decoro parlamentar.

    No início do mês, Demóstenes anunciou sua desfiliação do DEM para escapar de uma provável expulsão. Nesta segunda, o senador José Agripino Maia (RN), presidente nacional da sigla, ressaltou que a cassação de Demóstenes será uma decisão colegiada e que, por essa razão, não emitiria sua opinião. 'Não adianta manifestar minha posição individual', desconversou.

    De acordo com Cesar Maia, nos bastidores já surgem novos personagens no escândalo envolvendo Cachoeira. 'Há uma pressão para não se vazar os outros grampos', revelou. O ex-prefeito acredita que, com a mobilização da opinião pública e a cobrança por resultados, a CPMI conseguirá acesso a todo inquérito da Polícia Federal. 'O caso Cachoeira é um caso mafioso, para usar essa expressão, e que é tupiniquim', resumiu.

    ResponderExcluir

Comentários com palavras de baixo calão, agressivas ou que estimulem a violência ou prática criminosas não vão ser publicados.

Citações ou acusações pessoais somente são publicadas com a identificação do autor do comentário.

Se sentiu ofendido? Quer ter o direito de resposta? Faça contato pelo email (enderecumemaium@gmail.com) ou use os comentários para defender seu ponto de vista.

O BLOG é seu. Use-o com sabedoria.