quarta-feira, 9 de maio de 2012

REPERCUSSÃO EM BRASÍLIA!


Debatedores defendem valorização da Segurança pública

Fonte: Agência Câmara de Notícias 

 Medidas para valorizar os policiais militares e bombeiros, a aprovação no Congresso de propostas de interesse da categoria e anistia aos que participaram do movimento grevista no início do ano deram o tom da audiência pública da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado desta terça-feira.

Ministério da Segurança

Um outro tema discutido na reunião, de acordo com o parlamentar, foi a questão da anistia aos bombeiros e aos policiais, “porque o tratamento que vem sendo dado a eles tem tido uma discrepância, inclusive [similar] ao que é dado a crimes hediondos."

Militares expulsos

Catorze bombeiros do Rio de Janeiro que participaram do movimento grevista foram expulsos da corporação. Dezenove policiais militares tiveram o mesmo destino. Entre os militares expulsos está o cabo Benevenuto Daciolo, considerado um dos líderes do movimento dos bombeiros.
Daciolo conta que ficou preso durante 17 dias em uma penitenciária do Rio, ao voltar da Bahia, onde a greve ganhava força no início de fevereiro. O bombeiro nega a prática de incitação ostensiva, motivo de sua expulsão.
"Só houve diálogo com parlamentares, fomos lá levar a paz”, observou o cabo. “E quando voltamos para o estado do Rio de Janeiro, sou abordado no Aeroporto Internacional do Galeão, sem mandado de prisão e levado para Bangu 1", lembrou.

Votação da PEC 300

Para o deputado Mendonça Prado (DEM-SE), autor do requerimento para audiência, a Câmara deve aprovar projeto que concede anistia aos grevistas e propostas para solucionar a questão salarial. "Nós não podemos conceber que um estado como o Rio de Janeiro, que tem a segunda maior arrecadação do País, pague apenas R$ 900 para um bombeiro (policial) militar, para as tarefas e a gravidade dos problemas que eles enfrentam. É necessário que haja valorização para que a população tenha serviços também de qualidade."

Destacamos os principais trechos da matéria. Segue o link completo:

Reportagem – Idhelene Macedo/Rádio Câmara 
Edição – Newton Araújo

Esperamos que na reunião de amanhã, na ALERJ, os 64 autores do projeto se mobilizem para colocar em pauta a nossa Anistia. Estaremos lá e acreditamos que se, VERDADEIRAMENTE, há disposição em anistiar os militares cariocas, amanhã, o projeto será pautado e aprovado pelos parlamentares, cabendo, única e exclusivamente, ao governador Sergio Cabral, concordar com a maioria absoluta do parlamento (povo) e sancionar o projeto ou, simplesmente, vetar, exercendo, mais uma vez, todo seu autoritarismo.

ANISTIA JÁ!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com palavras de baixo calão, agressivas ou que estimulem a violência ou prática criminosas não vão ser publicados.

Citações ou acusações pessoais somente são publicadas com a identificação do autor do comentário.

Se sentiu ofendido? Quer ter o direito de resposta? Faça contato pelo email (enderecumemaium@gmail.com) ou use os comentários para defender seu ponto de vista.

O BLOG é seu. Use-o com sabedoria.