quinta-feira, 28 de março de 2013

ATENÇÃO! PEC300: 23 e 24 de abril em Brasília

Fruto da nossa última ida a Brasília, temos no vídeo a fala do Presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB): "-Essa matéria tem que ser votada mesmo."



Então que se vote a PEC 300, os Bombeiros e Policiais de todo Brasil clamam por DIGNIDADE. Não queremos somente promessas em torno da PEC 300, até na campanha a Presidente se colocou favorável a esse projeto. A PEC é importante não só para os profissionais da segurança pública, mas para toda a sociedade.

Não desistiremos jamais! Nos dias 23 e 24 de abril em Brasília, os Bombeiros e Policiais do Rio de Janeiro e de todo Brasil se farão presentes mais uma vez nessa luta. Queremos a votação da PEC 300 JÁ!

NENHUM PASSO DAREMOS ATRÁS! 

Um comentário:

  1. http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/brasil/2013/06/08/assaltantes-ateiam-fogo-em-vitima-apos-assalto-em-sp.htm

    Assaltantes ateiam fogo em vítima após assalto em SP

    São Paulo - Um analista financeiro de 50 anos teve o corpo queimado durante um assalto na noite dessa sexta-feira, 7, na zona sul da capital paulista. Os criminosos acharam que o analista tinha pouco dinheiro. Eles também atearam fogo no carro da vítima, que conseguiu fugir e ser socorrida. O homem permanece internado.
    Já é o terceiro caso de vítimas incendiadas após assaltos em menos de dois meses. Dois dentistas, em São Bernardo do Campo, no ABC, e em São José dos Campos, morreram após ataques como esse.
    Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública, o analista foi abordado por dois bandidos nas proximidades da Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini quando saia do carro, uma Pajero prata. Eram por volta de 21h30. Ele seguia para uma agência bancária, mas os criminosos exigiram que voltasse para o veículo e, com ele no banco de trás, saíram em disparada.
    Enquanto um dos criminosos assumiu a direção do carro, o segundo atirava sobre a vítima um líquido inflamável e, durante o percurso, ameaçava com um isqueiro atear fogo em seu corpo. O analista contaria mais tarde para a polícia, já no hospital, que informou aos bandidos que só tinha R$ 100. A dupla não se deu por satisfeita e botou fogo na vítima.
    Em pânico, ainda segundo informações da polícia, o analista se jogou do carro em movimento com o corpo em chamas, próximo da ponte do Morumbi, e pediu ajuda a um taxista. Foi levado ao Hospital São Luis, no Morumbi, e permanece internado. Foram constatadas lesões corporais e queimaduras nas mãos, braços, pescoço e rosto. A família não autorizou que o hospital informasse detalhes sobre o estado de saúde da vítima.
    Quando a Polícia Militar foi acionada, encontrou o Pajero em chamas na Rua Professor Santiago Dantas, esquina com a Rua Francisco Tramontano, próximo à favela Real Parque, também na zona sul. Policiais do 89.º DP foram ao local e não encontraram testemunhas ou câmeras de circuito interno que possam identificar os criminosos. Conversaram com a vítima no hospital, que teria informado que os bandidos não portavam arma de fogo.
    O caso foi registrado no 89 DP. O carro foi periciado e depois retirado do local.

    Os eleitores de Geraldo Alckmin estão indignados, meliantes sem pudor estão atacando a classe média e cidades pacatas do interior - cidadãos perderam a paz.
    Anteriormente era só a classe operária que sofria, onde o governador nunca foi solidário aos trabalhadores de baixa renda, dia após dia o crime cresce pela sua incompetência. O (PCC) surgiu no governo do PSDB (venceu o chuchu). Ônibus queimados, arrastões em restaurantes, prédios de alto padrão, condomínios fechados, latrocínios, homicídios, estupros...
    Há décadas o PSDB persegue a Segurança Pública do Estado, com baixos soldos, apela até pro STF para não pagar os precatórios alimentares (citando não ter dinheiro) por outro lado criando bolsa crack, após a tortura dos dependentes químicos na cracolândia e o massacre dos moradores em pinheirinho. Professores são condicionados a diplomar analfabetos com ensino progressivo e ainda sofrem torturas, ameaças dos alunos que afrontam até policiais – no combate o tráfego de entorpecentes.
    O PT conivente com a situação não deseja aprovar a PEC 300, ocultam a infração.
    A miséria é medida quando falta presídios aos delinqüentes, que são frutos de um país mal estruturado, com crianças que vivem a margem da sociedade, sem escolas, saúde, segurança de qualidade, é tudo manipulado e proposital.
    Policiais sem estímulos para trabalhar no combate ao crime (após o trabalho escravo do bico delegada, cansados - escondem suas funcionais e fardas é o fim do estado de direito).

    Aos 1° sintomas da escravidão.
    Diga não ao chuchu e a mulher tomate.
    Nas próximas eleições.

    ResponderExcluir