domingo, 30 de junho de 2013

ADIADO

População,

 
A Câmara Municipal de Vereadores do Rio de Janeiro e a Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) entraram em recesso em meio à onda de protestos na cidade e à pressão popular.
Em última sessão antes de recesso, Alerj não vota projetos relevantes, enquanto que o projeto que cria Dia da Música Colonial entrou em regime de urgência. Nada Contra. Mas...
A Deputada Aspásia Camargo propôs fim de recesso, mas pedido não foi aceito.
Em plena agitação política que tomou conta do país, a Alerj entra em recesso e só volta ao trabalho em 1º de agosto. Com o seu, o meu, o nosso dinheiro.
O povo não consegue êxito de diálogo com a presidência da Assembleia Legislativa do Estado do Rio. E nem conseguirá pelo menos até o início de agosto.
O Presidente da Alerj, Deputado Paulo Melo (PMDB), deixou a sessão plenária de quinta-feira sem falar com a imprensa. Durante discurso, afirmou que a Assembleia tem suas mazelas, mas já votou há anos questões aprovadas pelo Congresso Nacional recentemente.
O G1 tentou contato por telefone com o presidente da Alerj, Paulo Melo, mas não conseguiu.
Questionada se o deputado iria publicar em Diário Oficial o pedido de abertura da CPI da Serra nesta sexta-feira (28), a assessoria de imprensa do presidente não respondeu até as 18h10.
 
Estaremos portanto, nos agrupando no local em 1° de Agosto, data da reabertura dos trabalhos Legislativos.
 
JUNTOS SOMOS FORTES!!! NEM UM PASSO DAREMOS ATRÁS!!!

É O SOS NO LOCAL!!!!!

Nova manifestação conta com presença de bombeiros e índios no Rio de Janeiro


Uma nova manifestação, liderada pelo movimento Fórum de Lutas e com representantes de grupos indígenas e profissionais da segurança pública, reuniu cerca de 5 mil pessoas, segundo estimativas da Polícia Militar, na avenida Rio Branco no centro do Rio de Janeiro nesta quinta-feira e transcorreu sem incidentes.
Na concentração do grupo de manifestantes na Candelária, em meio aos tradicionais ambulantes que vendem cerveja, pipoca e amendoim, aparecem também vendedores de bandeiras do Brasil e máscaras de Guy Fawkes, rosto que foi popularizado pelo filme "V de Vingança", de 2006, mas que representa um soldado inglês envolvido na Conspiração da Pólvora, levante católico do começo do século 17 cujo objetivo era explodir o parlamento da Inglaterra.
Para Paulo Henrique Lima, de 24 anos, que liderava os manifestantes no carro de som, o objetivo da manifestação de hoje era "levar as pessoas para a rua para continuar prolongando a luta".
Segundo o estudante, as principais pautas do protesto eram "manifestar repúdio" ao governo de Sérgio Cabral, que "reprime os indígenas e os movimentos sociais", e aos gastos da Copa do Mundo.

EXIGIMOS PADRÃO FIFA PARA SAÚDE, EDUCAÇÃO, SEGURANÇA, TRANSPORTE...

Esquema de policiamento do Maracanã envolve 10.000 homens, entre os quais 6.000 PMs - mais do que o efetivo total responsável por Rio e Niterói

Policiais cercam o entorno do maracanã para final da copa das confederações
Depois de protestos que terminaram de forma dramática em Belo Horizonte e em Fortaleza durante a semana, as autoridades de segurança do Rio de Janeiro têm uma prova de fogo neste domingo. Estão previstas duas manifestações no entorno do estádio do Maracanã, às 10h e às 15h, com convocações pelo Facebook e um número ainda incerto de participantes. O temor das autoridades é de repetição das cenas de destruição e tumulto das duas capitais onde foram mais graves os conflitos entre manifestantes e policiais. A incerteza sobre o tamanho do protesto torna duvidosa, até o momento, as participações da presidente Dilma Rousseff, do governador Sérgio Cabral e do prefeito Eduardo Paes – num surpreendente recuo dos governantes da ‘era olímpica’ do Rio. 
Para minimizar as chances de um vexame, o esquema de policiamento programado é inédito, e segue o ‘padrão Fifa’ de qualidade que os cidadãos têm cobrado para áreas como segurança, educação e saúde. Ao todo, 10.000 agentes estarão envolvidos na proteção dos torcedores, segundo a secretaria de Grandes Eventos, do Ministério da Justiça. Na primeira partida da Copa das Confederações, o total era de 6.000. A mobilização do efetivo começará seis horas antes do início da partida. Às 15h, parte das forças de contingencia entrará no estádio. O esquema especial de segurança ficará a postos até duas horas depois do fim do jogo. 

sábado, 29 de junho de 2013

DOAÇÃO DE SANGUE (A - e O -)


        Pessoal, nossa amiguinha Maria Luisa Valente Araujo com apenas 6 dias de vida, encontra-se internada  na U.T.I. Pediátrica do Hospital Pró-cardíaco de Botafogo, situado à rua General Polidoro nº 192 (em frente ao cemitério S. João Batista)  necessitada exclusivamente do sangue A- para que possa realizar uma cirurgia cardíaca da qual sua vida depende. O sangue O- também é bem vindo por ser universal.
       O banco de sangue do hospital não possui estes tipos sanguíneos em seu estoque, e por isso não há possibilidade de doadores com outros tipos sanguíneos se adequarem ao caso. Aqueles que puderem colaborar por favor compareçam a esta unidade hospitalar o mais rápido possível. A População conta conosco. Vamos salvar  mais uma vida galera!

Equipe Causa e Essência.

FINAL DA COPA DAS MANIFESTAÇÕES...

Tá nas redes: grupo convoca ato nacional para domingo, dia da final da Copa


 
O clima para a final da Copa das Confederações, neste domingo (30), entre Brasil e Espanha, começará a esquentar já pela manhã, quando está previsto um ato contra a privatização do Maracanã. O Comitê Popular Copa e Olimpíadas Rio, por meio de sua página do Facebook "O Maraca é nosso", está convocando internautas para uma manifestação a partir das 10 horas, com concentração na Praça Saens Pena, na Tijuca.
 
"Contra a entrega do nosso estádio! Pela garantia de setores populares com ingressos baratos no novo Maracanã!", diz mensagem publicada na página do Facebook. "No domingo, vamos ao Maracanã por direitos", avisa outra mensagem.
No Facebook, a convocação para mais uma manifestação
No Facebook, a convocação para mais uma manifestação
Em outras mensagens, os integrantes do grupo criticam a desativação do Estádio Célio de Barros, nas imediações do Maracanã, e a intenção do governo de demoli-lo para a Copa do Mundo, em 2014.

"Enquanto o novo torcedor se esbaldava no Novo Maracanã, as crianças que frequentavam o Célio de Barros continuam sem ter onde treinar. O atletismo brasileiro e as nossas crianças sem futuro na mão desses incompetentes que só pensam em dinheiro.
 
fonte: Jornal do Brasil

É O BOMBEIRO NO LOCAL!

Incêndio atinge sobrado na Praça Cruz Vermelha, no Centro do Rio

Bombeiros estão no local combatendo as chamas. Não há informações sobre feridos.

Adriano Araújo
Rio - Um incêndio atingiu um sobrado na Praça Cruz Vermelha, no número 32, Centro do Rio, na manhã deste sábado. Bombeiros do Quartel Central combateram as chamas no local, que destruíram o andar superior e deixaram o andar de baixo parcialmente danificado.
 
A pista no sentido Avenida Mem de Sá ficou interditada para o trabalho dos militares. Os motoristas que passaram pela via foram desviados para a Rua Carlos Sampaio. Ainda não há informações sobre as causas do incêndio. Ninguém ficou ferido. O Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) realizou perícia no local para determinar como as chamas começaram.
 
Incêndio atinge sobrado na Praça Cruz Vermelha
 

sexta-feira, 28 de junho de 2013

O POVO CONTINUA NAS RUAS... E NÓS BOMBEIROS, CONTINUAMOS COM ELES!

Manifestação por tarifa zero termina em clima de paz no Rio

Cerca de cinco mil pessoas caminharam até a Cinelândia.
Diversos movimentos sociais participaram da passeata.


Manifestação no Centro do Rio nesta quinta (27) (Foto: Rudy Trindade/Frame/Agência O Globo)                              Manifestação no Centro do Rio nesta quinta (27)
 
 
Em clima pacífico e sem cenas de vandalismo, assim terminou o protesto, nesta quinta-feira (27), que pedia a tarifa zero e melhorias no transporte público do Rio de Janeiro. Cerca de cinco mil pessoas participaram da manifestação, que teve início na Candelária e seguiu em direção à Cinelândia.
 
Os participantes pararam na sede da Federação das Empresas de Transporte (Fetranspor), na Rua da Assembleia, no Centro do Rio. No local, eles gritaram palavras de ordem, mas, no entanto não foram recebidos por nenhuma autoridade.

Protestos no Rio  (Foto: Reprodução Globo News)
                                                                  Protestos no Rio

A Polícia Militar disponibilizou um efetivo de 1.400 homens para o ato, que também foi marcado pelas redes sociais.
 
Os PMs se dividiram nas escadarias da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) e no prédio da Fetranspor. Durante todo o percurso, apenas dois incidentes foram registrados. Um manifestante teria jogado uma bomba caseira, quando o grupo se concentrava na Cinelândia.
 
Um outro barulho de bomba foi ouvido na Avenida Rio Branco, na esquina da Rua Nilo Peçanha. Apesar do registro, não houve tumulto e nem correria entre os manifestantes.
 
Participaram da manifestação, diversos grupos e movimentos sociais. Os indígenas que moravam no antigo Museu do Índio, no Maracanã, na Zona Norte da cidade, também participaram do protesto. Em março, eles foram obrigados a sair do imóvel, após uma decisão judicial que devolveu o espaço ao governo do estado. No local será construído um anexo ao estádio do Maracanã, conforme o cronograma de obras para a Copa do Mundo e as Olimpíadas.
 
Apesar do caráter pacífico do protesto, comerciantes fecharam as portas mais cedo e agências bancárias protegeram as fachadas usando tapumes, com medo de vandalismo. A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), cujo prédio foi depredado por baderneiros em manifestação do dia (17), teve o policiamento reforçado. Policiais militares, sobretudo mulheres, entregavam panfletos pedindo paz aos manifestantes.
 
Durante o protesto, importantes vias, como as avenidas Presidente Vargas e Rio Branco foram interditadas. Todas as ruas foram liberadas antes das 21h30, de acordo com o Centro de Operações da Prefeitura do Rio.
 
 
 
NEM UM PASSO DAREMOS ATRÁS E JUNTOS SOMOS FORTES!
 
 

É O BOMBEIRO NO LOCAL !!!

Bombeiros são acionados para incêndio em galpão na Dutra; trânsito é intenso no sentido SP

                         
 
 
O Corpo de Bombeiros foi acionado para combater um incêndio em um galpão de eletrodomésticos às margens da rodovia Presidente Dutra, na Baixada Fluminense, por volta das 6h desta sexta-feira (28). O trânsito era intenso no sentido São Paulo.
 
De acordo a assessoria dos bombeiros, nove quartéis deram apoio no combate às chamas. O teto do galpão cedeu em razão do forte calor e uma lanchonete vizinha foi atingida pela fogo.
Até as 7h30 não havia informações sobre feridos.
 
fonte: www.r7.com.br

quinta-feira, 27 de junho de 2013

ESTE É O SENTIMENTO DO POVO

(Fotos de Luis Filipe Melo)
(Fotos de Luis Filipe Melo)


Duvido que o Jornal Nacional noticie hoje a verdade sobre a manifestação que reuniu milhares de pessoas no Centro do Rio. A Globo vai dizer que houve mais um protesto e vai parar por aí. Mas o tempo inteiro se ouviu palavras de ordem contra a Globo, Sérgio Cabral e Paes. Inúmeros cartazes protestavam contra a Globo, essas imagens, é claro, serão editadas. Moradores do Complexo da Maré também protestaram contra a violência policial. 
Fonte: Blog do garotinho

CABRAL CARA DE PAU!!!

Reunião "mandrake" de Cabral revolta manifestantes que estão no Leblon

A reunião de Sérgio Cabral com os manifestantes que "supostamente representavam" os que estão acampados na orla do Leblon, em frente à casa do Governador, na rua Aristides Spínola, se transformou em um verdadeiro papelão nesta quinta-feira(27). Esse grupo, formado no sábado passado, foi desautorizado a falar em nome dos que estão acampados.
Enquanto Cabral se reunia com os supostos representantes dos manifestantes, parte do grupo que realmente está acampado na Avenida Delfim Moreira ficou de fora da reunião e sequer puderam entrar no Palácio Guanabara porque não foram autorizados. Ao final da reunião, o grupo dos "supostos representantes" não informou e nem esclareceu o que foi discutido com o governador. Pediram apenas para que as perguntas fossem encaminhadas a uma rede social que posteriormente seriam respondidas. Não houve, portanto, um diálogo com os reais representantes do movimento.

"Os que vieram aqui até o Palácio Guanabara não nos representam. Eles são infiltrados para diluir o movimento. Esse grupo que veio aqui hoje veio conversar com o governador sem nenhuma autorização dos 35 que estão acampados na Delfim Moreira. Foram dissimulados e querem enganar a todos", disse Vinícius Fragoso, ator e um dos porta-vozes do movimento Ocupa Cabral. "Não ficou nada formalizado, e eles ainda saíram de lá dizendo que aquela luta tinha acabado, que aquela não era uma luta do povo. Que era um movimento de alguns jovens imbecis, e nós não somos nada disso. Essas pessoas oportunistas que vieram falar com o governador hoje não falam pela gente de forma alguma. Foram contraditórios em tudo que o movimento pedia", declarou Fragoso, que deixou claro ainda que o movimento quer se reunir com o governador. "Mas só quando tivermos todas as pautas definidas", finalizou.

O grupo que conversou a portas fechadas com Cabral e secretários nessa quinta tem pelo menos três nomes divulgados: Juliana Medeiros, Sven Waddington e o líder, Eduardo oliveira, que protagonizou um momento inesperado ao dizer aos jornalistas o seguinte texto, praticamente decorada:



Em quanto isso, os verdadeiros manifestantes do lado de fora

Enquanto a reunião "mandrake" acontecia a portas fechadas, os verdadeiros manifestantes que estão nos arredores da casa de Cabral desde sexta-feira criticavam o encontro. Bruno Cintra, uma das porta-vozes do movimento Ocupa Cabral, deixou claro que o grupo não sairá da frente da casa do governador, e disparou contra o grupo dos "supostos representantes" que foi até o Palácio Guanabara.
"Os que vieram hoje aqui estão querendo enganar a imprensa e o governo. Precisamos desfazer essa confusão, e é primordial que o governador receba os manifestantes que estiveram na Rocinha e em outras comunidades carentes. Para que o governador se reúna com a gente, é preciso que ele saiba quem realmente representa o movimento Ocupa Cabral, e não são os que vieram aqui hoje".
Vinícius Fragoso, Jair Seixas e Bruno Cintra(da esquerda para a direita) dispararam contra  o grupo que se reuniu com Cabral: "Não nos representam"

Bruno, também conhecido como "Ruivo", comentou um pouco sobre a conduta dos que foram se reunir com o governador nesta quinta:
"O Eduardo(cabeça dos "supostos representantes") apareceu no sábado, com uma gangue de vinte motoqueiros, um grupo de extremistas. Um dos amigos dele disse que a "Revolução de 1964" - o golpe militar - havia sido a melhor coisa que aconteceu no Brasil", disse ele. Bruno destacou ainda que vários outros integrantes do grupo dos "supostos representantes" tentam desde sábado passado se aproximar dos verdadeiros manifestantes mas ninguém sabe o verdadeiro objetivo desse grupo.
CABRAL, VOCÊ NÃO ENGANA MAIS NINGUÉM!!!

JUNTOS SOMOS IMBATÍVEIS!!

Uma reflexão interessante


  

Está na hora de mudar de lado e reivindicar os nossos DIREITOS! Bombeiros, policiais, guarda municipais...esta luta também é Nossa! Ou nos unimos com intuito de pautar as nossas reivindicações diante das autoridades ou continuaremos defendendo os interesses dos opressores, bandidos e corruptos, que além de não valorizarem os nossos serviços, ignoram solenemente as nossas necessidades. Chega de exploração, de descaso, de violência...Na folga, mansa, ordeira e pacificamente, vamos às ruas lutar pela nossa Dignidade!

A próxima oportunidade é hoje, a partir das 16h, na Candelária.

Vem pra rua Vem!!! 

JUNTOS SOMOS IMBATÍVEIS!!

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Um excelente recado ao Cabral

João Batista Damasceno: Governador, pare!

Manifestantes não se reúnem para cometer crimes. Apenas exercitam, em espaço público, direito constitucional

O DIA
Rio - Policiais devem ser responsabilizados pela truculência contra quem exerce direito de reunião e manifestação do pensamento. Mas estão sujeitos à hierarquia, e seus superiores têm responsabilidade pelo que fazem. O comandante superior da polícia é o governador e, portanto, responsável, em última instância, pelas brutalidades. Os danos causados à sociedade não são apenas os provocados por vândalos, mas também os do aparato repressivo do Estado. 
São difusos os descontentamentos da sociedade. As causas são, também, os gastos com a Fifa e com os cartolas quando falta esparadrapo em hospitais, o fechamento de escolas, a exclusão do povo dos estádios, as relações com empreiteiras, as privatizações, a violência contra os índios, a má qualidade do transporte, as remoções e a política de segurança — que amplia a insegurança nas regiões desassistidas, promove a especulação imobiliária na Zona Sul e mata pobres e negros na periferia. 
A polícia chefiada pelo governador, cotidianamente truculenta, já teve a ousadia de matar uma juíza sem que os condenados tenham sido excluídos da corporação. A prisão abusiva de estudantes em manifestações, por formação de quadrilha, é responsabilidade de quem prende, mas também de quem ordena. Se as estatísticas policiais precisam de registros, há ilícito sendo praticado no âmbito do Executivo: escutas telefônicas, com o uso do Guardião, no âmbito da Seap, órgão que não tem poder para realizar investigação, ainda que o faça sob as bênçãos do MP. Trata-se do mesmo órgão que violou direitos de jovens manifestantes recentemente presos e expôs suas fotos com uniforme do sistema prisional, quando ainda não acusados de qualquer delito. Formação de quadrilha pressupõe a r

Não são liberdades que geram as revoltas. São os abusos da classe dominante e dos gerentes, os governantes.
Doutor em Ciência Política pela UFF e juiz de Direito. Membro da Associação Juízes para a Democracia


Boas palavras!

E o povo continua na luta...

Ontem foi a vez dos moradores da rocinha darem sua contribuição no foco de resistência na porta de Cabral, o acampamento esta baseado desde sexta-feira (21); até agora já conseguiram o comprometimento do governador através de seus secretários de que uma comissão será recebida por ele até a próxima sexta-feira (28). O grupo aguarda sem arredar o pé.


Os manifestantes que saíram da comunidade da Rocinha em passeata, por volta das 17h, e receberam, posteriormente, o apoio de moradores do Morro do Vidigal, chegaram ao ponto final da caminhada: o bairro do Leblon, na zona sul da cidade, onde mora o governador do estado, Sérgio Cabral. 
Lá, por volta das 19h30, eles se encontraram com um grupo que está acampado em frente ao prédio onde vive o governador e, todos juntos, cantaram o Hino Nacional. 
A rua está cercada por grades e por cordões de isolamento formados por policiais militares. O percurso, de cerca de 5,5 quilômetros, foi todo percorrido pacificamente, sem registro de qualquer anormalidade. Os policiais que faziam a segurança acompanharam toda a caminhada e não houve, em nenhum momento, necessidade de intervir. 
Um aspecto que chamou a atenção foi a presença de grande número de crianças, alunas do ensino fundamental, na passeata. 
As reivindicações dos manifestantes são bem diversificados e envolvem temas de saúde, educação e infraestrutura. 
Fonte: JB online





ACAMPAMENTO NA PORTA DO GOVERNADOR GANHA APOIO DO SOS BOMBEIROS

A PARTIR DESSA SEMANA O SOS BOMBEIROS ESTÁ APOIANDO O ACAMPAMENTO NA PORTA DA CASA DO GOVERNADOR.

COMPAREÇA E DÊ A SUA CONTRIBUIÇÃO NA CONQUISTA DA NOSSA TÃO SONHADA ANISTIA.












O dia do Bombeiro será comemorado na ALERJ

Dia 2 de julho (Dia do Bombeiro)

Às 13h na ALERJ!

VAMOS SAIR ÀS RUAS PARA O MAIOR SOCORRO DA HISTÓRIA DO CBMERJ: 

O RESGATE DOS NOSSOS IRMÃOS!

Ato pela votação do projeto de lei que anistia e reintegra os 14 Bombeiros presos em Bangu1 e EXPULSOS da CORPORAÇÃO de forma covarde, injusta e ilegal ao lutarem pelos direitos a um salário decente e melhores condições de trabalhar para atenderem a população.

Record bota pra quebrar em cima do governo estadual

Vejam o descaso do governo estadual no tratamento da saúde pública em detrimento da construção de estádios com custos maiores do que se fossem feitos outros novos.

Enquanto o povo sofre, Cabral acumula riquezas...

O povo não aguenta mais ser enganado. Muita gente nem sabe, mas Cabral comprou uma mansão cinematográfica no exclusivo condomínio dos milionários Portobelo, em Mangaratiba. Teve a cara de pau de dizer ao TRE que esta mansão que vocês podem ver acima estava avaliada em R$ 200 mil. Na última eleição disse que valia R$ 400 mil, quando especialista avaliaram a mansão em R$ 4 milhões. 

Mas o pior é que Cabral, desafiando a inteligência das pessoas, como nunca teve como comprovar a origem do dinheiro, disse que comprou a mansão com empréstimos feitos por assessores que ganhavam dez vezes menos do que ele. E além da mansão, Cabral tem dois helicópteros à disposição, um para ele e a mulher e os filhos, e outro para amigos e Gangue dos Guardanapos. É uma farra com o dinheiro público. 

Com o apoio das Organizações Globo muita gente até hoje não sabe disso. Cansei de denunciar essa mansão e outras armações de Cabral. Agora que o interesse geral aumentou vou relembrar casos escandalosos de corrupção no governo Cabral, com o apoio do PMDB, do PT, e de Lindbergh. E claro, muitos vão tomar conhecimento também das maracutaias de Pezão. 

Beltrame leva puxão de orelha

Tomando mijada das autoridades.


Vejam só que incoerente o tratamento do governo do estado; o povo quando tem seus filhos bombardeados pela policia do Cabral vai pra casa chorando e se consola no travesseiro. Agora quando é filho de autoridades a coisa funciona de outra maneira... o telefone do secretário toca logo e a reclamação é direta; isso é um absurdo o tratamento às pessoas tem que ser igual, todos tem que ser respeitados independente de quem sejam filhos. 
Como diz o povo, pimenta nos olhos dos outros é refresco.

SE LIGA BELTRAME!!!


terça-feira, 25 de junho de 2013

O cerco esta cada vez mais apertado

Os manifestantes estão acampados próximo à casa do governador desde sexta-feira (21), quando um grupo se reuniu na altura do posto 4 e seguiu em direção ao Leblon. Cerca de quatro mil pessoas participaram do ato; muitos eram moradores do bairro e funcionários do judiciário e Ministério Público. A cada 200 metros grupos de seis PMs guardavam a orla. Antes da passeata, policiais do 19º BPM (Copacabana) distribuíram panfletos pedindo paz nos protestos. O comando do batalhão informou que o efetivo nas ruas foi de 350 policiais. Um carro do Bope acompanhou a manifestação. 
Fonte: G1
Na tarde de hoje(25), Cabral disse que irá receber no Palácio Guanabara representantes do grupo que acampa na porta de sua casa. O que na verdade todo mundo quer saber, é como e onde conseguiu recursos para adquirir um imóvel de 4 milhões de reais recebendo salário de governador.

O povo não aguenta mais ser enganado. Muita gente nem sabe, mas Cabral comprou uma mansão cinematográfica no exclusivo condomínio dos milionários Portobelo, em Mangaratiba. Teve a cara de pau de dizer ao TRE que esta mansão que vocês podem ver acima estava avaliada em R$ 200 mil. Na última eleição disse que valia R$ 400 mil, quando especialista avaliaram a mansão em R$ 4 milhões. 

Mas o pior é que Cabral, desafiando a inteligência das pessoas, como nunca teve como comprovar a origem do dinheiro, disse que comprou a mansão com empréstimos feitos por assessores que ganhavam dez vezes menos do que ele. E além da mansão, Cabral tem dois helicópteros à disposição, um para ele e a mulher e os filhos, e outro para amigos e Gangue dos Guardanapos. É uma farra com o dinheiro público. 

Com o apoio das Organizações Globo muita gente até hoje não sabe disso. Cansei de denunciar essa mansão e outras armações de Cabral. Agora que o interesse geral aumentou vou relembrar casos escandalosos de corrupção no governo Cabral, com o apoio do PMDB, do PT, e de Lindbergh. E claro, muitos vão tomar conhecimento também das maracutaias de Pezão. 

Esta nascendo a CPI dos ônibus na cidade do Rio

Já assinaram a lista 22 vereadores; Base quer derrubar sessão


A CPI dos ônibus, proposta pelo vereador EliomarCoelho(PSOL) já tem condições de ser implantada. O número de vereadores mínimo para a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito, 17, foi superado nesta terça-feira. Até o horário marcado para o início da sessão parlamentar na Câmara de Vereadores, às 14h, 22 vereadores haviam assinado a lista.  
Os nomes, até esta segunda, eram os de Eliomar Coelho(PSOL); Renato Cinco (PSOL);Paulo Pinheiro (PSOL);Júnior da Lucinha (PSDB);Jefferson Moura (PSOL); Reimont (PT); César Maia (DEM); Tio Carlos (DEM); Rosa Fernandes (PMDB); Leonel Brizola Neto (PDT); Carlos Bolsonaro (PP), Teresa Bergher (PSDB), Carlo Caiado (DEM), Márcio Garcia (PR) e Verônica Costa (PR). 
Nesta terça-feira, outros sete deputados assinaram a lista: Paulo Messina (PV), Marcelo Arar (PT), Rafael Aloisio Freitas (PMDB), Willian Coelho (PMDB), Jorge Manaia (PDT), Dr Gilberto (PTN) e Leila do Flamengo (PMDB). 
Nos corredores da casa, correm informações de que a base do governo, comandada pelo deputado Luiz Antonio Guaraná(PMDB) iria fazer de tudo para derrubar a sessão e impedir a criação da CPI. Mais de cinco mil pessoas confirmaram presenças nas galerias da Câmara Municipal nesta terça.
O vereador Eliomar Coelho, autor da proposta, criticou quem o chama de oportunista pela tentativa de criação da comissão logo após os protestos que começaram em todo o país, contra o aumento das passagens no transporte público:
“Estou na casa há muito tempo, e sempre trabalhamos por maior transparência nos transportes. Antes de qualquer protesto, pedimos ao Tribunal de Contas do Município os contratos entre as empresas de ônibus e a prefeitura”, explicou Eliomar, que classificou como natural a reação de Luiz Antônio Guaraná(PMDB), líder do governo na Câmara. “Ele é líder, é o papel dele. Mas tem que ter o ônus de provar a transparência, não pode ter só o bônus”, finalizou.
Fonte: JB online
Com o apoio do povo, que lotam as galerias aqui da Câmara Municipal neste momento (25), conquistaremos juntos esta CPI. 
Aqui vamos nós. Rumo a faxina!!!

Fonte: Marciogarciarj.com.br

O RIO PACIFICADO DE CABRAL!

Explosão de violência na Nova Holanda: em pouco mais de 12 horas, tiroteios deixam nove mortos na comunidade.

O Bope na Nova Holanda, na manhã desta terça
                                          O Bope na Nova Holanda, na manhã desta terça.


Mais cinco pessoas morreram num tiroteio ocorrido na manhã desta terça-feira, na Favela Nova Holanda, no Complexo da Maré, Zona Norte do Rio. Quatro vítimas - que, segundo a PM, seriam traficantes - chegaram a ser levadas para o Hospital Federal de Bonsucesso, mas não resistiram aos ferimentos. Outro suspeito morreu numa das vielas da comunidade. Assim, aumenta para nove o número de mortos em confrontos na Nova Holanda em pouco mais de 12 horas - uma das vítimas é um sargento do Batalhão de Operações Especiais (Bope). Também na manhã desta terça, um ferido que estava no Hospital Federal de Bonsucesso desde a noite desta segunda morreu.
Um suspeito de ter atirado contra o policial foi preso por volta das 10h desta terça. Até o momento, ele foi identificado apenas como Ezequiel.
Por causa dos confrontos, parte da Nova Holanda está sem luz, pois disparos atingiram postes e transformadores. Ao todo, 400 policiais estão na comunidade. Até às 10h, quatro pessoas haviam sido presas e um menor, apreendido. Houve apreensão de uma arma e drogas.

Dilma lança "Pactos" pelo país e esquece de propostas para área de segurança pública.

Após as duas reuniões de ontem, uma com a liderança do movimento passe livre (MPL) e outra com governadores e prefeitos das principais capitais, a presidente anunciou um pacote de medidas que pretende implementar, porém com objetivos não claros e através de um processo que está gerando muita discussão e polêmica.

As propostas são interessantes, dentre elas: fim do voto obrigatório, fim do suplente para o senado, pois não é eleito pelo povo, corrupção vira crime hediondo, entre outras...

O que se discute é a forma como está sendo proposta a realização desta reforma política, que é através de uma constituinte específica, pois se ela fugir do controle, daria brechas para mudanças de cláusulas pétreas da CF/88 como o direito de ir e vir; e todo este risco pode ser minimizado utilizando-se outros artifícios, como as PEC's.

Mais o que nos chamou a atenção foi a ausência de propostas para a área de segurança pública; será que está tudo bem, estamos equipados, com salários dignos; e a nossa PEC 300 que foi prometida, usada como plataforma política para sua eleição à presidente em 2010 e que engavetou logo após sua posse...

Precisamos nos organizar para nos incluirmos nestas propostas, talvez este seja o momento que estávamos aguardando para retomarmos a luta.

PENSEM NISSO...  

EXCESSOS DA POLÍCIA DE CABRAL

Observem na análise de especialistas abaixo, os erros da polícia militar no combate aos manifestantes.


   


O professor Gláucio Soares, pesquisador do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Uerj, também criticou a utilização de tiros dados com balas de borracha, que atingiram membros superiores de manifestantes.
Bala de borracha é de borracha, mas é bala e deve ser direcionada para pontos não sensíveis, com o intuito de parar a pessoa sem causar ferimentos. Houve pessoas atingidas na cabeça. Isso é falta de planejamento e controle - avalia.
Soares acredita que a melhoria nos treinamentos poderia reduzir os ferimentos causados em pessoas que participaram dos protestos.
Fonte: Extra online

Uma análise sem formalidades.

Opinião de um dos mais conceituados jornalistas de nosso tempo, Ricardo Boechat, que sem temor das consequências e de forma clara coloca sua opinião sem as formalidades impostas pelo rádio ou televisão neste bate papo:



Nós do movimento SOS BOMBEIROS que também fazemos parte deste povo, apoiamos todo ato de protesto desde que seja de forma mansa, pacífica e ordeira, empunhando a bandeira da legitimidade da causa, de cabeça erguida, contribuindo para a construção de uma nação mais consciente e igual.

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Mais uma passeata contra a corrupção no Centro do Rio.

Manifestantes tomam escadarias da Câmara dos Vereadores, no Centro do Rio






























       RIO — Pelo menos 2 mil manifestantes, de acordo com informações da Polícia Militar, tomaram as escadarias da Câmara dos Vereadores, no Centro do Rio. A passeata, que segue pacífica, fechou a Avenida Rio Branco no trecho entre a Avenida Almirante Barroso e a chegada à Cinelândia. A via, no entanto, já foi totalmente liberada. Segundo o comandante do 5º BPM, 350 homens fazem o reforço da segurança, espalhados por diferentes pontos, como estação das barcas, Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e Cinelândia, próximo do Teatro Municipal. Também foi feito um cordão de isolamento da PM em frente ao prédio da Prefeitura do Rio.


A semana começa agitada e tudo indica que na próxima quinta feira (27) teremos mais um espetáculo da democracia carioca. Assim se confirmando, estaremos reunidos com a população fluminense apoiando cada reivindicação que ele fizer.

VIVA A DEMOCRACIA!!!
VIVA O SOS BOMBEIROS!!!

Os equívocos, enganos ou verdadeiramente mentiras da presidente Dilma.

Assistam, reflitam e se posicionem diante destas constatações seríssimas que tomamos conhecimento após o pronunciamento da Presidente do Brasil.



SOS BOMBEIROS, JUNTO COM O POVO BRASILEIRO.

Extra percorre 12 unidades de saúde e encontra realidade distante 'PADRÃO FIFA'

Severina Feliciano da Silva, 66 anos, está internada desde sábado numa cadeira, na emergência do Hospital Municipal Pedro II, em Santa Cruz
Dentre as centenas de reivindicações dos cartazes de manifestantes nos protestos ocorridos na semana passada no Rio, uma é recorrente: melhoria na saúde pública. Neste domingo, o EXTRA percorreu 12 unidades de saúde — oito na capital e quatro na Baixada Fluminense — e constatou que os problemas encontrados em hospitais e UPAs não são resolvidos, apesar das denúncias constantes.
No Hospital Municipal Pedro II, em Campo Grande, reinaugurado há um ano após um incêndio, a paciente Severina Feliciano da Silva, de 66 anos, está internada desde sábado numa poltrona, com suspeita de tuberculose, por falta de leitos. Fonte: Jornal Extra
É por isso que nós do SOS BOMBEIROS apoiamos a todos estas manifestações pacíficas; isso que o jornal extra constatou é apenas aquilo que os nossos olhos veem, todos nós sabemos que nos bastidores as coisas são bem piores. Se a imprensa der em cima e procurar saber quantos óbitos estes mesmos hospitais tem por dia, deixaria qualquer destas gerras civis da africa ou oriente médio envergonhadas. A hora de darmos um basta é esta, chega de blá blá blá Cabral, chega de blá blá blá Paes, chega de blá blá blá Dilma.

POR ISSO É QUE GRITAMOS, VEM PRA RUA VEM!!!

DOAÇÃO DE SANGUE URGENTE!!!

Gostaríamos de solicitar o apoio de nossos bombeiros e colaboradores que possam realizar doação de sangue do tipo O negativo, para Marco Antônio Amália Pires. Trata-se de uma solicitação de nosso companheiro GENÉSIO do Catumbi.
Necessitamos de 3 doadores, para o Hospital Norte D'or, rua Santa Luzia 206, Cascadura. Homatologia associados.
Para maiores esclarecimentos entrar em contato com: 7820-9364



ESTA NA REDE...

Segundo Anonymous Brasil na próxima quinta-feira, (27) teremos outra grande manifestação, só que agora contra a rede globo de televisão. Pois vem manipulando as informações fazendo análises precoces e infundadas dos verdadeiros motivos que estariam levando dezenas de milhares de pessoas as ruas do nosso Brasil, além de desestimular a população a participarem das passeatas, transmitindo a ideia de que as mesmas são violentas e com objetivos de destruição do patrimônio público, quando na verdade são pacíficas e ordeiras; composta na sua quase que total maioria de pessoas de bem que desejam um país menos corrupto, mais sério e igual.
Estaremos acompanhando de perto mais esse movimento. 

domingo, 23 de junho de 2013

O CERCO NA PORTA DO DESGOVERNADOR !!

Manifestantes permanecem acampados em frente a prédio de Cabral

 
Manifestantes continuam acampados em frente ao prédio onde mora o governador do Rio, Sérgio Cabral, na Zona Sul da cidade. O protesto pacífico começou na noite de sexta-feira, após uma passeata pela orla. Por volta das 13h deste sábado, os 'acampados' comemoraram 18 horas de permanência no local. 
Policiais militares fizeram um cordão de isolamento para cercar o prédio do governador, na rua Aristides Espínola, quase esquina com General San Martin.
 
Uma das pistas da Delfim Moreira em direção a São Conrado foi interditada pela Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio de Janeiro (CET-Rio) por causa do protesto. Como costuma acontecer aos domingos, o trânsito de automóveis também está suspenso no sentido Ipanema, para lazer. Equipes da CET-Rio estão orientando os motoristas na região.
No protesto, os manifestantes gritam palavras de ordem e empunham cartazes contra a administração do Rio de Janeiro. 
 
 

Um pequeno grupo tentou cometer atos de vandalismo, mas foi imediatamente contido pelos próprios manifestantes que, na grande maioria, fez questão de manter o protesto pacífico. Ontem à tarde, Cabral disse em entrevista coletiva que atos de vandalismo não podiam ser tolerados, mas diante do ato pacífico em frente a sua residência, o governador preferiu não aparecer. 
Segundo sua assessoria, no momento da manifestação "ele não se encontrava em casa". Não foi dada também nenhuma informação se ele havia embarcado para sua residência em Paris.
 
Ainda na entrevista coletiva, no Brasil, ao ser questionado por um repórter sobre o que achava de ter-se tornado o principal alvo do protesto, Cabral em tom de irritação respondeu: "Isso é uma interpretação sua". Em outro momento, Cabral afirmou: "Os debates devem ser aprofundados”. Na tarde deste sábado, garrafas de plástico foram expostas na rua, simbolizando transparência.
Segundo a página do Anonymous Rio no Facebook, o protesto ganhou o reforço de 150 motociclistas. Eles vieram do Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca, onde também faziam uma manifestação durante a manhã, e neste momento fecham o sentido Zona Sul da Avenida Delfim Moreira. 

Jornal do Brasil