segunda-feira, 14 de outubro de 2013

ALERJ INSTALA COMISSÃO PARA DISCUTIR REGULAMENTO DISCIPLINAR DA PM E BM.

Instalada comissão especial na Assembleia Legislativa para discussão e revisão de novos regulamentos disciplinares.  

A Comissão Especial criada na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) para discutir novos regulamentos disciplinares para a Polícia Militar (PM) e o Corpo de Bombeiros, instalada na manhã desta quarta-feira (09/10) e presidida pelo deputado Flávio Bolsonaro (PP), terá como ponto principal ouvir entidades de classe e associações ligadas às duas corporações, para discutir o tema. Logo na primeira reunião, que será realizada no dia 17 de outubro, às 11h, será debatida a aplicabilidade do regulamento atual aos policiais reformados e militares da reserva. “Vamos tratar de paradigmas que precisam ser quebrados na PM. Inclusive alguns já estão consagrados na jurisprudência, mas não na legislação correcional dos militares estaduais. É o caso da não aplicabilidade dos regulamentos disciplinares aos reformados, que podem perder o direito da aposentadoria em função de um desvio disciplinar ou de um crime”, explicou Bolsonaro. O presidente da Alerj, deputado Paulo Melo (PMDB), esteve presente na reunião e afirmou seu apoio à comissão, dizendo que irá levar ao governador Sérgio Cabral as sugestões que forem estabelecidas. Além disso, o deputado ressaltou a importância de se debater o tema na Casa, que “tem a função de ser mediadora de conflitos”. “A conduta do policial deve servir como exemplo na conduta ética, no comportamento do dia a dia”, disse Melo. A comissão tem como vice-presidente o deputado Wagner Montes (PSD) e como relator o deputado Iranildo Campos (PSD), além dos deputados Coronel Jairo (PSC) e Bernardo Rossi (PMDB) como membros e do deputado Altineu Cortes (PR), como suplente.
 
 
SOS BOMBEIROS: Precisamos ficar atentos a revisão do regulamento disciplinar no CBMERJ, pois não existe nada tão ruim que não posso piorar, principalmente quando nossos algozes estão à frente do processo. Mesmo não participando oficialmente, nós bombeiros podemos contribuir com ideias, críticas e sugestões para serem reunidas e entregue aos deputados como anseio da tropa, e  não de alguns "comandantes". Não perca tempo! Deixe aqui a suas sugestões.
JUNTOS SOMOS FORTES!

4 comentários:

  1. senhores , há coisas mais importantes pra se importar do que com o cabral (não estou dizendo que não é importante) como por exemplo , A TROPA , que está pra lá de abandonada!

    o militar está tendo que matar 1 leão por dia , sem efetivo NENHUM !!! NÃO TEM SOLDADO NO CBMERJ !!! os senhores não percebem isso ? esse tem que ser nosso principal foco , pois qualquer tragédia que ocorra vai sobrar pra nós mesmos , ponta de lança, função fim !

    É GRITANTE ESSE ASSUNTO ! PERGUNTE PRA QUALQUER MILITAR AO LADO ! SOS EFETIVO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isso temos que presar pela União,quando tivermos em uma posição de Chefe de Guarnição,se portar como tal.primeiramente respeitando seus pares,Pois somos profissionais e um auxiliando e respeitando mesmo que seja o recruta.pois qual aquele Praça que um dia não foi Recruta,infelizmente,tem aqueles,que divisa faz mal ao caráter e a cabeça dos mesmos,quando se acham que são gente,o homem vale pela sua postura de respeito não com seu par e não na imposição.Juntos Somos Fortes.

      Excluir
    2. Exemplo disso é o PROG. Outro exemplo, 3º Sgt tirando 1/4 de hora na Guarda, função esta de Soldado, pois Cabo é para ser o Cabo da Guarda, auxiliar do comandante da Guarda, que pode ser um 3º, 2º ou 1º Sgt, conforme o RISG.

      Conforme o RISG a função do Soldado é ser sentinela da Guarda, a função do Cabo é ser o auxiliar do Comandante da Guarda, e do Sgt é ser o Comandante da Guarda, mas na prática o Sgt está sendo o Sentinela da guarda, tirando 1/4 de hora.

      Comandante Geral, precisamos de mais soldados, pois já pensou se todos os sargentos se recusarem à fazer o serviço do Soldado? Vai mandar memorando baseado em que?

      Excluir
  2. o regulamento disciplinar é apenas um dos fatores que merecem reforma em nossa legislação, na realidade nosso estatuto bem como algumas das leis posteriores que o modificaram já estão dispersos e ultrapassados, há na corporação do CBMERJ um hábito de "legislar" por decretos e publicações de nota. precisávamos que nosso legislativo trabalhasse em um projeto que reformasse e unificasse os Estatuto do Bombeiro Militar, o Rcont, o RDCBMERJ, RDPMERJ e outros.

    ResponderExcluir

Comentários com palavras de baixo calão, agressivas ou que estimulem a violência ou prática criminosas não vão ser publicados.

Citações ou acusações pessoais somente são publicadas com a identificação do autor do comentário.

Se sentiu ofendido? Quer ter o direito de resposta? Faça contato pelo email (enderecumemaium@gmail.com) ou use os comentários para defender seu ponto de vista.

O BLOG é seu. Use-o com sabedoria.