quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

QUEM PODERÁ NOS SOCORRER?

O Rio de janeiro após as "históricas e tradicionais chuvas", segundo o Excelentíssimo Prefeito Eduardo Paes, de todo ano.



O assunto numero 0001 de hoje (12), é a chuva de ontem (11), que maltratou o Rio de janeiro como a multo não se via. O mais incompreensível nisso tudo é que as nossas autoridades, especificamente o Prefeito, não consegue responder objetivamente porque estas cenas se repetem, cada vez com mais frequência, e nada se propõe para mudanças. Até as obras mais modernas da cidade, via binário, teve de ser fechada porque alagou, verdade, a-la-gou.
Como de praxe a população mais simples e residente na zona oeste e baixada sucumbiram embaixo d'agua, não fosse a solidariedade característica do povo brasileiro, muitos óbitos teriam se contabilizado.



Até os bombeiros do 14º GBM -  Duque de Caxias, e 8º GBM - Campinho, ficaram ilhados; se quem deve socorrer, fica impedido, estamos entregues a própria sorte. 
Isso é inadmissível a uma cidade que ousou sediar competições a níveis mundial, se numa cidade quem socorre vira vítima das circunstâncias e da falta de infra-estrutura, quem salvará os cidadãos comuns??? Eis a seríssima questão!  

14º GBM - Duque de Caxias em 11/12/2013
8º GBM - Campinho, em 11/12/2013

ASSIM NÃO DÁ PREFEITO!!!

8 comentários:

  1. Bom vamos na pagina 15 do capitulo 3, da apostila de resposta para politicos em casos de chuva, enchentes e desastres, finalmente a resposta dos ilustres prefeitos: -chuveu em horas o q era esperado para todo mes. Pronto senhores eleitores esta td resolvido, ano q vem tem tudo novamente, pq todo ano chove assim e sempre nao era previsto. Nunca mais voto em ninguem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc amigo, se tiver um candidato da espécie animal, para esse será meu voto pq os humanos só fazem merdas e roubam e querem ficar cada vez mais ricos para levarem suas riquezas para a sepultura.

      Excluir
  2. Não perca este vídeo http://www.youtube.com/watch?v=dR79NJnqJMQ

    ResponderExcluir
  3. PARECER TÉCNICO PARA AS CHUVAS NO RIO DE JANEIRO,CHOVEU FODEU,NÃO SAIAM DE CASA,NÃO TRABALHEM,NÃO ESTUDEM E NEM VOTEM EM NINGUÉM.PRONTO ESTÁ RESOLVIDO O PROBLEMA DO POVO,POIS O PIOR DOS PROBLEMAS,SÃO AS PROMESSAS E PROMESSAS DE ELEIÇÕES.NÃO MUDA NADA,NEM O CENÁRIO.

    ResponderExcluir
  4. MUITA POLITICA SENHORES ..POUCO BOMBEIRO

    ResponderExcluir
  5. É muito simples a questão do votar ou não votar. Eu, particularmente não voto em ninguém, é muita picuinha e pouca ação. Temos sido colocados em segundo plano, mas o povo ainda não entendeu e a baderna continua, ainda bem que a bombeirada está ligada.
    Viva rapaziada de Caxias (14º GBM) e amigos de Campinho (8° GBM).

    JUNTOS SEMPRE SEREMOS MUITO FORTES!

    Sgt BM R/R - Brito.

    ResponderExcluir
  6. O único que poderá nos socorrer é somente JESUS CRISTO,independente de Religião.Esse sim batemos palmas e tiramos o Chapéu.Vamos voltar para as ruas com Jesus Cristo,Amém.e derrubar o Coronel Simões,odiado por todos os Praças.SENHOR JESUS RETIRE O CORONEL SIMÕES DO FALSO PODER QUE O MESMO SE ENCONTRA!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. No ultimo domingo 15/12/2013, via televisão uma serie “Chicago Fire” no canal UNIVERSAL CHANNEL, que mostra o dia-a-dia do Batalhão 51. Semelhanças a parte Viaturas com vazamento de água por falta de simples arruelas, na serie existe um programa da prefeitura para fechar alguns Batalhões, para reduzir gastos. No nosso CBMERJ não há necessidade de redução de gasto, e sim de usar os recursos do FUNESBOM adquirido viaturas novas e equipamentos realmente necessários para os serviços diários com base em solicitações das guarnições que correm para socorro e não para quem esta atrás de uma mesa sentado e não sabe realmente da necessidade e de qual material o BM necessita na frente de combate, “tomei o conhecimento que no POP desse ano com relação a extinção de incêndio em veiculo com GNV deveríamos usar duas linhas de Mangueiras com 2 ½ polegadas, estranho porque o consumo de água será muito grande e se não apagar em poucos minutos a água acaba numa viatura tipo ABT com 5000 litros de água, e ai como vamos fazer se quartel mais próximo estiver longe tipo 50 KM, no Rio tem quartel um do lado do outro com distância de 10 KM. O POP não relata essa distancia quando é feito ou relata se estiver errado me corrijam.
    Nos nossos DBMs, SGBM E GBM necessitam de viaturas que realmente tenham condições de correrem para S.O.S, há viaturas do tipo AT com mais de trinta anos “No DBM de Cordeiro AT – 036” deveria estar no museu, mas estar emprestado no DBM 4/6 Cantagalo, que perdeu seu AT – 13 para o CSM que não funciona, as viaturas dessem e são depenadas para reposição de peças de outras viaturas. Gente este AT – 013 e do ano 2000 desmanchar um carro desses e deixar um de 1980 é inaceitável. ABSL – 049 é outro que desceu para o CSM e não voltou para o DBM 4/6 – Cantagalo, situação o CSM deve ter feito o desmanche conforme o AT – 013 deve ser a mesma situação.
    Fiquei sabendo dessas informações e resolvi divulga-las, pois quando foi denunciada a falta de camas e armários no CFAP, alguma coisa foi feita espero que alguém leve ao conhecimento do nosso secretário para que algo seja feito não apenas com relação a esta situação e sim com o remanejamento de viaturas de acordo com a necessidade dos quartéis.
    Quem esta na frente do serviço no dia-a-dia é que pode dizer como é difícil correr para socorro com viaturas que não tem condições nem de dar uma volta dentro do CEFAP para uma instrução.

    ResponderExcluir

Comentários com palavras de baixo calão, agressivas ou que estimulem a violência ou prática criminosas não vão ser publicados.

Citações ou acusações pessoais somente são publicadas com a identificação do autor do comentário.

Se sentiu ofendido? Quer ter o direito de resposta? Faça contato pelo email (enderecumemaium@gmail.com) ou use os comentários para defender seu ponto de vista.

O BLOG é seu. Use-o com sabedoria.