quinta-feira, 31 de julho de 2014

BOMBEIROS E POLICIAIS MILITARES, A HORA É ESSA!

Depois das declarações dadas através da última postagem,   o vice governador bombeiro, Marcio Garcia, abriu uma ótima oportunidade de diálogo. E nós BOMBEIROS E POLICIAIS temos que nos organizar e apresentar nossa pauta para o próximo governo.





Por isso companheiros, façam contato, organizem-se e construam as reuniões para que o vice-governador possa ouvi-los

A HORA DE CONSTRUIR AS BASES É AGORA!!!

terça-feira, 29 de julho de 2014

ESSES SÃO OS HOMENS DA TURMA DO CABRAL/DUDU/PEZÃO


Novo trecho de uma conversa gravada entre o deputado federal Rodrigo Bethlem (PMDB-RJ) e a empresária Vanessa Felippe, obtido com exclusividade por ÉPOCA, revela indícios de caixa dois na campanha de Bethlem pago pelo empresário do setor de transportes Jacob Barata, conhecido como “o rei do ônibus” do Rio. No diálogo, Bethlem admite que foi “muito útil” aos interesses de Jacob Barata quando esteve na Câmara Municipal do Rio. Bethlem foi vereador entre 2001 e 2004. "Eu fui muito útil pra esse cara na Câmara. Não foi pouco não, (foi) muito. Eu derrubei sessão, eu tirei projeto", disse Bethlem. Conforme revelou ÉPOCA na edição desta semana, Vanessa, ex-mulher de Bethlem, gravou a conversa entre os dois em novembro de 2011, quando discutiam a separação e o consequente pagamento de pensão alimentícia.
Bethlem foi secretário municipal de Ordem Pública e posteriormente de Assistência Social do Rio entre 2009 e 2012. No trecho já publicado do diálogo, Bethlem admitiu que, enquanto secretário de Assistência Social, recebia R$ 85 mil em dinheiro por fora do seu salário, referindo-se provavelmente a propina desviada de contratos com a Secretaria. Ele reconheceu também que havia aberto uma conta não declarada na Suíça.




domingo, 27 de julho de 2014

DIVIDIR PARA CONQUISTAR!!! NÃO NO SOS.

Este canal tem por princípio respeitar e expor a opinião e o desejo da maioria dos bombeiros, que por sua vez, entendem que devemos apoiar UM ÚNICO REPRESENTANTE E BOMBEIRO para a disputa da cadeira estadual nas próximas eleições.




E neste propósito é que a comissão do SOS se desdobrou para conduzir um pleito aberto, transparente e democrático (via correios, para que alcançasse a todos os bombeiros do estado). Este canal foi o primeiro a dar publicidade aos companheiros que eram voluntários a nos representar na assembleia legislativa (O PRIMEIRO PRÉ-CANDIDATO). No entanto, companheiros de diversas regiões do nosso estado, ignoraram esta tentativa, e à revelia lançaram-se candidatos com a justificativa de que não concordavam que o Vereador Marcio Garcia concorre-se ao pleito.

Por obra dos Céus, o cenário mudou, um convite inusitado, repentinamente retirou o vencedor do pleito interno que foi feito, dando a oportunidade para quem quisesse novamente entrar na disputa.

Como nenhum de nós individualmente tem autonomia para decidir qual direção o movimento irá seguir, já que o movimento é dos bombeiros, em mais uma tentativa de busca pelo entendimento entre os pré-candidatos espalhados pelo estado, convocou-se outra reunião, anunciada aqui a partir de um domingo, (Chamada para a reunião em busca de entendimento), para que o encontro fosse na quarta-feira da semana seguinte.

Nos bastidores houve o comprometimento de um dos nossos porta-vozes perante os militares do grupamento marítimo da Barra da Tijuca (aproximadamente 40 pessoas) que o mesmo avisaria aos pré-candidatos do interior e adjacências, e que também faria uma chamada através do canal que ele tem acesso convocando a todos para que se engajassem na busca pela união neste encontro.

Nada do que foi assumido por este porta-voz foi cumprido. Porém, nenhum bombeiro deste estado que está engajado em nossa luta tem a desculpa de não ter ficado sabendo, isso porque hoje temos alguns grupos de whatsapp que desde o dia da convocação da reunião, seus participante se lançaram em vários debates.

Pra nossa surpresa nem o porta-voz que se comprometeu em ajudar a construir o encontro, assim como representantes de outras cidades do interior que tem candidato ignoraram mais uma vez a chamada; somente Cabo Frio enviou representante, do interior, para apresentarem suas ideias, opiniões, críticas, sugestões e etc.

A reunião aconteceu, a palavra foi dada a quem quis, ideias, pontos de vistas e sugestões foram apresentadas, indicação de nomes para ser o representante foi citada lá na hora, discutiu-se muito. E o entendimento dos presentes, levando em consideração o tempo que URGE, e que o não comparecimento de representação dos outros pré-candidatos (ao menos para apresentar suas alegações), tínhamos chegado ao limite do esforço na busca pelo agrupamento. Votando-se assim para a definição de um único nome.

Dentre os presentes, o que teve mais apoio foi o segundo Sargento Leonardo Paura, que também era um voluntário a nos representar na ALERJ, disputando com os demais.


2º SARGENTO LEONARDO LIMA PAURA - RG 24272
PRAÇA DE 1998, CFS/2009B.
CASADO





CURTAM SUA FANPAGE:
PAURA BOMBEIRO, NOSSO CANDIDATO A ESTADUAL!

Atuante no movimento SOS BOMBEIROS, caminhou com os militares do 2º Gmar - Barra da Tijuca, desde os primeiros encontros no quebra-mar. 

Sempre como um soldado que não buscava destaque ou aparecer nas mídias, porém, presente nas construções das estratégias e execuções, contribuiu em nossas lutas apoiando o que o grupo decidia. 

Em sua unidade goza de um prestígio acima da média entre os militares pela maneira imparcial de tratar os problemas, independente de posto ou graduação.

Nunca almejou a carreira política, entretanto, como soldado que é. Pronto, para e em condições de. Aceitou de imediato a indicação de seus companheiros de unidade para entrar na disputa com os outros nobres guerreiros.

Seu compromisso enquanto representante dos Bombeiros é ser fiel aos anseios da tropa, dando lhes a devida atenção e amparo no que estiver ao seu alcance.

  1. Estar sempre acessível para receber ideias e sugestões;
  2. Lutar pela adequação do RDCBMERJ à constituição de 1988, minimizando assim as arbitrariedades;
  3. Defender a desvinculação do serviço do SAMU (região metropolitana) junto ao CBMERJ, para que se amplie a disponibilidade de profissionais da saúde para melhor atender aos nossos inativos e pensionistas;
  4. Fortalecimento de uma associação verdadeira e comprometida com o bombeiro;
  5. Apresentar ao governo estadual proposta para que se crie uma data base anual para reposição das perdas salarias por conta da inflação;
  6. Apresentar proposta ao governo do estado para que terceirize a limpeza, a princípio, nos Grupamentos;
  7. Defender a indicação legislativa que aumenta a idade para que o subtenente bombeiro possa cursar o CHOAE;
  8. Estar sempre presente nos quarteis a fim de se manter atualizado das necessidades reais de melhorias;
  9. Atuar na fiscalização de:
  1. Para que a verba do rancho seja utilizada integralmente para o seu devido fim.
  2. Que as guarnições possuam os EPIs necessários a cada militar.


UM VERDADEIRO REPRESENTANTE NÃO REPRESENTA SEUS PRÓPRIOS SONHOS, POR ISSO, SOMOS TODOS

PAURA BOMBEIRO!!!

SITUAÇÃO CADA VEZ MAIS GRAVE NA FAMÍLIA BETHLEM E FELIPPE

E a farsa patética para tentar se safar
Reprodução da Época online
Reprodução da Época online


Quem assistiu aos noticiários da televisão ou leu os jornais de hoje espantou-se certamente com a desfaçatez da confissão do deputado federal Rodrigo Bethlem numa discussão com a ex-mulher, Vanessa, filha do presidente da Câmara do Rio, Jorge Felippe.

Bethlem precisa entender que confessou que é corrupto e isso não vai mudar, mesmo que agora tente dizer que sua mulher sofre de distúrbios psiquiátricos, e que teria tentado se matar três vezes.

É bom deixar claro que a ex-mulher do deputado não está fazendo acusações, ela simplesmente gravou-o confessando. É Rodrigo Bethlem que diz com todas as letras, que apanhava todos meses R$ 65 mil / 70 mil de uma ONG com quem fechou contrato quando era secretário de Assistência Social do governo Paes. É ele próprio quem confessa que recebia um "lanche" de mais R$ 15 mil mensais de outro esquema montado na prefeitura. E novamente é ele quem enche a boca para dizer: "você está careca de saber que fui à Suíça abrir a conta".

Bethlem pode até se safar, afinal, como disse na nota anterior, a impunidade reina no Rio de Janeiro. Só não pode é negar que é corrupto confesso, indiferente se sua mulher tem ou não problemas psiquiátricos.

Mas deixo uma pergunta no ar para vocês pensarem. Bethlem estava se divorciando e discutindo com a mulher sobre a pensão que poderia lhe pagar. Numa situação dessas - levando em consideração que esses rendimentos eram recebidos em dinheiro vivo, sem poderem ser comprovados - já vi muitas pessoas mentirem para o cônjuge e dizerem que ganhavam menos do que a realidade.

Será que Betlhem não recebia outros "lanches" e rendimentos de outros contratos e não quis contar para a mulher?

Se investigarem a fundo podem apostar que tem mais coisa, e vou além, mais gente próxima a Eduardo Paes está envolvida. A questão é saber se alguma coisa vai ser investigada. Eu tenho dúvidas! 
Fonte: Blog do Garotinho

DESMASCARADO ESQUEMA DE CORRUPÇÃO DE BETHLEM (PMDB-RIO)

Homem forte de Paes opera esquema de corrupção no Rio

VEJA teve acesso a gravações que mostram um esquema de desvios na prefeitura do Rio de Janeiro comandado pelo deputado Rodrigo Bethlem (PMDB), ex-secretário de Governo da administração Eduardo Paes

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e o deputado federal Rodrigo Bethlem (PMDB-RJ) em 2013

O medo de ser alvo de denúncias paira há tempos na mente do deputado federal Rodrigo Bethlem (PMDB-RJ), um dos homens fortes do governo Eduardo Paes desde 2009. "Tô de saco cheio de ficar sempre lendo jornal sem saber se vai sair uma denúncia. Estamos na era do escândalo", chegou a dizer assustado, nem imaginando que chegaria o dia em que as suas falcatruas viriam a público com riqueza de detalhes. VEJA teve acesso a áudios e vídeos que escancaram um esquema de corrupção funcionando dentro da prefeitura do Rio de Janeiro a partir da atuação do parlamentar. Dinheiro da área social da gestão Paes foi desviado segundo confissão de ninguém menos que o próprio Bethlem, em uma conversa sobre o fim de seu casamento de 16 anos. O Ministério Público do Rio já foi avisado sobre a existência das provas contra o peemedebista.

As gravações são contundentes e não deixam dúvidas sobre o balcão de negócios instalado pelo deputado. Bethlem – que se licenciou da Câmara dos Deputados em 2009 e passou pelas pastas de Ordem Pública, Assistência Social e, por fim, a secretaria de Governo – fala claramente que recebia uma espécie de mesada a partir de convênios da prefeitura. O diálogo de cerca de duas horas ocorreu em agosto de 2011 com a sua então esposa, a ex-deputada federal Vanessa Felippe Bethlem. Na ocasião, o deputado ainda tocava a área social do município e se preparava para ser um dos coordenadores da campanha de reeleição de Paes. A pauta do casal envolvia especulações sobre o futuro político de Bethlem e o pagamento de uma pensão para o sustento da casa e dos seus dois filhos. Na conversa, depois de relatar que tipo de despesas estaria disposto a bancar, Bethlem afirma que sua principal fonte de renda era um convênio da prefeitura chamado Cadastro Único. "Eu tenho de receita em torno de 100.000 reais por mês", afirma na gravação com a maior naturalidade do mundo, explicando que do contrato retirava entre 65.000 e 70.000 reais por mês. Nomeado como secretário de Paes, Bethlem optou pelo salário maior de deputado – ou seja, só deveria ter direito a um rendimento bruto de 26.723,13 reais, equivalente a cerca de 18.000 reais mensais líquidos.

sábado, 26 de julho de 2014

POSICIONAMENTO DE ALGUNS DO INTERIOR

COMISSÃO SOS/INTERIOR


Itaperuna, 23/07/2014

Nota de Esclarecimento!


Em respeito à família Bombeiro Militar do Estado do Rio de Janeiro utilizamos esse espaço para prestar esclarecimento quanto à matéria  aqui veiculada no dia 12 de Julho do Corrente, intitulada “ O PORQUÊ DE TANTOS CANDIDATOS!”.
A região Norte/noroeste do estado escolheu seu pré-candidato para o cargo de Deputado Estadual por volta do mês de abril do corrente. O objetivo já naquela ocasião era submetê-lo a um pleito de abrangência estadual que pudesse resultar na escolha de um só candidato para este Cargo. A notícia dessa Pré-Candidatura juntamente com o anuncio da Candidatura do Major Marcio Garcia para este mesmo cargo, aqueceu os debates nas redes sociais. Companheiros de todas as vertentes do movimento defenderam seus posicionamentos acerca do assunto, inclusive os postulantes em questão. A ideia central seria que todo aquele que tivesse pretensão a esse cargo eletivo se apresentasse e dessa maneira se obtivesse o nome de um único candidato, que seria apoiado por todos, inclusive os pré-candidatos preteridos. Após vários dias não se alcançou o tão esperado consenso, não se construindo com isso uma pauta única. Em virtude desse resultado e também pelo fato do prazo para registro de candidaturas, naquela ocasião, encontrar-se expirando, afinal, já nos encontravámos no mês de Junho, decidimos então avançar no sentido de tornar o Pré-candidato do Nortenoroeste  em candidato.

sexta-feira, 25 de julho de 2014

COMANDANTE GERAL DOS BOMBEIROS OU CABO ELEITORAL DO PMDB???

Em mais uma oportunidade o Comandante Geral, Cel Sergio Simões, colocou em prática sua estratégia de campanha em favor de Pezão/Cabral e seus aliados.
Desta vez os comandantes dos quarteis foram orientados, para através dos oficiais "convidarem"  os praças a comparecerem a mais uma reunião de campanha, em prol daqueles dispostos a assegurar suas regalias.


Fazendo uso das suas prerrogativas hierárquicas, o secretário vem assediando oficiais e praças em suas unidades, buscando apoio em nítida tentativa de manter a condição atual.
Muitos dos nossos companheiros estão insatisfeitos com esta situação em seus quartéis, pois a tensão dentro das unidades é grande em relação a este assunto, e o debate sobre esta importante escolha é veladamente proibido, na intenção de empurrar "goela abaixo" dos heróis da caserna a vontade da cúpula.
Alguns dos nossos companheiros presentes nesta reunião, realizada no Clube dos Subtenentes e Sargentos do Corpo de Bombeiros, tiveram a nobre coragem de expôr a sua opinião, "rasgando a boca" em apoio ao nosso legítimo candidato a Vice -Governança do nosso Estado, causando grande desconforto na patota do comando.


Certamente um dos grandes legados do movimento é a nossa maturidade institucional e política; aprendemos a buscar e defender nossos direitos e não seremos mais enganados por àqueles comprometidos apenas com os seus interesses.
Somos os protagonistas de uma linda história de luta, contra um sistema violento e covarde, que precisa ser mudado, através da participação de todos nós.

OBRAS PARADA. PORQUE???

Recebemos dos militares do destacamento 4/10 - Mangaratiba a solicitação de apoio para que o comando possa retomar as obras desta unidade, que se iniciaram há mais de um ano.






O Bombeiro merece ser tratado com respeito e apreço Ten Cel Escarani. Sabemos que o senhor chegou recentemente nesta unidade e recebeu está bananada; entretanto, esta é a realidade que estes valentes guerreiros sobrevivem por mais de um ano.
Os bombeiros deste destacamento contam com seu empenho.

Cel Ernani ao centro e a sua esquerda o vice-prefeito de Angra Leandro Silva na cerimônia de passagem de comando em abril de 2014

quinta-feira, 24 de julho de 2014

ENTREGUE NAS MÃOS DA JUSTIÇA

Obtivemos com exclusividade cópia da denúncia encaminhada ao Excelentíssimo senhor Procurador Geral de justiça Marfan Martins Vieira e ao senhor Giuseppe Italo Brasilino Vitagliano, Corregedor Geral da corregedoria Geral Unificada, que demandam sobre irregularidades praticadas pela alta cúpula do CBMERJ.




As denúncias tratam-se das práticas do senhor Coronel Ronaldo Jorge Brito de Alcântara Subcomandante Geral do Corpo de Bombeiros e Chefe do Estado Maior Geral.








QUE SEJA FEITO JUSTIÇA!

quarta-feira, 23 de julho de 2014

PARABÉNS VEREADOR MARCIO GARCIA

Hoje é o dia dele! Nosso representante na Câmara Municipal do Rio de Janeiro e futuro Vice-Governador do Estado.

Grande companheiro de luta, que tem nos honrado com seu trabalho abnegado, principalmente em prol dos trabalhadores.

Como personagem marcante no movimento SOS BOMBEIROS, entrou para a história pelas perseguições, humilhações e prisões, que sofreu por acreditar e perseguir o sonho de um futuro mais digno e humano dentro do CBMERJ.

Hoje (23), durante o horário de expediente, o Vereador Marcio Garcia convida a todos os Bombeiros Militares e amigos a comparecerem ao nosso gabinete, o gabinete dos Bombeiros, localizado no Palácio Pedro Ernesto(Praça Floriano s/n Cinelândia), sala 1004, para juntos celebrarmos mais esta data especial.


Venha cumprimentar nosso ilustre aniversariante, pois, sem dúvidas este merece todo o nosso reconhecimento e respeito, por tudo que escreveu nas páginas recentes de nossa heroica história de luta, que nos aponta para um futuro promissor.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

QUEM PRECISA DE INIMIGOS ???

Apesar do desespero da cúpula do CBMERJ com o atual cenário político a ponto de fazer até reunião com os oficiais, como anunciado alguns posts abaixo, definitivamente estamos convencidos de que o Governador Pezão não precisa de inimigos, pois com os cabos eleitorais que ele possui isso não se faz necessário.
A afirmação acima é reforçada pelo anexo publicado no Boletim da SEDEC/CBMERJ nº 122 de 14/07/2014, que contém as datas e os locais nos quais serão realizados o TAF, e pasmem, está determinado nesse documento que militares dos quartéis do Méier, Ramos, Penha, Irajá, Santa Cruz, Campo Grande, Barra de Guaratiba, Ricardo de Albuquerque, Campinho, Realengo, Guaratiba, Ilha do Governador, Penha, Policlícina de Campinho, Odontoclínica de Campo Grande e outros, deverão realizar o TAF nada mais, nada menos,  do que na Praia da Barra da Tijuca, entre os Postos 6 e 8.
Achamos que tal determinação é um absurdo, pois conhecemos algumas dessas unidades e sabemos da existência de alguns locais, próximos a elas, que serviriam tranquilamente a esse propósito. Tal absurdo seria minimizado se a administração da Corporação providenciasse viaturas para o transporte dos militares que realizarão o teste, porém, até agora não conseguimos vislumbrar nenhuma movimentação nesse sentido, o que nos leva a crer que o deslocamento se dará por meios próprios, ou seja, o Comando inventa a moda e o militar terá que tirar do seu próprio bolso para satisfazer aos caprichos do Comando.
É muito fácil fazer isso, já que sabemos que eles são transportados com viaturas e combustível pagos por nós enquanto cidadãos e contribuintes.
Antes que apareçam os críticos para dizerem que só sabemos jogar pedras, devemos deixar claro que somos completamente a favor de que exista uma avaliação para se aferir o condicionamento físico da tropa, bem como somos a favor da avaliação da saúde dos militares, porém, esses acompanhamentos precisam acontecer de uma forma mais ampla, como um programa sério e permanente voltado para a prevenção de doenças e a possibilidade de um diagnóstico precoce no caso de alguma moléstia grave e não apenas para fazer estatística, como nos parece acontecer hoje em dia. Acreditamos também que esse programa deva abranger a alimentação que é servida nos quartéis, pois isso influencia diretamente o condicionamento físico e a sáude, além do mais, um programa que tenha essa amplitude, trará, em última análise, beneficios ao bombeiro militar enquanto ser humano.
Mas, divagações à parte, não conseguimos entender (será ??) qual é o intuito de obrigar os militares a realizarem o TAF em um local tão distante de suas unidades quando existem alternativas mais viáveis, só temos certeza que apesar do atual Governador não ter nenhuma influência direta nessa questão, com essa determinação o Comando só está queimando mais ainda o filme  de Sua Excelência com os militares, pois ele não sendo eleito, as mentes brilhantes do CBMERJ, capazes de conceber tamanhas aberrações, com certeza saírão do topo e esperamos que sejam substituídas por comandantes que tomem decisões pensando no bem estar de seus comandados e não guiadas por caprichos e vaidades pessoais. 
O SACRIFÍCIO DESNECESSÁRIO DA TROPA FAZ COM QUE A GUERRA SEJA PERDIDA.

domingo, 20 de julho de 2014

Uma punição pesada demais pra quem disse apenas a verdade.

O Soldado Mol do Corpo de Bombeiros do Estado do Espírito Santo foi expulso da corporação por ter expressado sua opinião no Facebook.






Esta informação é uma das que tenho vergonha em vincular em nosso site. Dizem por aí que militares são cidadãos de segunda categoria, alijados de todos os direitos de um cidadão comum. Será verdade?

O Soldado Mol do Corpo de Bombeiros do Estado do Espírito Santo foi expulso da corporação por ter expressado sua opinião no Facebook. Um punição pesada demais pra quem disse apenas a verdade.
Como uma corporação trata o profissional que tanto ama sua profissão, dedicado com o serviço, com ficha exemplar, que o seu único "erro" foi lutar por melhores condições de trabalho, por melhores salários, por dignidade?
Onde estão os sites e blogs especialistas em Segurança Pública que não fizeram nenhuma menção ao caso? Onde está a imprensa nessas horas? Onde estão os chamados representantes de classe e associações? Onde está a justiça?



                                                  Publicação da expulsão do militar:



Abaixo, a emocionante carta escrita pelo Soldado Mol após ser expulso da corporação:

Caros amigos,
Venho agradecer ao intenso e caloroso apoio dado por vocês nessa batalha que se perdura a longos e pesados 9 meses de Processo Administrativo e Inquérito Policial Militar que estou respondendo por ter desabafado no calor do momento, nessa mesma Rede Social, alguns fatos ou visões referente a rotina de serviço no âmbito do Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo. 
Com o estresse de uma cirurgia sofrida e no momento em que vivíamos (referente às manifestações em todo o país em que almejávamos mudanças em nosso cenário político, social e econômico) fui movido pela emoção e acabei por fazer uma publicação cujas palavras foram um tanto quanto exageradas, mas com toda certeza do mundo, não era para chegar na atual situação em que se encontra, aliás, eu nem imaginaria que estava sujeito a tais sansões, já que houveram fatos mais graves e os mesmos não tiveram tal desproporcionalidade de tratamento. Saliento que na mesma época da publicação, estávamos nós militares à espera do tão sonhado e almejado aumento/realinhamento salarial prometido a tempos, bem como a espera da abertura do quadro organizacional que levaria a inúmeras promoções, o que de fato ocorreu. Porém de uma forma que deixou a todos nós praças descontentes com a diferenciação de aumento/correção/realinhamento dos ganhos. Durante essa longa espera, não foi nos dado nenhuma posição que zelasse por nossa tranquilidade (como dito no RDME como obrigação) e diante disso o nervosismo na caserna só aumentava com a protelação de datas para que se fosse resolvido nosso destino (como alguns disseram, por serem os senhores de nossas vidas e destinos) o que eu culminou em algumas punições por termos feitos publicações no Facebook.
Hoje me encontro excluído da Corporação na qual entrei para conseguir ajudar a minha família, mais diretamente ao meu pai e que a dois meses da minha formação sofreu um grave acidente de moto e veio a falecer. Sou apaixonado por essa profissão que aprendi a executar e me dedico, fazendo o bem e a trabalhando sem medo, prestando o melhor serviço que me cabe à sociedade. 
Então me propus a modificar esse cenário de injustiça que os meus colegas que tanto amam a farda são submetidos. Creio que para se gerir uma organização qualquer não se precisa agir pela força nem pela sua posição diante dos subordinados. Trate-os com respeito e humanidade e todos serão recíprocos. 
Estou totalmente triste, arrasado, por ter perdido a farda na qual lutei para conseguir, mas Deus sabe o que faz e me vejo numa posição que talvez me abra novos caminhos e que me faça lutar para mudar o cenário injusto que vejo em vários lugares na sociedade. Porque apesar dos pesares e sabendo o que é errado e às vezes fazendo o errado, fui ensinado por pai e mãe que devemos prezar pelo correto, ser homem, honesto e justo e é por isso que prezo e vou lutar. 
E tenham certeza que continuarei BOMBEIRO independente do uso da farda, porque o coração já foi forjado a ajudar a quem precisa, não em 9 meses de curso de formação de soldados, mas sim em 28 anos de vida junto aos princípios de minha família. 
Obrigado a todos. 
Deus no Controle

Fonte: http://www.assfapom.com

sexta-feira, 18 de julho de 2014

GENERAL DE EXÉRCITO EXPÕE DIFERENÇAS ENTRE REGULAMENTOS

Há anos os militares estaduais vivem sob um regulamento desenvolvido para momentos de guerra, mas, que por comodismo, manutenção do controle absoluto e favorecimento de uma minoria, ainda permanece.


Não estamos aqui apregoando a desmilitarização, mais sim, a adequação à constituição cidadão de 1988, de um regulamento que já esta mais que obsoleto dentro do contexto pós-moderno que nossa sociedade vive. 


Abramos nossas mentes para com maturidade conduzirmos imparcialmente este processo.





Até mesmo os aparentes conservadores e inflexíveis generais de exército, veem esta questão com bem mais maturidade que muitos de nossa caserna, que relutam em não aceitar.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

MAIS UMA MENTIRA DOS GOVERNANTES.

Mais um blá blá blá do governo federal ao tratar com a segurança pública dos estados.           


      

JUNTOS SOMOS FORTES!

POLICIAIS DO INTERIOR DO ESTADO PASSAM POR HUMILHAÇÕES DIVERSAS

Policiais militares recém formados no último concurso, moradores de Campos dos Goytacazes, estão adoecendo por não terem mínimas condições de exercer sua função.




Relatos de um policial que se confronta com a realidade:

"Bom dia AOS AMIGOS DO SOS BOMBEIROS. 

Venho aqui através deste canal, e peço que vocês divulguem essa nossa DENÚNCIA dos POLICIAIS MILITARES, em particular aqui do 5ºBPM, que trabalhamos na capital do RJ.

Queremos deixar o seguinte relato das mazelas que nós,  recém formados POLICIAIS MILITARES, estamos vivendo.

Os fatos são os seguinte: Somos recém formados, do último curso de formação de SOLDADOS, há três meses atrás, e até hoje ainda, não pegamos nossa identidade funcional definitiva. E o que é pior, ainda continuamos recebendo como RECRUTAS, e não como SOLDADOS, e que também recebem uma baixa remuneração, imaginem os senhores, nós como RECRUTAS ?

Consequentemente não conseguimos comprar as nossas armas particulares, sob risco de sermos reconhecidos e identificados por algum meliante, e não termos como nos defender de um possível ataque ou até mesmo de uma tentativa de homicídio contra a nossa vida, e ainda não poder defender a sociedade, para qual nós fomos preparados, treinados. 

Não para por aí, muitos de nós moramos  no Município de Campos, há mais de 300 KM de distância da capital, e tendo que vir trabalhar e concorrer a uma escala que já é desumana para quem mora aqui na capital, imaginem pra nós de Campos (POLICIAIS MILITARES), que concorrem a uma dura escala de 12h por 36h (serviço e descanso). Ou seja, trabalhamos um dia para folgar no outro; Lembrando que a viagem para o Município de Campos leva mais de quatro horas. Nosso sofrimento e angústia não cessam por aqui. 

A passagem de ônibus mais baixa custa R$ 68,00 de vinda; mais de R$ 68,00 de volta. Nos foi prometido (aos 100 POLICIAIS MILITARES de Campos somente aqui do 5º BPM) que receberíamos PASSES LIVRES das empresas, e o responsável pelo repasse seria o BPVE ( Batalhão Polícia de Vias Especiais). E só tem chegado 06 passes para trabalhar quinze dias do mês, já que concorremos a escala de um dia de serviço, e outro de descanso, e que este descanso é fracionado e sacrificado com o deslocamento de trânsito(VIAGEM), da Capital para o Município de Campos.

Portanto peço que vocês denunciem essa mazelas, para que toda a SOCIEDADE, leia e fiquem sabendo das nossas dificuldades, estamos praticamente pagando para trabalhar na PMERJ,  "servir e proteger" a sociedade da qual fizemos o nosso juramento, além do sacrifício de ficar longe do conviver com os nossos entes queridos e familiares.

Desde já o nosso muito obrigado".

Contem conosco para ajudarem no que for possível a mudar a realidade da segurança pública de nosso estado.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

DESESPERO DE SIMÕES COM O ATUAL CENÁRIO POLÍTICO

Desesperado com as pesquisas que tem apontado um ridículo desempenho do seu candidato ao governo (Cabral/Pezão), Cel Simões vem desrespeitando o CBMERJ utilizando do prestígio de seu cargo de secretário de Estado para defender os interesses políticos de seu partido (PMDB).


Contrariando muitos de seus discursos que duramente criticavam o movimento SOS BOMBEIROS(politiqueiros, aproveitadores, oportunistas...), o excelentíssimo senhor secretário de Estado de Defesa Civil e comandante geral do Corpo de Bombeiros, utilizou de um convite/determinação para reunir o oficialato no clube dos oficiais na Barra da Tijuca, nesta última terça-feira(16), a fim de fazer campanha política para seu candidato ao governo (Cabral/Pezão), e seus deputados Federal e Estadual.

Agora será a vez dos praças. 
Vamos aguardar o "convite"!

MAIS SOBRE A NOVA ASSOCIAÇÃO

Está tomando forma! Devagarinho, com a colaboração de colegas de outras unidades, a nossa associação começa a ganhar vida...

'

Nossos agradecimentos aos colegas que reforçaram a mão de obra, doações; e assim, com a colaboração dos bombeiros, vamos progredindo. 

É muito bacana ver que quando o trabalho é sério, rapidamente vai sendo reconhecido e a bombeirada chega junto, soma. 

Está muito perto! Em breve será possível a inauguração da nossa Associação S.O.S Bombeiros, e finalmente teremos mais um braço forte, oriundo do movimento a representar os bombeiros. "para nossa alegria!" 

Antigamente costumávamos dizer: "vamos caminhar..." Hoje, nós preferimos dizer: "estamos caminhando!" 

terça-feira, 15 de julho de 2014

ALÔ BOMBEIRO, CORRA ATRÁS PARA RESGATAR ESSA DIFERENÇA SALARIAL

Militares (ativos e inativos) e pensionistas que já estavam na corporação no ano de 1993 e 1994 têm o direito de resgatar a perdas salariais sofridas por conta da implantação do sistema monetário nacional que instituiu a unidade real de valor (URV)


Lei nº 8.880 de 27 de Maio de 1994
"Dispõe sobre o Programa de Estabilização Econômica e o Sistema Monetário Nacional, institui a Unidade Real de Valor (URV) e dá outras providências. "

O STF (Supremo Tribunal Federal) determinou que Estados e municípios paguem a seus servidores perdas salariais sofridas com a conversão de cruzeiro real para URVs (Unidades Real de Valor) instituída em 1994 para viabilizar a transição para o Plano Real.


TJ-RJ - APELACAO : APL 3668548020098190001 RJ 0366854-80.2009.8.19.0001



Ação especial de revisão de cálculos da RMI (URV) com pagamento das diferenças devidas. Conversão da remuneração para Unidade de Real de Valor (URV). Sentença de improcedência. Inconformismo dos Demandantes. Entendimento desta Relatora quanto à inaplicabilidade da Lei nº 8.880/94, por ser esta de caráter nacional, como bem ressaltado pela Douta Procuradoria de Justiça. Extensão aos servidores públicos estaduais em consonância com o entendimento esposado pelo STJ sendo pacífico que os dispositivos da Lei acima citada são aplicáveis a todos os servidores públicos, sejam eles federais, estaduais ou municipais e não implicam em aumento de remuneração, não sendo necessária a edição de Lei Estadual específica para o implemento da conversão. Dessa forma, a interpretação sistemática dos dispositivos da Lei nº 8.880/94, conduzida pelo STJ, consolidou a compreensão de que todos os servidores cujos pagamentos de seus vencimentos eram efetuados antes do último dia do mês têm direito à diferença percentual proporcional, estejam abrangidos ou não pela norma do artigo 168 da CRFB/88. Apelo cujas razões se mostram manifestamente procedentes e em consonantes com a jurisprudência iterativa do TJERJ e STJ. RECURSO A QUE SE DÁ PROVIMENTO, na forma do Artigo 557, § 1º-A, do CPC, para condenar o Réu ao pagamento da diferença que vier a ser apurada em liquidação de sentença, resultante da aplicação do critério da Lei nº 8.880/94 na conversão da URV do valor de seu vencimento, considerando as datas dos efetivos pagamentos, respeitado o prazo prescricional de cinco anos anteriores à propositura da ação, acrescida de juros de mora de 0,5% ao mês, nos termos do art. 1º-F, da Lei nº 9494/97, a contar da citação, até a data em que entrou em vigor a alteração legislativa de 2009, quando passará a reger a hipótese o índice da caderneta de poupança para todo o posterior, e correção monetária a partir das datas dos pagamentos a menor.

Fonte: http://tj-rj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/22108170/apelacao-apl-3668548020098190001-rj-0366854-8020098190001-tjrj



O passo seguinte é comparecer na SEPLAG e solicitar os comprovantes e extratos de 1993\1994 . Endereço: Av. Erasmo Braga, nº118, Centro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil 20.020-000





O segundo passo é buscar uma assistência jurídica e ingressar com a ação. 

Telefone(s): Atendimento ao Servidor Estadual
2332-6994
2332-6997
2332-7059 


JUNTOS SOMOS FORTES!

segunda-feira, 14 de julho de 2014

JÁ TEMOS UM LOCAL PRA SEDE.

Igualmente aos passos, nenhum projeto deixamos para trás!!! 


 Atualmente todos os bombeiros estão preocupados (justa razão) com a política, em especial nós do S.O.S. Bombeiros, que hoje (graças a Deus por isso!) é um grande movimento.  Sabemos que vários seguimentos darão ênfase ao trabalho politico e justamente por isso, nós da equipe do S.O.S Bombeiros de Guadalupe resolvemos pegar uma missão diferente, porém de extrema importância, que também  foi amplamente debatida e votada nas reuniões; a criação de uma nova associação.


Como bons militares que somos, "missão dada é missão executada" e nossa rapaziada, já está com a mão na massa. Nesse momento, trabalhando voluntariamente no local que será a primeira sede da nossa associação.  O espaço conseguido com ajuda de colaboradores civis, foi escolhido estrategicamente no bairro de Realengo pois a maioria dos bombeiros reside na baixada e zona oeste, e visando maior acessibilidade, a sede ficará no Bairro que é fronteira dessas zonas, com fácil acesso por ônibus, carros ou trem.


 Trabalhando paralelamente, enquanto alguns colaboram com a mão de obra voluntária, outros se empenham na edição do estatuto da Associação SOS Bombeiros.
Mãos a Obra pessoal! em breve, cruzar esses portões será sinônimo de amparo se segurança para o Bombeiro Militar e sua família e independente do resultado politico, estaremos aqui protegendo, ajudando, resistindo e por que não, confraternizando!? 

E no final, só dependerá de você para que se Deus quiser, esse seja o Primeiro de muitos outros portões! pois o projeto não é levar o bombeiro a associação, mas levar a associação até o bombeiro.  

Equipe S.O.S. Guadalupe. 

sábado, 12 de julho de 2014

RESUMO DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO DIA 9 JULHO DE 2014

Em noite de paz, confronto apenas de ideias e muita vontade, da parte de todos os presente, em construir mais um degrauzinho em nossa escada rumo a dignidade, chegamos a um ÚNICO entendimento.


Debateu-se sobre o momento político atual; sobre a estratégia de vir mais de um candidato; sobre os prazos; a urgência, uma vez que a campanha já começou; sobre as formas de escolha e meios. A oportunidade foi dada a cada voluntário, novos e antigos, para apresentarem suas propostas e pontos de vista.


Após avaliação de tudo que já citamos, o grupo decidiu que precisávamos chegar a apenas um nome, o qual teria apoio de todos os presentes e aqueles que estavam sendo representados por eles. Decidiu-se então por uma votação aberta e presencial e finalmente temos um candidato a deputado estadual com o apoio do S.O.S. Bombeiros



A ideia inicial era votar com os porta-vozes, para que não houvesse injustiça no segundo turno em relação aos candidatos do interior, contudo, o não comparecimento destes, bem como de outros pré-candidatos, favoreceu a votação presencial geral. 

TODAS as decisões foram tomadas pelo grupo, e no final, foram encaminhadas as seguintes deliberações:

O pleito se fez necessário pois visava mais uma tentativa de união, assim dando a oportunidade para participação de todos que desejavam nos representar na assembleia legislativa;

TODOS os presentes unanimemente se comprometeram a apoiar as decisões ali tomadas pelo grupo, nos moldes da democracia, sendo a minoria obrigada a apoiar a maioria em caso de voto vencido;

Essa foi nossa última tentativa de construção conjunta, pois ficou claro que não há intenção de conciliação, e doravante não mais convidaremos a ABMERJ para nossas decisões, também nos desobrigamos a  promover a imagem de quem quer que seja, vinculado a essa instituição;

Com  68,85% dos votos abertos e presenciais, será apoiado pelo SOS Bombeiros:


O Segundo Sargento BM  LEONARDO LIMA PAURA, RG: 24272, GUARDA-VIDAS DO 2º GMAR - Barra da Tijuca.



Essas foram as deliberações da reunião de ontem (09), sob testemunho e consentimento de todos os presentes, e devidamente publicada conforme acordado.


JUNTOS SOMOS FORTES!

sexta-feira, 11 de julho de 2014

O BÔNUS ELE QUER. MAS O ÔNUS, NÃO ASSUME

Em entrevista a rede globo ontem(10) pela manhã, o Cel Marcelo Pinheiro, cmt do 3º Gmar - Copacabana, saiu bem na foto da reportagem, que trazia como tema o aumento de mais de 50% de salvamentos na orla em relação ao mesmo período do ano passado.

Bombeiros fazem 588 salvamentos nas praias do Rio durante a Copa
Número é 50% maior do que no mesmo período do ano passado.
Metade dos casos ocorre com turistas, diz Corpo de Bombeiros.




O aumento do número de turistas nas praias da cidade fez com que aumentassem também os casos de afogamento dos banhistas. Como mostrou o Bom Dia Rio desta quinta-feira (10), 588 pessoas foram resgatadas por bombeiros nas praias cariocas desde o início da Copa do Mundo.
Segundo a corporação, esse número é 50% maior do que o de salvamentos ocorridos no mesmo mês do ano passado, em pleno inverno. Metade dos banhistas que precisaram ser salvos por guarda-vidas neste mês é formada por turistas. Na quinta-feira (9), o corpo de uma mulher foi trazido pela correnteza até a Praia de Copacabana. Na madrugada desta sexta, um turista foi salvo enquanto nadava no mar e não conseguia retornar para a areia.
Segundo o coronel Marcelo Pinheiro, comandante do Corpo de Bombeiros, a recomendação é que os banhistas localizem as placas de aviso de correnteza presente nas areias. Em caso de dúvida, os agentes podem dar orientações sobre o melhor ponto para entrar no mar. “Os guarda-vidas falam inglês, francês e estão treinados”, disse.
Além disso, o militar ressalta a importância de evitar bebidas alcoólicas antes de entrar no mar e de não deixar a água passar da altura da cintura. “Boa parte dos afogamentos está associado com a ingestão dessas bebidas”, explicou.
Fonte:http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2014/07/bombeiros-fazem-588-salvamentos-nas-praias-do-rio-durante-copa.html
O paradoxo desta história é que neste time o comandante não tem feito seu papel como os guarda-vidas na areia. Para dentro de sua unidade, como mostramos em postagem recente, as dependências são péssimas, a alimentação oscila na qualidade, falta material, postos sem abrigo necessário, em fim, aqueles velhos e conhecidos problemas. 
A questão não parece ser falta de recursos, o quartel tem fonte de receita com alugueis do espaço físico para ESPN, DISCOVERY, antenas, e outros
O mesmo, depois da denúncia que aqui foi feita, irou-se. Expediu memorando para quatro oficiais, cancelou todas as permutas. Estabeleceu como critério para se fazer trocas, ambos os militares presentes em seu gabinete para explicar as razões. Que na verdade já sabemos o que ele deseja: quer ter uma oportunidade de persuadir cada um individualmente.
"Bombeiro, você esta sendo prejudicado com a suspensão das permutas, não esta? então, é só me dizer quem é o maldiiiiito que esta me denunciando no SOS, aí suas permutas ficam liberadas e eu pego quem esta prejudicando a você e seus colegas" 
Jogar um contra o outro para dividir e conquistar. Maquiavel já versava sobre a estratégia.
A batida é a seguinte em sua gestão: 
"Denunciaram a comida ruim; aperto o rancheiro até ele se virar e melhorar."   Como se ele sozinho fosse o responsável.
"Denunciaram a viatura quebrada; aperto os motoristas para manterem os carros impecáveis o tempo todo."
"Denunciaram a escala; coloco o 1x1 pra todo mundo"
"Denunciaram as más condições do quartel; aperto geral para fazer faxina de manhã, de tarde e a noite."
"E dessa forma vamos vivendo, não assumo a responsabilidade de nada, jogo tudo na conta de cada um de vocês, pra mim não pega nada sou o comandante."

SOS BOMBEIROS: É realmente de indignar tal postura, porém, o que podemos dizer aos militares desta OBM é que a força esta na união da tropa. Verdadeiramente a união faz a força, um mal comando não subsiste diante a uma tropa unida e coesa. Reflitam, se unam e verão a realidade de vocês mudarem.


POR ISSO É QUE DIZEMOS, QUE JUNTOS SOMOS FORTES!


EQUIPE SOS GMAR COPACABANA.

terça-feira, 8 de julho de 2014

GUARDA-VIDAS DE COPACABANA EM CONDIÇÕES PRECÁRIAS

É assim que nós do 3º Gmar - Copacabana estamos vivendo: condições insalubres de higiene e má conservação dos banheiros de nosso quartel. 

Unidade comandada pelo Cel Marcelo Pinheiro, que é sempre muito exigente com os militares, porém, parece não está cumprindo com suas obrigações de gestor e têm deixado abandonado estes bombeiros que têm trabalhado muito, nas prais da zona sul por conta da copa e do Fifa Fan fest. 


Mictórios entupidos, azulejos quebrados

Tampa do sanitário quebrada há meses

Infiltrações e fios expostos


Falta de material de limpeza para faxina


"A situação é crítica, falta até papel higiênico, só pra ter ideia. E isso, é o que dá pra mostrar, porque todos os outros locais do quartel têm câmera. É um verdadeiro big brother; se o comandante vê um grupo de mais de dois militares, já manda separar. Pergunta o que está acontecendo... É paranoia total; além dos intermináveis discursos que ele investe todos os dias pela manhã, para falar mal do movimento, dos candidatos do SOS, se explicar quando este canal faz alguma postagem que o envolve. Em fim, aqui em Copacabana é opressão, coação, intimidação e covardia o tempo todo". 


Cel Marcelo Pinheiro

SOS BOMBEIROS: Cel Marcelo Pinheiro, é muito vergonhoso para nós bombeiros ter que ver um poster destes, a falta de diálogo, o autoritarismo, a soberba são características desprezíveis que não devemos cultivar.
Se não quer mais, se saturou, ok. Vá fazer outra coisa dentro do bombeiro, mas não trate mal àqueles que estão em baixo de sol dia a dia, garantindo a paz e segurança da população. Faça o mínimo Cel por aqueles que carregam este grupamento em mais alta confiança pela nossa sociedade.

SENTIMOS VERGONHA DE TER UM COMANDO COM TAIS CARACTERÍSTICAS E ADMINISTRAÇÃO!!!

SOS Gmar Capacabana.