sábado, 31 de janeiro de 2015

CABO BOMBEIRO É EXCLUÍDO DO PROG POR SE NEGAR DIRIGIR VIATURA IRREGULAR

O fato ocorreu durante um serviço em que o supervisor do Prog, Capitão Bombeiro, solicitou que o militar dirigisse uma viatura.

Ao verificar que a viatura encontrava-se irregular o mesmo informou ao superior a impossibilidade de poder conduzi-la; o capitão se irou, disse que o cortaria do programa e que arrumaria outro bombeiro que dirigisse de qualquer jeito  viatura.



  

É inacreditável que isso tenha acontecido, o superior determina o cumprimento de uma ordem ilegal, o militar explica dos riscos que ele correrá e ainda é covardemente punido.

Todo nosso apoio e incentivo ao CB Bombeiro e a sua atitude, totalmente dentro da legalidade. Nenhuma determinação, seja de quem for, é superior ou obrigada a ser executada caso não esteja em conformidade com a lei.

Nosso desejo é de que outros militares também tivessem a mesma coragem deste bravo, e deixassem de se expor nas estradas com viaturas totalmente irregular.


LEGALIDADE, EQUILÍBRIO, CORAGEM E DISCIPLINA

ELEMENTOS FUNDAMENTAIS PARA ENFRENTAR AS ARBITRARIEDADES DOS REPRESENTANTES DO SISTEMA OPRESSOR E ABUSIVO

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

INFORMATIVO REFORMA 25 ANOS

ATENDENDO A SOLICITAÇÕES COLOCAMOS OS DETALHES DA LEI QUE REGULAMENTA A APOSENTADORIA COM 25 ANOS DE SERVIÇO



EMENTA:
REGULAMENTA O INCISO III, DO § 4º, DO ART. 40, DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA, NO TOCANTE À APOSENTADORIA DO SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL QUE EXERÇA AS SUAS ATIVIDADES SOB CONDIÇÕES ESPECIAIS QUE PREJUDIQUEM A SAÚDE OU A INTEGRIDADE FÍSICA
Autor(es): PODER EXECUTIVO

A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
RESOLVE:
Art. 1º É assegurada a concessão de aposentadoria voluntária pelo Regime Próprio de Previdência Social do Estado do Rio de Janeiro, com proventos integrais, aos servidores que tenham exercido atividades que prejudiquem a saúde ou a integridade física pelo tempo mínimo de 25 (vinte e cinco) anos de trabalho e contribuição, observadas as seguintes condições:
I – 10 (dez) anos de efetivo exercício no serviço público; e
II – 5 (cinco) anos no cargo efetivo em que se dará a aposentadoria especial.
Parágrafo único. O cálculo e a fixação dos proventos de aposentadoria, bem como a sistemática de seus reajustes, obedecerão as regras previdenciárias vigentes no momento em que se adquira o direito à aposentadoria.

Art. 2º Caracterizam-se como condições especiais que prejudicam a saúde ou a integridade física, para os fins desta Lei Complementar, a efetiva e permanente exposição a agentes físicos, químicos, biológicos ou associação desses agentes.
§ 1º Considera-se trabalho permanente, para efeito deste artigo, aquele que é exercido de forma não ocasional nem intermitente, no qual a exposição do servidor ao agente nocivo seja indissociável da produção do bem ou da prestação do serviço.
§ 2º A efetiva e permanente exposição aos agentes nocivos referidos no caput será comprovada, conforme ato do Poder Executivo, mediante documento que informe o histórico laboral do servidor, emitido pelos órgãos competentes do Governo Estadual, com base em avaliações periódicas do ambiente de trabalho.
§ 3º O cômputo do tempo como especial cessa com o fim do exercício da atividade em que ocorre a exposição aos agentes nocivos, ou pela redução da exposição ao limite de tolerância estabelecido nas normas de segurança e higiene do trabalho.

Art. 3º Para os fins desta Lei Complementar, serão considerados como tempo de atividade sob condições especiais, além do disposto no art. 2º, os períodos de afastamento mencionados no art. 11 do Decreto-Lei nº 220/75 não superiores a 6 (seis) meses, desde que, na data do afastamento, o servidor estivesse exercendo atividades nessas mesmas condições.

Art. 4º Aplicam-se ao regime de aposentadoria especial previsto nesta Lei Complementar a contagem recíproca do tempo de contribuição na condição de segurado relativo à filiação ao Regime Geral de Previdência Social, a regime próprio de previdência de outra unidade da Federação ou a regime de previdência militar, devendo os regimes compensar-se financeiramente, desde que o servidor comprove, junto aos órgãos competentes do Governo do Estado do Rio de Janeiro, que a contribuição foi recolhida em razão de atividades exercidas na forma mencionada no artigo 2º.

Art. 5º A redução do tempo de contribuição prevista nesta Lei Complementar não poderá ser acumulada com nenhuma outra redução permitida em razão de outras especificidades das funções exercidas, ou mesmo em razão de ser o segurado portador de deficiência.

Art. 6º O disposto nesta Lei Complementar não implica afastamento do direito de o servidor se aposentar segundo as regras gerais, especiais ou de transição, sendo vedada a utilização de quaisquer fatores de conversão.

Art. 7º O tempo de atividade sob condições especiais prestado antes da entrada em vigor desta Lei Complementar poderá ser comprovado mediante outros elementos que não os estabelecidos no § 2º do art. 2º, observado o procedimento de justificação a ser regulamentado em ato do Poder Executivo.
Parágrafo único. Não será admitida a comprovação de tempo de serviço público sob condições especiais por meio de prova exclusivamente testemunhal ou com base no mero recebimento de adicional de insalubridade ou equivalente.

Art. 8º O Poder Executivo regulamentará esta Lei Complementar no prazo de 90 (noventa) dias, contados da data de sua publicação.

Art. 9º Esta Lei Complementar entrará em vigor na data de sua publicação.


Associação S.O.S. Bombeiros
Rua General Sezefredo, 168 
- Realengo Rio de Janeiro-RJ
Telefone: (21)3281-0130
Aberto das 09:00 às 17:00.


quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

POLICIAIS PEDEM A EXONERAÇÃO DO SECRETÁRIO BELTRAME


Excelentíssimo governador
Luiz Fernando Pezão:

Hoje, o Rio de Janeiro perdeu mais um herói.

Na UPP da Cidade de Deus, mais um Policial Militar foi assassinado. serviço.

O Soldado PM Bruno Miguez foi assassinado em serviço.

Senhor governador, exonere o secretário de segurança Beltrame, pois ele nunca pedirá demissão.

É hora de respeitar a população, a Polícia Militar e os Policiais Militares, exonere Beltrame!

Será que vossa excelência também está impedida de tirar Beltrame, como aconteceu com seu antecessor, o ex-governador Sérgio Cabral?

Vossa excelência com sua ação ou sua omissão dará a resposta para essa pergunta.

"Jornal O Dia 
29/01/2015 09:45:59 - Atualizada às 29/01/2015 10:21:56
Policial militar da UPP é assassinado na Cidade de Deus
Soldado Bruno Miguez, de 30 anos, fazia patrulhamento na comunidade quando foi baleado na cabeça
Rio - Um policial militar da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Cidade de Deus foi morto na madrugada desta quinta-feira na comunidade da Zona Oeste. O soldado Bruno Guimarães Miguez, de 30 anos, fazia patrulhamento na localidade conhecida como Apartamentos quando foi baleado na cabeça. De acordo com os PMs que estavam no local, ele primeiro foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Cidade de Deus e depois transferido para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, onde faleceu (Fonte)".
Fonte: www.sospoliciais.com


Mais uma vida que se perde dentro do modelo de segurança idealizado por Beltrame. Se a poliçada não reagir não será só o respeito que perderão, mas também suas vidas e de suas famílias, pois quem fica sofre com a dor de ver jovens cheios de saúde e sonhos sendo mortos covardemente e nenhuma forma de justiça realizada.

A crise é grande, a indignação está latente, todavia, cremos que se policias se unirem este secretário não conseguirá destruir a PMERJ

SOBRE A REUNIÃO DO DIA 26/01/2015


Gostaríamos de agradecer e parabenizar a todos pelo sucesso da reunião, e dizer que é muito bom saber que continuamos unidos em 2015 e colocando nossas metas em andamento.

Para esclarecimento geral publicamos os tópicos principais:

-4 novos convênios estão em andamento;

-Áreas de lazer em andamento;

-Otimização da busca por espaço para o interior;

-Sucesso na regulamentação e legalização de estatuto e marca;

-Continuidade nos trabalhos dos postos de GV na orla;

- Foco na orientação popular.

O trabalho nós já sabemos, em  breve publicaremos os resultados. 

Venha fazer parte na família SOS Bombeiros.  


Associação S.O.S. Bombeiros
Rua General Sezefredo, 168 
- Realengo Rio de Janeiro-RJ
Telefone: (21)3281-0130
Aberto das 09:00 às 17:00.

RIO DE JANEIRO, CIDADE LABORATÓRIO DO PERDIDO DO BELTRAME

Rio registra 21 casos de vítimas de balas perdidas em menos de 2 semanas

Os últimos feridos são o motorista de ônibus Márcio de Lima, um menino identificado como Diego e Gilmar Ribeiro, 26 anos



Rio - Mais três casos de balas perdidas foram confirmados nesta quarta-feira pela polícia, aumentando para 21 o número de vítimas em apenas 12 dias no Rio e na Região Metropolitana. Nesta quarta-feira, o motorista de ônibus Márcio de Lima foi atingido quando dirigia o coletivo pela Rua Nelson Cardoso, na Taquara, e a 39ª DP (Pavuna) também confirmou que investiga as circunstâncias do ferimento à bala que atingiu as costelas de um menino, identificado apenas como Diego, de 6 anos, na noite de domingo, em Costa Barros. No dia 19, o ajudante de caminhão Gilmar Ribeiro da Silva, 26, foi atingido no braço dentro de um ônibus em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

A tentativa de saidinha de banco nesta quarta, na Taquara, deixou, além do motorista atingido pelo tiro, outras duas pessoas feridas por estilhaços de vidro de uma lanchote, quebrado por balas. Os feridos foram levados, segundo a Polícia Militar, para a UPA da Taquara e estariam fora de perigo.

Ainda segundo a PM, a tentativa de assalto ocorreu por volta das 12h, quando dois homens em uma moto seguiram um pessoa que deixou uma agência bancária na Rua Bacairis. O homem entrou em um posto de gasolina para fugir e os bandidos trocaram tiros com um desconhecido. A Polícia Civil investiga se a reação foi do segurança do posto. A vítima da tentativa de assalto não foi atingida e os bandidos fugiram.


Fotos de PMs no chão, se protegendo dos tiros, circularam na Internet
Foto:  Jornal Atual Rio

Houve correria e tumulto, pois a região é muito movimentada. Segundo o comandante do 18º BPM (Jacarepaguá), tenente-coronel Rogério Figueiredo de Lacerda, equipes do batalhão realizaram buscas durante todo o dia, mas não conseguiram prender a dupla. Imagens de câmeras de região serão checadas por agentes da 32ª DP (Taquara) para tentar identificar os atiradores.

O menino Diego foi baleado no mesmo confronto entre traficantes que também feriu a adolescente Lilian Leal de Moraes, de 13 anos, na perna. Ele brincava na porta da casa da bisavó, na Rua Manhama, e foi socorrido por parentes. O garoto ainda está internado no Hospital municipal Jesus, em Vila Isabel e, segundo parentes, estaria fora de perigo.
Os repetidos casos de balas perdidas já deixaram pelo menos três mortos, dois deles, crianças. No dia 16, Larissa de Carvalho, de quatro anos, morreu após ser atingida por um disparo na cabeça, em Bangu, quando saía de um restaurante com dez parentes. O tiro que a atingiu veio de cima e entrou pelo alto da cabeça da menina, que morreu na hora.

Dois dias depois, o menino Asafe William Costa de Ibrahim, de 9 anos, foi baleado no olho dentro do Sesi de Honório Gurgel. Domingo, na Rocinha, Adrienne Solan do Nascimento, 21, morreu ao ser baleada no peito e no braço, em confroto entre PMs e bandidos. Ela foi enterrada terça-feira e parentes levaram cartazes pedindo paz.

Dois policiais são baleados

PMs da UPP do Alemão ficaram encurralados ontem por traficantes que atiraram contra a base de policiamento, segundo relatos dos próprios militares feitos ao WhatsApp do DIA (98762-8248) . O soldado Adolfo Jatahy foi ferido no rosto e socorrido no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, e está fora de perigo. Com ele, são quatro PMs da região feridos a tiros ou a estilhaços em três dias.

Em nota, a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) negou que o caso fosse um ataque à base. De acordo com o órgão, Jatahy abordava um homem em um bar, perto da Avenida Central, quando um suspeito que estava em um beco ao lado atirou. “Havia, neste momento, um confronto entre policiais e bandidos no Chuveirinho, perto da Nova Brasília”, concluiu a nota.

A manhã desta quarta-feira foi de tiroteio no Alemão, segundo relatos de moradores em redes sociais. O teleférico chegou a ter a circulação interrompida por risco de balas perdidas. Uma foto, compartilhada em grupos de policiais militares em redes sociais, mostra os agentes tentando se abrigar dentro da base da UPP, no momento dos disparos. Alguns se jogaram no chão. Na imagem, também se vê um homem de camisa branca sendo socorrido.

Na madrugada de segunda-feira, um policial da UPP, identificado apenas como soldado Emanuel, ficou ferido por estilhaços na perna. Pela manhã, durante patrulhamento, os soldados Uziel e R. Machado foram baleados.
Fonte:http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2015-01-29/rio-registra-21-casos-de-vitimas-de-balas-perdidas-em-menos-de-2-semanas.html



Em resumo, vivemos uma ficção apresentada pelo estado através dos meios de comunicação, e uma outra realidade cotidiana, bem oposta, aos ideais de segurança divulgados. 

Ficamos a nos perguntar: o que mais terá que acontecer para o governo admitir que o secretário de segurança pública está perdido, um policial com um histórico de ingresso na policia federal duvidoso, arrogante, com pouca experiência e que sobrevive, até mesmo sob o julgo pesado da imprensa, a mais de 8 anos, onde contabiliza-se recordes de mortes de policiais, cidadãos e crianças.

Este governo com sua equipe já perdeu o controle da situação, só não vê quem não quer. 

O Rio de janeiro pede socorro!!!

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

PEZÃO CONFIRMA MANTER ORÇAMENTO EM TRÊS PASTAS

Em meio a uma das maiores crises financeiras dos últimos anos no estado do Rio de Janeiro, os gastos com a campanha foram astronômicos, governador Pezão, reviu sua política de cortes e confirmou manter os investimentos nas áreas de educação, saúde e segurança. Só ainda não está claro se convocarão os candidatos aprovados do último concurso da PM.

REPRODUÇÃO JORNAL DO COMÉRCIO - RJ


Desta vez foi por pouco que a segurança pública não sofreu com as reduções. Primeiro Pezão anunciou o corte de R$ 1,5 bilhão, duas semana depois o corte passou a ser de R$ 4,2 bi, no terceiro anúncio de cortes o montante passou para R$ 6,5 bilhões, e ontem foram anunciados mais cortes no orçamento. O valor agora pode chegar a um total de R$ 8,3 bilhões. a previsão e que poderão haver mais cortes. 

O mais certo nesta história é que ninguém consegue garantir que estamos isentos dos riscos de sofrermos tais cortes.


PEZÃO, SERÁ QUE CONSEGUIRÁ AFUNDAR O ESTADO???

DISCUSSÃO SOBRE QUEBRA DE SIGILO BANCÁRIO DE SERVIDOR PÚBLICO SEM AUTORIZAÇÃO JUDICIAL ESTÁ AQUECIDA

Decisão judicial paralisa 101 sindicâncias patrimoniais na CGU




Desde o início deste mês, 101 sindicâncias patrimoniais abertas pela Corregedoria Geral Unificada (CGU) estão paradas por decisão judicial. No último dia 7, a desembargadora Letícia Sardas, do Órgão Especial, concedeu uma liminar, a pedido da Associação de Delegados de Polícia do estado do Rio (Adepol), suspendendo as normas do Decreto 43.483/2012, que regulamenta as investigações de evoluções patrimoniais de servidores das polícias Civil, Militar e do Corpo de Bombeiros. O governo do estado já recorreu da decisão.

O decreto, regulamentado por uma resolução conjunta entre a Secretaria de Segurança e a de Defesa Civil no ano passado, prevê como deve ser cumprida a Lei Federal 8.429, de 1992. A determinação prevê a criação de comissões para analisar as declarações patrimoniais apresentadas pelos servidores das três instituições e de seus dependentes. Caso sejam encontrados indícios de incompatibilidades patrimoniais, é aberto procedimento administrativo para que as suspeitas sejam apuradas.

Wladimir Reale, presidente da Adepol e responsável pelo recurso na Justiça, alega que o decreto é arbitrário, pois permite que o sigilo fiscal dos servidores seja quebrado sem que haja sequer uma decisão judicial para isso.

-Quebrar o sigilo do servidor sem autorização judicial é uma arbitrariedade imensa. E não pode ser feito coletivamente, como o decreto prevê. Não queremos impedir que se investigue, mas caso haja instauração de procedimento, a quebra do sigilo deve depender de autorização judicial. Além disso, o decreto é altamente discriminatório, pois deveria valer para todos os servidores - argumenta .Normas de decreto divide opiniões

Para o jurista Ives Gandra, tudo que for previsto pelo decreto mas que não estiver na lei federal pode ser considerado ilegal. Ele afirma ainda que as normas são inúteis:
- Já temos todo um arsenal para ir atrás de servidores de qualquer esfera contra os quais haja suspeitas de enriquecimento ilícito. Além do mais, da forma que foi feito é preconceituoso, pois pressupõe que esse grupo de servidores está sob constante suspeita e nele não se pode confiar - opina.

João Antonio Wiegerinck, professor de Direito Constitucional da Universidade Mackenzie, em São Paulo, tem opinião diferente:
- O decreto é absolutamente salutar. Se o sujeito se candidatou a um cargo público, deve satisfações à sociedade. Mas concordo que caso se inicie uma investigação, deve-se pedir autorização judicial para quebra do sigilo dos servidores - pondera.
Fonte: http://extra.globo.com/casos-de-policia/decisao-judicial-paralisa-101-sindicancias-patrimoniais-na-cgu-15168821.html

A discussão está em pleno ápice entre os doutrinadores. Torcemos que as conclusões não impeçam as investigações, mas que também não rotulem os agentes de segurança pública.
Estaremos acompanhando este debate.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

O SECRETÁRIO MAIS INEFICIENTE E O MAIS BLINDADO



São mais de oito anos comandando a segurança pública no Rio de Janeiro.

Nunca antes na história do Rio de Janeiro um secretário de segurança durou tanto tempo, teve tanto dinheiro para gastar e teve tanto apoio da imprensa, quanto o ilustríssimo delegado da Polícia Federal Beltrame.

Ele possui autonomia ampla, geral e irrestrita, faz o que quer.

O senhor Beltrame tem tanto poder que ontem discordou de uma decisão do governador Pezão.

A resposta do governador sobre a discordância?

O silêncio.

Apesar de todos esses aspectos favoráveis, o ilustríssimo Beltrame não acertou nas suas decisões e o caos da violência se instalou no Rio de Janeiro.

Diante do fracasso, acuado pelos fatos, o secretário repetiu a fórmula que usa ao longo desses mais de oito anos chefiando a pasta da segurança pública: ele tirou a responsabilidade de suas mãos e culpou terceiros. 

Os filhos feios nunca são dele.

Nós, Policiais Militares, lamentamos que os nossos esforços estejam sendo perdidos em função da má gestão.

Nós, Policiais Militares, temos enfrentado os criminosos, sendo assassinados e feridos quase que diariamente.

Apesar do nosso sacrifício, ninguém ameniza nossas dores, nossos erros são alardeados pela imprensa e as punições tem sido rápidas e rigorosas.

Todos parecem estar contra nós.

Somos sempre os culpados.

O próprio comandante geral fala em modernizar quartéis, mas não fala em modernizar regulamentos.

Por quê?

O militarismo dos quartéis eles querem destruir, mas o militarismo contido nos regulamentos arcaicos, isso eles querem conservar.

Dicotomia perversa.



Se o ilustríssimo secretário Beltrame fosse Policial Militar já teria sido punido inúmeras vezes, teria respondido a um PAD e teria sido excluído, essa é a grande verdade.

Fonte: www.sospoliciais.com

AFOGAMENTOS NÃO PARAM DE CRESCER NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO. E NADA DE CONCURSO!

Números de socorros, só em janeiro/15 8196 salvamentos, já superaram os de todo o ano de 2013; e mais da metade registrados em 2014,  Com toda certeza se tivesse mais homens, a população correria menos riscos de morte, uma vez que o guarda-vidas trabalham intensamente com a prevenção.


http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2015-01-26/rio-registra-quase-10-mil-afogados-so-em-janeiro.html


http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2015/01/afogamentos-em-janeiro-nas-praias-do-rio-ja-superam-numeros-de-2013.html

Todos nós sabemos que com a chegada do verão, o número de banhistas e afogamentos aumentam consideravelmente nas praias cariocas. 

Contudo, a pergunta chave é a seguinte: O que o secretário de Defesa civil está fazendo para se preparar para o período de pico de afogamentos?

A resposta é muito simples, NADA! Já se passaram aproximadamente 8 anos desde o último concurso para guarda vidas e até agora só ouvimos promessas; a tropa está cansada, as condições de trabalho não são boas e as escalas estão desumanas devido a falta de efetivo.

Foram incontáveis denúncias a respeito desse descaso da administração e nenhuma providência foi tomada. 

Infelizmente, o resultado final dessa equação é a morte de vitimas inocentes como aconteceu no último feriado na nossa cidade. 

Até quando iremos suportar a má vontade dos chefes em resolver o problema???

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

DÉCIMO CASO DE BALA PERDIDA EM UMA SEMANA NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

A cidade do Rio de Janeiro realmente está sem controle. Em aproximadamente uma semana já são 10 casos de balas perdidas no Rio. No episódio mais recente, a moradora de Bangu estava dentro da sua casa dormindo quando foi atingida. Percebam que não estamos seguros nem mesmo em nossa casas. Até o colunista ANCELMO GOES, antes defensor da farsa da UPP, publicou uma nota no jornal O GLOBO questionando a eficácia do projeto de segurança pública. 

Nota do jornalista Ancelmo Goes na coluna do jornal O GLOBO.

Não podemos esquecer que a cidade do Rio de Janeiro está prestes a sediar os jogos olímpicos em 2016. 




            O que será da população até lá??? 

domingo, 25 de janeiro de 2015

NOTA DE CONVOCAÇÃO

1ª REUNIÃO DE DIRETORIA DO ANO 


ESSE COMUNICADO OFICIAL DÁ CIÊNCIA AOS ASSOCIADOS QUE A PRÓXIMA REUNIÃO DE DIRETORIA DA ASSOCIAÇÃO S.O.S. BOMBEIROS SE DARÁ NA SEDE DA MESMA NO DIA 26/01/2015 ÀS 9:30h. SOLICITAMOS A PRESENÇA DA BANCADA E CONSELHO FISCAL BEM COMO DOS MEMBROS INTERESSADOS EM EXPOR  OU TOMAR PARTE EFETIVA NOS PROJETOS DA ASSOCIAÇÃO EM 2015.  

Associação S.O.S. Bombeiros
Rua General Sezefredo, 168 
- Realengo Rio de Janeiro-RJ
Telefone: (21)3281-0130
Aberto das 09:00 às 17:00.



quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

BOMBEIROS REALIZAM PARTO NA ZONA OESTE DO RIO.

Em uma atitude heroica no dia de ontem, quatro bombeiros do 2º Gmar realizaram um parto dentro do táxi na Barra da Tijuca - RJ.

A gestante estava a caminho do hospital quando foi surpreendida pelo rompimento da bolsa d’água e o aumento sistêmico das contrações. O taxista ao perceber a presença dos bombeiros, solicitou ajuda dos militares que prontamente atenderam ao pedido de socorro.

A avaliação da cena era uma mulher dentro do carro, dando a luz, sem nenhum equipamento ou recurso hospitalar. Sem hesitar, os militares acalmaram a vitima, e realizaram todos os procedimentos garantindo o nascimento da criança com plena saúde. Alguns minutos depois, a ambulância do GSE chegou ao local transferindo mãe e filha para o hospital.



Bebê ainda no táxi.

Bebê sendo retirado pela equipe do GSE.

Bombeiros que realizaram o parto: Sargento Constantino, Sub tenente Luis Carlos,
Cabo Drumond e Sargento Amorim. (Na ordem)

Sargento Constantino e Cabo Drumond
visitando mãe e filha no hospital.

Graças a DEUS e a intervenção dos nossos heróis, as reportagens dos noticiários de hoje, relatam o estado estável da mãe e da criança.

http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2015-01-21/gravida-da-a-luz-em-taxi-e-e-socorrida-pelos-bombeiros-na-barra-da-tijuca.html

http://extra.globo.com/noticias/rio/jovem-da-luz-um-menino-dentro-de-taxi-na-barra-da-tijuca-15111528.html

Só a titulo de sugestão... Não seria o caso de uma promoção por bravura para esses militares? 

Eles são guarda vidas, estavam em uma ocorrência policial, não tinham nada haver com a natureza técnica do evento, mesmo assim não hesitaram desempenhar a função. Ou será que ouviremos mais uma vez o velho discurso : “Não fizeram mais que a obrigação”.


Deem honra, a quem merece ser honrado!

BOMBEIROS ENCONTRAM CORPO DE HOMEM DESAPARECIDO NO MAR.


Fonte: http://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/bombeiros-encontram-corpo-que-pode-ser-de-homem-desaparecido-na-baia-de-guanabara-21012015

Parabéns pelo excelente trabalho realizado pelas equipes de mergulhadores do CBMERJ. Infelizmente, ainda temos desaparecida uma das vítimas de afogamento no feriado do dia 20 de janeiro. Que DEUS possa iluminar esses profissionais e consolar as famílias.

Até o presente momento, NENHUM pronunciamento dos chefes. VERGONHA!

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

NOSSA CONTINÊNCIA AOS HERÓIS GUARDA VIDAS

Mais um feriado de 20 de Janeiro e a escrita se repete. Termômetros em torno de 40º graus, correntezas de retorno com toda força e praias lotadas. Esse cenário trágico já virou rotina no dia do padroeiro da nossa cidade. Todos esses ingredientes somados são o prenúncio de uma possível tragédia.

Realmente a catástrofe ocorreria se não fossem nossos heróis GUARDA VIDAS, que ontem diante de um cenário caótico conseguiram evitar que milhares de vidas fossem ceifadas pelo mar.



As estatísticas dão conta de mais de 1.200 socorros somente nas praias da zona Sul, Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes. Os militares terminaram o serviço extenuados, trabalharam no limite de suas possibilidades, deram tudo de si para evitar o mal maior. Mesmo assim, a tragédia anunciada aconteceu. Temos relatos de 4 vítimas que vieram a óbito por afogamento no dia de ontem no posto farol, posto 4, ilha 25 (praia da Barra) e posto 12 (praia do Recreio). O corpo de duas vítimas ainda não foram encontrados. 

As várias denúncias feitas no blogger visavam evitar que tragédias como essa viessem a acontecer. Mas, ao que parece, o comando do CBMERJ não está interessado em salvar vidas, e nem tão pouco dar condições adequadas de trabalho para todos os militares da corporação. 

Não adianta agora querer culpar individualmente um ou outro GV, pois a responsabilidade pelos óbitos é toda da administração. Que assistiu inerte sem tomar NENHUMA providência visando sanar a falta de efetivo nas praias carioca. Agora, não adianta ir para televisão dar entrevista falaciosas alegando que não tinham conhecimento do problema. Isso é balela! Tinham conhecimento e não fizeram por falta de interesse político.

O que dizer para as famílias que tiveram seus entes queridos mortos por afogamento?

Fica aqui nossa indignação, frente a ausência de ações que pudessem evitar fatídicos acontecimentos como esses.

Fica a dica para os chefes:

INTENÇÃO – AÇÃO = NADA!

INTENÇÃO + AÇÃO = VONTADE!

Precisamos que os chefes deixem de ter intenção, se é que tem, e passem a ter vontade de mudar a realidade da corporação.




Diante do quadro apresentado, torna-se impossível não repetir as perguntas feitas há anos.

POR QUE OS GUARDA VIDAS TEM QUE TRABALHAR COM BAIXO EFETIVO E ESCALAS DESUMANAS?

POR QUE OS GUARDA VIDAS NÃO TEM CONDIÇÕES ADEQUADAS PARA REALIZAR O SERVIÇO?

POR QUE NÃO HÁ EFETIVO PARA GUARNECER TODOS OS POSTO DAS PRAIAS NO VERÃO?

POR QUE NÃO ABRE CONCURSO IMEDIATO PARA GUARDA VIDAS?

ATÉ QUANDO NOSSOS HERÓIS VÃO RESISTIR A ESSA SITUAÇÃO DE DESESPERO??


PARABÉNS GUERREIROS! SAIBAM QUE OS MILITARES DO CORPO DE BOMBEIROS TEM MUITO ORGULHO DE TÊ-LOS NA CORPORAÇÃO. POR ISSO, A NOSSA CONTINÊNCIA.


terça-feira, 20 de janeiro de 2015

CALENDÁRIO DE PAGAMENTO DO FUNCIONALISMO ESTADUAL - 2015


PARA INFORMAR AOS NOSSOS LEITORES, ABAIXO PUBLICAMOS O CALENDÁRIO DE PAGAMENTO CORRENTE DO ANO. 





FONTE:http://www.sospoliciais.com/



segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

GUARDA VIDAS TEM CRISE CONVULSIVA E FICA INTERNADO NO HOSPITAL DE PARATY

Ontem, por volta das 14:00h o guarda vidas Jairo, rg: 21265 teve um mal súbito na praia de picinguaba, Ubatuba - SP . De folga, o militar aproveitava o domingo de lazer com a família quando após uma grave crise convulsiva, se afogou com a lamina d'água um pouco acima do joelho.


Socorrido por familiares, o militar foi levado na ASE (ambulância dos bombeiros) até o hospital da cidade de Paraty, onde obteve cuidados e atenção especial da CAP BM JULIANA que era a médica plantonista no dia.  Hoje pela manhã, ele foi transferido para o HCAP.




O estado dele inspira cuidado, por isso, pedimos a oração de todos no sentido da pronta recuperação do nosso guerreiro da Costa Verde.

sábado, 17 de janeiro de 2015

BLOG DOS POLICIAIS MILITARES ANTEVÊ A EXONERAÇÃO DO RECÉM NOMEADO COMANDANTE GERAL

Comandante Geral da polícia militar será exonerado



Excelentíssimo governador
Luiz Fernando Pezão:

Na época da campanha eleitoral espalharam pelos quartéis da Polícia Militar que vossa excelência era muito diferente do ex-governador Sérgio Cabral.

Isso era difícil de acreditar considerando que o senhor era vice de Sérgio Cabral.

Por incrível que pareça a propaganda deu certo e muitos Policiais Militares acreditaram na diferença e votaram no senhor.

Votaram também por temerem a perda das gratificações, um boato que circulava caso Garotinho ganhasse.

Senhor governador, o tempo está passando e nenhuma diferença está sendo percebida por nós, Policiais Militares.

Tudo igual.

Tudo muito ruim.

Salário miserável, escala desumana, falta de acautelamento de arma, RAS compulsório, péssimas condições de trabalho, etc.

Até na escolha do comandante geral o senhor está repetindo os erros de Sérgio Cabral, deixando o secretário de segurança Beltrame nomear seus pupilos, Coronéis PM sem qualquer identidade com a tropa.

O senhor aceitou um Oficial que estava na reserva e era funcionário da Rede Globo para comandar a Polícia Militar.

Parceria?

Logo a Polícia Militar terá um novo comandante geral, senhor governador, tudo está indicando isso.

O atual cairá, mais cedo ou mais tarde, como ocorreu com os outros.

Motivos não faltam, mas não nos cabe tratar deles, isso é problema seu.

Governador, o senhor precisa se informar.

O senhor ouviu falar o BOPE SA?

Não?

Pergunte a algum comandante antigo do BOPE, ele explicará com detalhes.

Senhor governador, a missão é muito difícil, mas a segurança pública no Rio de Janeiro não pode continuar como está, isso vai destruir por completo a sua carreira política.

Nós, Policiais Militares, queremos ajudar.

A população precisa que a segurança pública seja mais eficiente.

Cabe a vossa excelência a condução do processo.

Nada adiantará a continuidade das exonerações em série dos comandantes gerais da Polícia Militar como fez Sérgio Cabral.

Sai um, entra outro pior.

É preciso encontrar um comandante geral que tenha experiência, que não seja empresário, que tenha o respeito da tropa, que seja digno e competente. 

Reúna-se com Coronéis antigos da Polícia Militar que o senhor conhece, pois teve ter esbarrado com muitos ao longo de sua vida, discuta o caos atual e encontre rápido a solução.

Fonte:http://www.sospoliciais.com/

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

COORDENADOR GERAL DO PROEISBM APRESENTA EXPLICAÇÃO PARA OS ATRASOS DE PAGAMENTOS

Em mais um episódio de atrasos no pagamento do Proeis no CBMERJ, seu Coordenador-Geral, Cel BM Alex Borges, torna público as explicações para tal acontecimento.



Para os que estavam atrás de uma resposta agora já tem. Contudo o que não conseguimos entender, além de complicar mais um pouco, é o fato do pagamento de dezembro de 2014 ter que ser pago após aprovação orçamentária de 2015, ano subsequente. Não teria que já estar provisionado em 2013 para execução em 2014???

Porque os bombeiros constantemente têm que ter  paciência e compreender os transtornos gerados pelo comando/governo???

Porque a recíproca quanto a alguns equívocos cometidos pelos bombeiros, não são tratados com a mesma compreensão exigida, quase sempre, pela administração???

Por gentileza quem souber coloque nos comentários os esclarecimentos para os bombeiros.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

FALTA DE GUARDA VIDAS NOS ESTADOS PÕE EM RISCO A VIDA DA POPULAÇÃO.

Em mais uma reportagem sobre a falta de Guarda-Vidas nas praias do Rio e em outros estados, números mostram como os governos e o comando dos bombeiros não estão se importando com a segurança da população.

Só no Rio de Janeiro, já faz sete anos que não tem concurso para o Gmar; num flagrante absurdo, beirando à improbidade administrativa, descaso e falta de compromisso com a responsabilidade que a profissão exige.






É de doer os ouvidos ouvir que o comando dos bombeiros está fazendo um estudo para verificar o número de vagas necessárias. Por acaso esse é um estudo em Harvard University??? 

Não é de hoje que os Guarda-vidas denunciam a escassez de homens na atividade fim; Guarda-vidas se aposentam, envelhecem, se machucam, além do desgaste proveniente da atividade inóspita para a saúde.

Porque não joga limpo e diz que na verdade é falta de interesse político. Ser comandado por quem não é líder e não tem representatividade dá niso, ex: comando geral, não tem a menor força e/ou coragem de cobrar com a veemência que a situação exige. 

Quase todos os chefes viram autômatos do sistema, presépios da política nojenta do governo do estado.


http://www.jb.com.br/rio/noticias/2013/05/11/falta-de-guarda-vidas-em-praias-da-barra-e-do-recreio-e-denunciada-pela-classe/

Em maio de 2013 já denunciavam a grave situação que estes profissionais passam, e que hoje está maior. Bombeiros trabalhando sozinhos, tendo que comer no meio da população de olho na vala, sem rendição para ir ao banheiro fazer suas necessidades fisiológicas, sem alguém para revezar na vigilância, a fim de proporcionar um descanso para o corpo não o levando ao seu limite.

A atividade de salvamento no mar é a única na corporação que trabalha no local do sinistro, em contato direto com a público, prevenção ostensiva em ambiente degradante, e sob a ameaça de sofrer apuração sumária sobre sua conduta caso ocorra algum afogamento com óbito, independente das condições de serviço. 
Se morrer o Guarda-vidas poderá responder judicialmente.

Talvez quando se afogar o filho, o irmão, a mãe ou o pai de alguma autoridade do governo ou do comando, eles pensem com um pouco mais de seriedade no assunto.

Deixamos aqui todo nosso repudio à omissão do Secretário e comandante Geral Sérgio Simões e ao Governador deste estado Luiz Fernando Pezão / Cabral.