quarta-feira, 29 de abril de 2015

PEZAO SEM DINHEIRO PARA A SEGURANÇA PUBLICA

PM briga com escassez de verbas


Secretário diz que comando precisa reduzir em R$ 3 milhões mensais gasto com hora extra de policiais

Rio - O secretário de Segurança Pública José Mariano Beltrame disse nesta terça-feira que a PM está sendo obrigada a controlar os gastos. Ele citou, em entrevista coletiva no Centro Integrado de Comando e Controle, as mudanças feitas no Regime Adicional de Serviços (RAS), por meio do qual os policiais de folga reforçam o efetivo dos batalhões. 
“A cota pedida pela PM para o governo foi de R$ 7 milhões (mensais), mas estávamos gastando R$ 9 milhões. O comando da corporação está fazendo um monitoramento para que isso não volte a acontecer”, disse. Mais tarde, a assessoria da Polícia Militar informou que o corte necessário é ainda maior: de R$ 9 milhões para R$ 6 milhões. O Comando Geral da Polícia Militar determinou a diminuição de 1.550 para 620 no número de PMs que reforçavam o policiamento a partir da próxima semana, conforme informou nesta terça-feira O DIA . O corte vai atingir áreas do Rio que vêm registrando aumento no número de crimes de rua — como roubo e furto —, caso do 6º BPM (Tijuca) e do 16º BPM (Olaria). 



Ao lado do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alberto Pinheiro Neto, e do chefe da Polícia Civil, Fernando Veloso, Beltrame informou que, apesar das dificuldades orçamentárias, a secretaria vai distribuir 400 policiais para 32 UPPs. Além disso, 1.272 PMs formados em novembro do ano passado irão para 28 batalhões de todo o estado, como forma de cobrir a diferença de 930 policiais a menos, deixada com a redução do efetivo de PMs em horas extras. Há previsão ainda do reforço de mais 100 militares em Niterói. 


O secretário disse ainda que, além da reciclagem que vem sendo feita com os policiais das UPPs, quer passar de sete para 10 meses a duração do curso de formação de militares. “Tem policial que vai para comunidades onde há becos sem luz e tem que enfrentar bandidos ali. O tempo de formação hoje é muito pequeno. Tem que haver uma preparação maior”, frisou.


Policiais sentem a crise no bolso


Além do corte do RAS voluntário (a hora extra que complementava a renda do policial), a PM impôs outra redução no bolso da tropa. Quem trabalha no serviço interno teve alterada a escala de 12 horas de plantão por 36 de descanso e, agora, cumpre jornada diária de segunda à sexta-feira. “Acabou a chance que a gente tinha de fazer um extra e, de quebra, aumentou o nosso gasto com transporte. Pior: o estado manteve os mesmos R$ 100 de auxílio-passagem”, contou PM que não quis se identificar. 


Outra queixa dos policias é a ‘escala extraordinária’, que a corporação usa para manter o militar de serviço em períodos de eventos ou em outros casos excepcionais. Desde o começo do ano, PMs do setor administrativo são surpreendidos com convocações quase semanais trabalhos extras. Detalhe: nesses casos, eles não são remunerados.

Fonte: http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2015-04-29/pm-briga-com-escassez-de-verbas.html

11 comentários:

  1. me desculpe mais tenho que falar os PMs nao podem reclamar vcs votarão nele agora aguenta as consequencias

    ResponderExcluir
  2. vcs votaram nele agora atura ficaram com medo do garotinho agora entuba se cagaram de medo de perderem as garatificações agora chupa poliçada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou policial reformada e concordo plenamente com todas as afirmações, pois os policiais sabiam que há estava uma merda e ainda assim optaram por persistir no erro. Além de desgraçar a vida deles ainda ferraram com todo um estado. O mau é que eles reclamam muito e pouco fazem, são desunidos e isso impede que as coisas evoluam. Se soubessem a força que tem se viessem a se unir e ainda se vestissem a mesma camisa que vocês Bombeiros, nossa realidade seria outra. Graças à burrice da maioria os demais que padecem. Lamentável!

      Excluir
  3. PEZÃO/CABRAL GASTARAM TUDO E POLICIAL VOTARAM NOS DOIS!!

    ResponderExcluir
  4. PEZÃO/CABRAL GASTARAM TUDO E POLICIAL VOTARAM NOS DOIS!!

    ResponderExcluir
  5. Tiveram a oportunidade de mudar e não quiseram, agora não podem reclamar!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é fruto da burrice de nós policiais e da nossa total desunião. Há também o fato de esse governo corrupto ter dilapidado o patrimônio de nosso estado. Ano vem teremos eleições municipais, cabe a nós começarmos a desfazer essa grande cagada e mudarmos o rumo das coisas.

      Excluir
  6. Ai poliçada...votaram no homem...agora aguentem a banana....

    ResponderExcluir
  7. Ainda tem policial feliz dando graças ao índice de metas, Somente os reformados reconhecem o restante estão satisfeitos ganhando meta tá bom e o resto que se F....!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Proxima meta...abaixar o valor do prog

    ResponderExcluir
  9. O QUE VCS PMS ESTÃO ESPERANDO! TIRO. PORRADA E BOMBAS JA ESTÃO A MUITO TEMPO, E FICAM ESPERANDO ESSA FARCA DA GRAT. POR REDUÇÃO DA CRIMINALIDADE!!! TA DE SACANAGEM. ISSO E UMA ROLETA QUE GIRA O ANO TODO. E SO UMA QUESta de fc esperado... porra itaperuna!!!! Morro de rir..... socorro isso e uma farsa..... apdoveitem as migalhas ......

    ResponderExcluir

Comentários com palavras de baixo calão, agressivas ou que estimulem a violência ou prática criminosas não vão ser publicados.

Citações ou acusações pessoais somente são publicadas com a identificação do autor do comentário.

Se sentiu ofendido? Quer ter o direito de resposta? Faça contato pelo email (enderecumemaium@gmail.com) ou use os comentários para defender seu ponto de vista.

O BLOG é seu. Use-o com sabedoria.