quinta-feira, 7 de maio de 2015

INCÊNDIO DE GRANDES PROPORÇÕES ATINGE LOJAS NA SAARA, NO RIO

Inicialmente, não há relatos sobre feridos. 

Não há informações sobre as causas do incêndio.


Fogo atinge imóveis no Centro do Rio (Foto: Reprodução / TV Globo)

Um incêndio atinge lojas na Rua da Alfândega, na região da Saara, comércio popular do Centro do Rio de Janeiro, na manhã desta quinta-feira (7). O Corpo de Bombeiros foi acionado ainda durante a madrugada e quatro quarteis (Caju, São Cristóvão, Vila Isabel e Central) atuavam no combate às chamas. 

Segundo os agentes, o fogo começou em uma loja de roupas infantis e se alastrou para duas lojas lojas vizinhas no final da madrugada. Por volta das 7h, as chamas começaram a atingir uma quarta loja na região.

No mesmo horário, a fachada de um dos imóveis desabou, assustando quem estavam na região e quase atingindo um dos bombeiros que atuava no combate ao fogo. Neste mesmo horário, quem passava pelo local conseguia ouvir paredes desabando no interior dos imóveis atingidos. 





Uma das lojas atingidas pelo fogo é a loja Caçula, que teve outra unidade destruída por um incêndio na região da Saara em março de 2013. A loja que pegou fogo há dois anos ficava na Rua Buenos Aires, próximo ao local onde ocorre o incêndio desta quinta. A unidade da Rua Buenos Aires permaneceu em obra durante os dois últimos anos, pois precisou ser totalmente demolida.


Foto: Google


Funcionário diz que loja atingida passou por vistoria no dia anterior

O balconista Leonardo Otero, de 26 anos, afirmou que é a segunda vez que a loja em que ele trabalha foi atingida por um incêndio. De acordo com ele, o estabelecimento recebeu uma vistoria nesta quarta-feira (6) para prevenir este tipo de acidente.

Funcionário lembra que rede de lojas foi atingida por outro incêndio (Foto: Matheus Rodrigues/G1)

"A estrutura do Saara é muito arcaica, mas a Caçula [loja em que ele trabalha] fazia vistoria direto. Ali funcionava a parte de papelaria e artesanato, que era onde eu trabalhava", afirmou.

 O vendedor disse também que a insegurança é constante para os mais de 100 funcionários do estabelecimento comercial. 

O que mais preocupa, segundo Leonardo, é que são episódios frequentes.


 "A gente vem para trabalhar e fica inseguro, não sabe o que pode acontecer. Mesmo com as vistorias, a gente tem medo porque lá tem materiais inflamáveis", disse o lojista, que já avisou a família para evitar preocupações.


Incêndio podia ser visto do Sumaré (Foto: Marcos Estrella/TV Globo)



Um funcionário de uma das lojas destruídas já sabia do incêndio antes de chegar ao local, mas ficou surpreso com as proporções do incêndio quando chegou na rua do trabalho. 
 “Como eu tinha que estar cedo hoje, às 7h, eu e meu amigo viemos para fazer o inventário e abrir a loja, só que nos deparamos com isso. Foi uma grande sorte para mim e para o rapaz que veio abrir a loja também. É desesperador. A gente já tinha outra loja que pegou fogo também. Estamos aqui aguardando o que eles vão falar e o que a empresa vai passar para a gente”, afirmou o funcionário.
Como as chamas estavam altas no começo da manhã, os bombeiros usavam o telhado de prédios vizinhos para tentar combater o fogo. 

Uma coluna de fumaça negra se formou no céu e pode ser vista de longe.A fachada de pelo menos duas lojas desabou e os escombros ocupam a rua. Agentes dos quarteis Central, Caju, Vila Isabel e São Cristóvão atuam no combate ao fogo.

Foto: Google

Inicialmente, não há relato sobre feridos, nem informações sobre as causas do incêndio. A região onde acontece o incêndio tem diversos sobrados antigos. As lojas atingidas ficam próximo à igreja de São Jorge.

Além da rua da Alfândega, que está totalmente interditada, a Rua Senhor dos Passos está bloqueada entre as ruas Tomé de Souza e Regente Feijó.

Equipes da Light estão de prontidão no local para o caso de precisar interromper o fornecimento de energia na região.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com palavras de baixo calão, agressivas ou que estimulem a violência ou prática criminosas não vão ser publicados.

Citações ou acusações pessoais somente são publicadas com a identificação do autor do comentário.

Se sentiu ofendido? Quer ter o direito de resposta? Faça contato pelo email (enderecumemaium@gmail.com) ou use os comentários para defender seu ponto de vista.

O BLOG é seu. Use-o com sabedoria.