quinta-feira, 16 de julho de 2015

PICCIANI 1 X 0 BOMBEIROS

Por Marcio Garcia -  Vereador Bombeiro Militar. Extraído de seu Blog


O Deputado Picciani prometeu que revogaria a regulamentação para aquisição e uso de arma de fogo pelos bombeiros e cumpriu, na verdade, nem precisou de muito esforço, e em apenas um dia conseguiu "convencer" o governador a anular a portaria. 


Isso sim é prova de que o governo está sem comando, uma regulamentação coerente e construída durante muitos meses, apresentada por seu secretário de governo, foi anulada porque alguns deputados, que nada sabem sobre o secular Corpo de Bombeiros, decidiram usar os bombeiros para fazer política e defender suas ideologias.


LAMENTÁVEL. Em vez de gastar seu precioso tempo desarmando as pessoas de bem, poderiam se dedicar mais em desarmar os bandidos, e no dia que os bandidos estiverem desarmados nós podemos desarmar as pessoas de bem. 



Governador afirma que comandante errou ao aumentar limite de armas para bombeiros

Portaria que dava permissão para militar ter até seis armas será anulada no Diário Oficial desta quinta-feira, confirma Pezão

POR GUSTAVO SCHMITT

Para o governador Luiz Fernando Pezão, comandante-geral dos bombeiros errou ao publicar portaria que permite membro da corporação ter até seis armas - 


Fabiano Rocha / Agência O Globo (01/01/2015)

RIO — O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, disse, no final da tarde desta quarta-feira, que o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Ronaldo Alcântara, errou ao autorizar o aumento de três para seis o limite de armas registradas por cada membro da corporação. Segundo Pezão, a portaria que anula a medida será publicada pelo coronel no Diário Oficial do estado desta quinta-feira.

— Eu acho que ele (o coronel Ronaldo Alcântara) errou. Devia ter me consultado. Sou contra arma — afirmou o governador, que, apesar disso, disse não ver problema no porte de três armas para bombeiros.

Questionado pelo GLOBO sobre as críticas do governador, o coronel Ronaldo Alcântara informou, por meio de nota, “que suas ações priorizam a gestão e que está sempre disposto a rever qualquer medida que possa causar questionamentos e transtornos”.

De acordo com a portaria anulada, a autorização para o porte de armas ficaria condicionada a testes psicológicos e de habilidade motora. O regulamento estabelecia ainda que cada bombeiro poderia adquirir, ao longo de um ano, até duas armas de fogo, que não precisariam ser caracterizadas com o brasão da corporação. Além disso, cada um teria a permissão para comprar até 200 balas de uso restrito por ano.

A portaria foi duramente criticada pelo presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Jorge Picciani (PMDB). Picciani chegou a dizer ao jornal Extra que “governo que autoriza um decreto como esse, está sem comando”. Picciani se disse favorável à desmilitarização dos bombeiros e lembrou que a CPI das Milícias da Alerj, cujo relatório foi concluído em 2008, apontou a participação de vários deles em grupos paramilitares.

O governador tentou minimizar as críticas de Picciani. Apesar de negar que haja troca de farpas com o presidente da Alerj, Pezão mandou um recado:

— Ele (Picciani) tem que falar porque é do parlamento. É do jeito dele mesmo. Sou um democrata. Aceito críticas. Às vezes posso não agradar muito as pessoas. Mas esse é o meu jeito e não vou mudar.

O coronel Ronaldo Alcântara não comentou as críticas de Picciani.

Em 2008, o secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, chegou a sugerir um projeto para restringir o uso de armas por bombeiros, mas a proposta não avançou. Na ocasião, acreditava-se que até 25% da tropa poderiam estar envolvidos em milícias.

Uma reportagem do GLOBO, publicada em 2011, mostrou que um terço dos praças e oficias do Corpo de Bombeiros do estado possuía porte de arma.

Fonte: http://www.marciogarciarj.com.br/2015/07/picciani-1-x-0-bombeiros.html

44 comentários:

  1. Parabéns Márcio pelas palavras, elas representam a maioria dos pensamentos dos BMS!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa estar que nas Eleições em 29016 vão voltar a pedir o apoio de todos os Bombeiros Militares e de nossos parentes,aguarda Piciani e Marcelo Freixo dos Direitos Humanos que nunca se pronuncia quando morre um Policial.

      Excluir
  2. Quando o Cmdo é eficiente, por incrível q pareça, vem o babaca do picciani com mais uma dose de hipocrisia.....morar num condomínio mais seguro q a casa branca e andar com um exército de seguranças é fácil de se posicionar dessa forma.

    ResponderExcluir
  3. Fica claro que ; para aparecer ma mídia vale tudo , será que esse deputado não tem o que fazer ? Esse cidadão não entende nada da corporação , portanto alguém pode explicar p/ ele que se alguem quiser ser miliciano ', comprar armas e munições não vai usar seu próprio nome para tal , as fronteiras e os os políticos se encarregam disso , uns utilizam seus aviões e helicópteros para trazer armas e munições através das fronteiras ...........exemplo ? LEIAM MAIS JORNAIS.

    SGT FRANK LAURO .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao invés de de posicionarem contra tal medida,se preocupem com o Petrolão,Mensalão,andem sem Seguranças,pois inclusive tem Bombeiros Militares em suas Seguranças,Picianni é Tio de Bombeiro Militar para os que não sabem.

      Excluir
  4. Fica claro que ; para aparecer ma mídia vale tudo , será que esse deputado não tem o que fazer ? Esse cidadão não entende nada da corporação , portanto alguém pode explicar p/ ele que se alguem quiser ser miliciano ', comprar armas e munições não vai usar seu próprio nome para tal , as fronteiras e os os políticos se encarregam disso , uns utilizam seus aviões e helicópteros para trazer armas e munições através das fronteiras ...........exemplo ? LEIAM MAIS JORNAIS.

    SGT FRANK LAURO .

    ResponderExcluir
  5. Mandem eles mostrarem na prática qtos bombeiros estão presos e ou respondendo por associação às milícias... Se chegar a 1% do efetivo corro pelado na bomba!

    ResponderExcluir
  6. Desmilitarização? Os seus filhos sem formação técnica ocupando cargo de secretário sem ser técnico, aí pode. Ele mamando, com trabalho escravo nas suas fazendas, aí pode? Como é que ficam as nossas aposentadorias? no teto (subsolo) do INSS? Esses políticos não entendem de nada ou fingem. Vejam o que aconteceu com o pessoal que era estatal, com fundo de pensão integral e depois que privatizou, virou funcionário civil, na vala comum.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exemplo mais recente,o Filho do Sérgio Cabral,tirem ele da pasta que representa,é muita hipocrisia.

      Excluir
  7. engraçado, fomos às ruas e elegemos um deputado feredal. alguem viu ele por ai? pra defender menor infrator ele aparece, mas e agora que está em jogo um direito constitucional? lembraremos de ti daciolo nas proximas eleições. Parabens vereador Marcio Garcia pelas ótimas palavras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O discurso do Daciolo já é esse,não contei com os votos dos Bombeiros Militares.Fui eleito pela Pmerj.Desse jeito não vai ser nem porteiro nas próximas eleições.Aguarde.

      Excluir
  8. O Buldog está querendo ser governador e seu filho prefeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perguntem ao Sgt Bm Elizângelo que é sobrinho do Picciani,se tirou seus direitos?

      Excluir
  9. Obrigado pela boa intençao comando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cel Alcântara a Tropa tira o chapéu pela atitude de Cmt do Cbmerj.O resto é política para seu próprio bem,exceto o Vereador Márcio Garcia que também nos representa,parabéns a ambos.É Isso Daciolo?Desse jeito quer chegar a Senador?

      Excluir
  10. ESTOU COM VERGONHA DE SER BOMBEIRO>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>SECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL – PÁGINAS 49 E 50
    CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
    ATO DO COMANDANTE-GERAL
    PORTARIA CBMERJ Nº 853 DE 15 DE JULHO DE 2015
    REVOGA A PORTARIA QUE MENCIONA.
    O COMANDANTE-GERAL DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO
    ESTADO DO RIO DE JANEIRO, no uso das atribuições que lhe são conferidas no inciso IV do art.
    3º do Decreto nº 31.896, de 20 de setembro de 2002,
    RESOLVE:
    Art. 1º - Revogar a Portaria CBMERJ nº 851, de 23.06.2015, publicada no
    DOERJ de 13.07.2015.
    Art. 2º- Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação,
    restabelecendo a vigência da Portaria CBMERJ nº 406, de 20.06.2005, publicada no DOERJ de
    28.07.2005.
    Rio de Janeiro, 15 de julho de 2015
    RONALDO JORGE BRITO DE ALCÂNTARA
    Comandante-Geral do CBMERJ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cel Alcântara a Tropa desse jeito te apoia.Elo de ligação,Tropa Comando,Comando Tropa.

      Excluir
    2. Somos dois irmão!!!!

      Excluir
    3. Concordo amigo vergonha total,esses caras só brigam pra baixo. Um mas Frouxo que o outro.....

      Excluir
  11. Isso história toda deve ter o dedo do Cabral afinal ele não se conforma de ter sua carreira politica arruinada pelo movimento dos bombeiros, ou alguem duvida q cabralzinho ainda da as cartas por tras dos panos

    ResponderExcluir
  12. Essa portaria não favorece todos os bombeiro, os praças com menos de dez anos não podem ter o direito que qualquer cidadão tem, de possuir uma arma legalizada em sua residência.

    ResponderExcluir
  13. Cadê os deputados que se intitulam defensores das instituições de segurança púbilca: Wagner Montes,Flávio Bolsonaro,etc... Quer dizer que é assim? o Coroné Picciani diz que vai revogar a portaria,e o governador acaba revogando de verdade.Viramos comédias mesmo,Estado à deriva e CBMERJ também,homens que se prezam estão se sentindo envergonhados,assim como eu estou...

    ResponderExcluir
  14. Se o Cel Alcântara tivesse aquilo roxo,entregava o comando,pois um homem velho desse,pai de famíla,comandante de uma tropa de heróis,passar por um vexame desses,uma desmoralização tamanha e ainda continuar capacho do Pezão,é muita falta de vergonha na cara,de moral,de honra e de amor próprio,o senhor me envergonha "Comandante"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem um jeito,Cel Alcântara e Tropa na Alerj.

      Excluir
  15. BOTA A CARA DEPUTADO FEDERAL BOMBEIRO CABO DACIOLO!!! VOCÊ FOI ELEITO PARA DEFENDE OS NOSSOS DIREITOS!!! SE LIGA "PROFETA" DAQUI A QUATRO ANOS TEM ELEIÇAO.

    ResponderExcluir
  16. Lendo as postagens aqui,acho muito engraçado e porque não dizer triste,que alguns bombeiros venham aqui elogiar esse comandante e dizer que ele "representa a corporação",é sério mesmo isso?
    Um comando atolado em denúncias,envolvido até o pescoço em corrupção e com a cúpula toda dona de empresas,ilegais diga-se de passagem,empresas essas que escravizam o bombeiro na folga e que vivem como parasitas de grandes eventos no nosso estado graças aos seus "donos" serem quem são,um comando que não briga para aumentar o auxílio transporte e muito menos por nenhum aumento salarial mesmo, um comando que abandona seus homens em praias ao relento em todo o estado,comendo na areia e fazendo suas necessidades dentro da água e não dá um pio para mudar isso com prefeitos e quem dirá govenador!
    E aí um bando de "marias" vem aqui defender esse comandante corrupto e autoritário por causa dessa portaria? Ah parei,na boa fica um monte de bms pagando de politizados,falando mal de deputado e governo,e são um bando de maria vai com a outra,isso para não dizer algo mais ofensivo!
    Como diz o ditado: "o mal do bombeiro ,é o próprio bombeiro"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mal do Praça é o outro Praça.

      Excluir
    2. no meu entender não estão enaltecendo a pessoa, e sim a atitude. quando erra somos os primeiros a meter o pau, quando acerta temos que sinalizar que está no caminho.

      Excluir
  17. tb acho que o cel Alcântara bem intencionado ficou desmoralizado frente a opinião publica e seus subordinados.

    ResponderExcluir
  18. primeiro desarmaram a população, agora querem desarmar o bombeiro, e o vagabundo???? ninguém quer desarmar não? e mais, as armas não nascem na favela não! elas chegam por algum lugar. essas ninguém sabe de onde vem... muita hipocrisia nessa porra!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro colega,bombeiro não precisa de arma de fogo e sim de água para apagar incêndio.Senhores Deputados Federais está na hora de rever essa federal.

      Excluir
  19. é fato q picciani ira tirar o porte dos Bombeiros, o mesmo tem uma força no estado sem precedentes e provavelmente sera o futuro candidato a governador do RJ, vindo a desencadear uma nova guerra com os Bombeiros, ate pq como ele diz "bombeiros nao tem q ter porte de arma" aguardemos... o desfecho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vossa Excelência Picciani,está coberto de razão,pra que bombeiro que arma de fogo se não lida com à criminalidade.Armas de fogo é para à Polícia Civil,Polícia Militar e à SEAP.

      Excluir
    2. A questão de sermos militares, nos dá acesso a aquisição de arma de fogo! Conforme a constituição. No momento seria melhor o Cbmerj, voltar a ser cberj e nós deixarmos de ser militares. Porquê usar o regulamento militar só para prejudicar e não permitir nossos direitos não esta valendo a pena.
      Até a GM, busca esse direito e nós, não temos acesso ao direito que temos! Está na hora de virar Bombeiros civil do Brasil. Só pra lembrar qualquer cidadão pode comprar arma de fogo legalizada.

      Excluir
  20. Temos que fazer pressão pela aprovação da PEC 300, o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha rompeu com o governo federal e pode querer colocar a PEC 300 em votação de segundo turno. A hora é agora. Mandem email para o Eduardo Cunha pelo site da Câmara Federal.

    ResponderExcluir
  21. ALOU VEREADOR MÁRCIO GARCIA NOS AJUDE :

    COMO SABEMOS O BOMBEIRO É MILITAR ESTADUAL O QUE ESTÁ DESCRITO NO ART 42 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 88.
    A CONSTITUIÇÃO AMPARA QUE O MILITAR TEM DIREITO AO PORTE DE ARMA .
    COMO PODE ATRAVÉS DE UM TELEFONEMA DE UM GORDO PAPUDO REVOGAR UM ATO NORMATIVO ( NIA ) PROTEGIDO PELA CONSTITUIÇÃO E POR UMA PORTARIA FEDERAL EXPEDIDA PELO COMANDO DO EXÉRCITO .
    COMO PODE ISSO ?

    ENTÃO SEGUE :

    ADIN : AÇÃO DIRETA DE INCOSNTITUCIONALIDADE EMANADAS TANTO DOS PODERES FEDAL COMO ESTADUAL .
    COMPETENNCIA PARA O JULGAMENTO : STF

    É a ação inserida no âmbito do controle abstrato de normas, que tem como objetivo defender a ordem jurídica através da apreciação, na esfera federal, da constitucionalidade, em tese, de lei ou ato normativo federal ou estadual, ante as regras e princípios da Constituição Federal, desde que editados posteriormente à sua promulgação. O escopo da ação é o exame da validade da lei em si ou do ato normativo impugnado, por isso a inconstitucionalidade é declarada em tese, ela não é incidental, não ocorre no âmbito de controvérsia de um caso concreto. Visa defender a ordem constitucional, extirpando a lei ou o ato normativo inconstitucional de nosso ordenamento jurídico. O autor da ADIN age como defensor de interesse coletivo. O seu processamento e julgamento é de competência exclusiva do Supremo Tribunal Federal e os legitimados para a sua propositura estão arrolados no artigo 103 da Constituição Federal

    • Artigos 102, I, “a” e 103 da Constituição Federal

    Art. 103. Podem propor a ação direta de inconstitucionalidade e a ação declaratória de constitucionalidade: (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 45, de 2004) (Vide Lei nº 13.105, de 2015) (Vigência)

    I - o Presidente da República;
    II - a Mesa do Senado Federal;
    III - a Mesa da Câmara dos Deputados;
    IV - a Mesa de Assembléia Legislativa;
    IV - a Mesa de Assembléia Legislativa ou da Câmara Legislativa do Distrito Federal; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 45, de 2004)
    V - o Governador de Estado;
    V - o Governador de Estado ou do Distrito Federal; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 45, de 2004)
    VI - o Procurador-Geral da República;
    VII - o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil;
    VIII - partido político com representação no Congresso Nacional;
    IX - confederação sindical ou entidade de classe de âmbito nacional.

    ESTÁ MAIS QUE NA HORA DE OFICIAR ESSES LEGITIMADOS PARA QUE ESSA AÇÃO SEJA IMPETRADA E QUE O DEPUTADO PICIANE E O GOVERNADOR PEZÃO APRENDAM A NÃO PREJUDICAR MAIS NÓS MILITARES.

    ResponderExcluir
  22. ALOU VEREADOR MÁRCIO GARCIA NOS AJUDE :

    COMO SABEMOS O BOMBEIRO É MILITAR ESTADUAL O QUE ESTÁ DESCRITO NO ART 42 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 88.
    A CONSTITUIÇÃO AMPARA QUE O MILITAR TEM DIREITO AO PORTE DE ARMA .
    COMO PODE ATRAVÉS DE UM TELEFONEMA DE UM GORDO PAPUDO REVOGAR UM ATO NORMATIVO ( NIA ) PROTEGIDO PELA CONSTITUIÇÃO E POR UMA PORTARIA FEDERAL EXPEDIDA PELO COMANDO DO EXÉRCITO .
    COMO PODE ISSO ?

    ENTÃO SEGUE :

    ADIN : AÇÃO DIRETA DE INCOSNTITUCIONALIDADE EMANADAS TANTO DOS PODERES FEDAL COMO ESTADUAL .
    COMPETENNCIA PARA O JULGAMENTO : STF

    É a ação inserida no âmbito do controle abstrato de normas, que tem como objetivo defender a ordem jurídica através da apreciação, na esfera federal, da constitucionalidade, em tese, de lei ou ato normativo federal ou estadual, ante as regras e princípios da Constituição Federal, desde que editados posteriormente à sua promulgação. O escopo da ação é o exame da validade da lei em si ou do ato normativo impugnado, por isso a inconstitucionalidade é declarada em tese, ela não é incidental, não ocorre no âmbito de controvérsia de um caso concreto. Visa defender a ordem constitucional, extirpando a lei ou o ato normativo inconstitucional de nosso ordenamento jurídico. O autor da ADIN age como defensor de interesse coletivo. O seu processamento e julgamento é de competência exclusiva do Supremo Tribunal Federal e os legitimados para a sua propositura estão arrolados no artigo 103 da Constituição Federal

    • Artigos 102, I, “a” e 103 da Constituição Federal

    Art. 103. Podem propor a ação direta de inconstitucionalidade e a ação declaratória de constitucionalidade: (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 45, de 2004) (Vide Lei nº 13.105, de 2015) (Vigência)

    I - o Presidente da República;
    II - a Mesa do Senado Federal;
    III - a Mesa da Câmara dos Deputados;
    IV - a Mesa de Assembléia Legislativa;
    IV - a Mesa de Assembléia Legislativa ou da Câmara Legislativa do Distrito Federal; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 45, de 2004)
    V - o Governador de Estado;
    V - o Governador de Estado ou do Distrito Federal; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 45, de 2004)
    VI - o Procurador-Geral da República;
    VII - o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil;
    VIII - partido político com representação no Congresso Nacional;
    IX - confederação sindical ou entidade de classe de âmbito nacional.

    ESTÁ MAIS QUE NA HORA DE OFICIAR ESSES LEGITIMADOS PARA QUE ESSA AÇÃO SEJA IMPETRADA E QUE O DEPUTADO PICIANE E O GOVERNADOR PEZÃO APRENDAM A NÃO PREJUDICAR MAIS NÓS MILITARES.

    ResponderExcluir
  23. PICCIANE NÃO VALE NADAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    PICCIANE NÃO VALE NADAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    PICCIANE NÃO VALE NADAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    PICCIANE NÃO VALE NADAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    PICCIANE NÃO VALE NADAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir
  24. Pessoal,vamos respeitar à Vossa Excelência Dacciolo, pois ele agora é uma autoridade do governo Federal.

    ResponderExcluir
  25. Dacciolo meu irmão,não vai atrás de críticas!Se vc está ai é pq vc mereceu.Jesus não agradou à todos e não vai ser vc que agradar.Tem muitos companheiros no bombeiro que te admira muito.A P.M está contigo.

    ResponderExcluir
  26. Daqui a pouco os Marinheiros,Fuzileiros Navais e Guardas Municipais vão todos querer está nas ruas portando armas de fogo.Vamos acabar com isso Deputado Federal Picciani.

    ResponderExcluir
  27. Senhores Deputados Federais,como cidadão de bem ,sugiro porte de armas somente para às Polícias Civil,Polícia Militar e Sistema Penitenciàrio.São os que na verdade enfrentam à criminalidade dia à dia.

    ResponderExcluir
  28. Concordo com o colega!Arma de fogo nas ruas somente para a Polícia Civil,Polícia Militar e Sistema Penitenciário.Arma do bombeiro é a mangueira de apagar fogo.Revisão dessa Lei Federal Picciani.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já que é assim! Podemos ser civis. Ser militares só pra andar fardado ostentando o posto e graduações e seguir regulamento não vale a pena! Temos direitos e deveres! Temos direito de ter, não somos obrigados a adquirir.

      Excluir

Comentários com palavras de baixo calão, agressivas ou que estimulem a violência ou prática criminosas não vão ser publicados.

Citações ou acusações pessoais somente são publicadas com a identificação do autor do comentário.

Se sentiu ofendido? Quer ter o direito de resposta? Faça contato pelo email (enderecumemaium@gmail.com) ou use os comentários para defender seu ponto de vista.

O BLOG é seu. Use-o com sabedoria.