sexta-feira, 8 de abril de 2016

Conforme prometido, Governo anunciou ontem (07) como será o pagamento dos servidores

Governador anuncia parcelamento de salários de servidores do estado


Policiais militares e civis, bombeiros e professores, no entanto, receberão o valor integral


RIO - A difícil decisão está tomada. Diante da crise financeira que atinge o estado e sem conseguir arrecadar o que precisava de ICMS, o governador em exercício Francisco Dornelles bateu o martelo nesta quinta-feira e antecipou para O GLOBO que os salários de março dos servidores serão parcelados. Com a receita disponível até agora, só será possível dar o vencimento integral a policiais — civis e militares —, bombeiros e professores. A previsão é que o pagamento seja feito no dia 14, décimo dia útil do mês. Na mesma data, deverão ser depositadas as primeiras parcelas dos salários dos demais funcionários. O anúncio oficial e o detalhamento das medidas serão feitos hoje. Não está excluída a possibilidade de outras categorias receberem integralmente, caso novos recursos sejam arrecadados.

De acordo com fontes do Palácio Guanabara, a decisão de priorizar a área de segurança, incluindo os bombeiros, se deve ao receio de que uma crise nessa área agrave a situação já difícil do estado, às vésperas das Olimpíadas. Quanto aos professores, trata-se de um esforço para preservar outra área sensível, a da educação. Além da greve da categoria, alunos deram início a um movimento de protesto que já ocupou 11 escolas, todas sem aulas.

As dificuldades de caixa do estado, no entanto, não afetaram o Judiciário e o Ministério Público. A Secretaria estadual de Fazenda transferiu, em 31 de março, os R$ 300 milhões necessários para quitar os salários do pessoal lotado no Tribunal de Justiça e no MP, cumprindo uma obrigação constitucional.

Em 26 de março, O GLOBO antecipou que a situação do estado era dramática e que não havia dinheiro para pagar ao funcionalismo. A reportagem mostrou que Dornelles, ao assumir o governo interinamente no dia 28 — por causa do afastamento do governador Luiz Fernando Pezão, que se trata de um linfoma não Hodgkin — estudaria as hipóteses de pagar apenas a algumas categorias integralmente, parcelando os salários do restante dos servidores. Naquele dia, ele se reuniu com os secretários de Fazenda, Júlio Bueno; da Casa Civil, Leonardo Espíndola; e de Governo, Affonso Henrique Monnerat.

O Poder Executivo tem 462.092 servidores, na ativa e inativos, e uma folha salarial de cerca de R$ 2 bilhões. Do total de funcionários, 70.629 são PMs (46 mil na ativa), 16.204 policiais civis (9,9 mil na ativa) e 22.186 bombeiros (15 mil na ativa), segundo a Secretaria de Planejamento. O estado tem 166.873 professores (84 mil na ativa). Com vencimentos, proventos e pensões das quatro categorias, a despesa soma quase R$ 1,2 bilhão.

O atraso nos salários levou servidores para as ruas anteontem. Eles lotaram o Largo do Machado e seguiram em passeata até o Palácio Guanabara. Durante a manifestação, representantes do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe) foram recebidos por Dornelles. Na ocasião, o governador em exercício disse que a luta dos servidores era justa.


— Isso é muito complicado. A gente quer o pagamento no início do mês para todo mundo — disse Dorotéa.



SINDICATO CRITICA MEDIDA

Diante de tantas dificuldades, até agora 16 categorias entraram em greve no estado, segundo o Movimento Unificado de Servidores Públicos (Muspe). Entre os grevistas, além dos professores, estão policiais civis, funcionários do Detran, da Uerj e agentes do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase). Além da normalização do pagamento dos salários e de reivindicações particulares de cada setor, querem que o governo desista de aumentar a contribuição do funcionalismo (de 11% para 14%, conforme projeto de lei encaminhado à Alerj e retirado de pauta temporariamente) e que os grevistas não sofram punições.

Integrante do Muspe e presidente do Sindicato dos Servidores do Degase, João Luiz Pereira Rodrigues repudiou a decisão do estado de parcelar os salários:

— Isso é um absurdo. É muita falta de sensibilidade com os servidores e a população, que está sofrendo com a inexistência de um serviço público de qualidade. Há uma clara tentativa de rachar o movimento. Pagando integralmente a algumas categorias, o governo mostra que está preocupado com o mínimo do mínimo.
Fonte: O Globo Online


SOS BOMBEIROS: Governo só aumenta a discriminação que já praticava entre os servidores. Segundo o trecho da matéria : 

"De acordo com fontes do Palácio Guanabara, a decisão de priorizar a área de segurança, incluindo os bombeiros, se deve ao receio de que uma crise nessa área agrave a situação já difícil do estado, às vésperas das Olimpíadas. Quanto aos professores, trata-se de um esforço para preservar outra área sensível, a da educação. Além da greve da categoria, alunos deram início a um movimento de protesto que já ocupou 11 escolas, todas sem aulas." 

Fica muito claro que só respeitam a quem podem afetá-los. Primeiro se enquadram ao judiciário, depois de muitas ameaças segurança pública, professores e alunos, e as demais categorias, não são importantes??? não têm o mesmo valor???

Num estado que pune seus cidadãos por várias formas de discriminação, o governo do estado dá um belo exemplo do que é ser PRECONCEITUOSO E INJUSTO.

Só há uma caminho, continuar a luta!!!

14 comentários:

  1. É lamentável essa posição do governo, enfim, há necessidade das outras categorias, são as mesmas que as nossas. Portanto, o que vou falar não vai agradar a maioria, não acho justo pagar a gente integral, e os outros parcelados, ou seja, da mesma maneira que acho injusto pagar primeiro MP e TJ. Essa é minha opinião.

    ResponderExcluir
  2. Finalmente resolveu aparecer ! Vamos aguardar os próximos passos ! Só não me venha com as mesmas falas : É isso senhores ! Nenhum passo daremos atrás ! Juntos somos fortes ! Deus está no controle !

    " QUEM NÃO TE CONHECE, TE COMPRA DACIOLO..."

    https://www.facebook.com/TV-Daciolo-264727663651168/?fref=ts

    Att: Subtenente BM RR Valdelei Duarte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foque na sua candidatura, esqueça o Daciolo. Vc já viu o Lula depois que foi presidente, ir pra frente da VW fazer piquete? Se orienta.

      Excluir
    2. Se o senhor, subten, não sabe o trabalho e a necessidade do próximo, não critique, não julgue, faça o seu melhor e isso vai te bastar.
      "Um reino dividido não prospera".
      "Se conosco não ajunta, espalha".

      Excluir
  3. Com certeza é um absurdo essa discriminação, pois somos todos funcionários e temos os mesmos direitos. Sou militar, mas continuarei indo as manifestações junto aqueles que estão lutando pelos direitos, afinal, temos que unificar os movimentos e assim tentar fazer um Rio de Janeiro melhor para nós e principalmente para as próximas gerações (nossos filhos)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz parte da ideologia,dividir classes

      Excluir
    2. Sim, faz parte, só não sei se essa foi a intenção principal ou se apenas ele tentou prever as "olimpíadas" sem o amparo de nós militares. Ficou claro que ele não se importa com o funcionalismo publico e sim com os interesses do "estado". Vou continuar indo a qualquer manifestação legal dos funcionarismo público e peço a quem puder, ir. Pois se eles com a frase "SOMANDO FORÇAS", que diga de passagem, que somaram para afundar mais o estado no buraco que eles mesmo cavaram, vamos somar para que possamos juntos defender os nossos direitos e lutar para um futuro melhor.

      Excluir
  4. Esse é o DIVIDIR PARA CONQUISTAR

    ResponderExcluir
  5. Todos os funcionários do estado são importantes, enfim, não é justo esse posicionamento do governador, a necessidade de todos são iguais. O servidor trabalhou, tem que receber.

    ResponderExcluir
  6. A CULPA NÃO É NOSSA!!!!!8 de abril de 2016 14:45

    NÃO SEI SE O ANÔNIMO08_08 É POLÍTICO OU SE REALMENTE ESTÁ PREOCUPADO COM TODOS OS FUNC PÚBLICOS RJ, MAIS NÃO SOU HIPÓCRITA, SE O GOV RESOLVEU DAR PRIORIDADE A SEG PÚBLICA, A CULPA NÃO É MINHA À CULPA É DO PRÓPRIO GOV, ENTÃO VOU DAR GRAÇAS A DEUS SE REALMENTE ESSE DINHEIRO SAIR , E PEDIR A ELE(DEUS) QUE AJUDE O DE RESTANTE DO FUNCIONALISMO EU SEI O QUE ESTOU PASSANDO, AGORA SE O ANÔNIMO FOR O POLÍTICO QUE ESTA APARENTANDO SER QUE É, : PARA DE KAO!!! POLITICA SE FAZ COM PROJETOS E EMENDAS, QUE BENEFICIEM O MAIOR NÚMERO POSSÍVEL DE TRABALHADORES NO CASO FUNC PÚBLICOS, SABEMOS QUE O PRIMEIRO MANDATO NADA PODE SER FEITO EM TERMOS DE PROJETOS E QUE MUITOS NEM CHEGAM A SER ANALISADOS, MAIS PELO MENOS BOTE A CARA E OUTRA: SALMOS DA BIBLIA SE PREGA NAS IGREJAS OU EM TEMPLOS, NÃO EM PLENÁRIO!!!!

    ResponderExcluir
  7. A questão não é política, e sim de Justiça, da mesma forma que eu não sou a favor de pagar o MP e TJ primeiro, enfim, não poderia ser a favor de pagar a gente primeiro. Você é daquele , farinha boa meu pirão primeiro. Se você pensa assim. Lamentável!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A injustiça é clara, vamos abraçar a causa de todos para que possamos ser vitoriosos, afinal, para sermos vitoriosos temos que batalhar, agradeço a Deus pela sua forma de pensamento e penso como é bom ter vc conosco na luta pela igualdade de todos nós funcionário público. Agradecido.
      Lembrando que, para sermos vitoriosos tem que ter batalhas, quem não estar conosco nessa luta, estão esperando presente, porém, não sabemos se o presente vai ser bom ou não, e observando, quem não luta por uma condição melhor, não pode reclamar.

      Excluir
  8. PENSEM NISSO!!!!!!!!!!!10 de abril de 2016 09:42

    NÃO CONCORDO COM ESSA DIVISÃO, POIS ANO QUE VEM EU IREI PARA A RESERVA E NÃO GOSTAREI DE TER MEU PAGAMENTO PARCELADO. ENTÃO MEUS AMIGOS, VAMOS DEMONSTRAR NOSSA INSATISFAÇÃO COM ESSA MEDIDA TOMADA POR ESSE GOVERNO, QUE DESDE O INÍCIO NOS DIVIDIU A FIM DE ENFRAQUECER A NOSSA UNIÃO, POIS ELES SABEM QUE A MAIORIA DOS SERVIDORES PENSAM COM O BOLSO, E NÃO COM A CABEÇA.

    ResponderExcluir
  9. E AGORA ESTAMOS PENSANDO QUE GANHAMOS, ACORDEM CONTINUAMOS RECEBENDO NO DECIMO DIA ÚTIL NOSSOS COMPANHEIROS REFORMADOS QUE SOFREM COMO NOS SERA PARCELADO.
    NOSSA MENTE TEM QUE SE ABRIR POIS JÁ PERDEMOS TANTO QUE AGORA ESTAMOS ACHANDO QUE GANHAMOS ALGO.

    ResponderExcluir

Comentários com palavras de baixo calão, agressivas ou que estimulem a violência ou prática criminosas não vão ser publicados.

Citações ou acusações pessoais somente são publicadas com a identificação do autor do comentário.

Se sentiu ofendido? Quer ter o direito de resposta? Faça contato pelo email (enderecumemaium@gmail.com) ou use os comentários para defender seu ponto de vista.

O BLOG é seu. Use-o com sabedoria.