quarta-feira, 25 de maio de 2016

DESCANSE EM PAZ GUERREIRO

UMA HOMENAGEM AO SUBTEN PM CLÓVIS, O IDEALIZADOR DA PEC 300



No dia 22 nos deixou o Subtenente PMESP Clóvis de Oliveira idealizador da PEC 300 (PEC 446).

Nossos sinceros pêsames aos familiares e amigos.

Ele foi um digno exemplo para todos nós.

Um Policial Militar que lutou bravamente para a obtenção de melhorias para os Policiais Militares e Bombeiros Militares de todo Brasil.


3 comentários:

  1. Com certeza tem o meu respeito. Descanse em paz , nobre guerreiro !!! Ass: CB BM Lisbôa

    ResponderExcluir
  2. Subtenente BM RR Valdelei Duarte.25 de maio de 2016 10:38

    O Subtenente PM Clóvis foi um homem honrado, digno, aguerrido, amigo e pacificador. Tive a honra e o privilégio de conhece-lo, e a honra e o privilégio de tido a oportunidade de caminhar com ele em nossas lutas.
    E também a honra e o privilégio da sua presença nas manifestações em Brasília, e até mesmo aqui em nosso estado !
    Diz o ditado quem ninguém é insubstituível, mais igual ao Subtenente PM Clóvis vai ser difícil aparecer outro igual.
    Que Deus na sua sabedoria e até misericórdia receba este GUERREIRO no Reino do céu, e que Deus possa nos confortar e consolar com a partida do nosso irmão Subtenente Clóvis.

    OREMOS:

    " Pai bondoso e misericordioso receba o nosso irmão Subtenente Clóvis Pai, ele que aqui na terra e tendo nós como testemunha pregou sempre a União, a compreensão e fraternidade Pai.
    Conforte e console também os seus familiares Pai,pela partida do seu ente amado querido Pai.
    Sabemos que morrer não é o fim para nós Cristãos, e sim o começo da vida eterna, porque aqui neste plano estamos como peregrinos e de passagem Pai. Nós lhe pedimos e rogamos que receba no reino do céu o nosso irmão Clóvis Pai.
    Amém...
    Att:Subtenente BM Valdelei Duarte. CBMERJ.
    JUNTOS SOMOS FORTES.

    ResponderExcluir
  3. Governo estuda descontar 10% no salário do Servidor
    Como se não bastassem as agruras dos 480 mil funcionários com atrasos nos vencimentos, a Secretaria estadual de Fazenda tem proposta para tomar emprestado dinheiro do servidor. Os descontos compulsórios atingiriam até aposentados, pensionistas e prestadores de serviços. Objetivo é cortar R$ 3,6 bi ao ano com a folha. Dinheiro seria devolvido.

    O FUNDO DO SALÁRIO
    Para diminuir os gastos com a folha de pagamento, a Secretaria Estadual de Fazenda estuda a criação de um empréstimo compulsório sobre os salários de todos os funcionários — ativos e inativos — e prestadores de serviço. A proposta ainda será levada ao governador em exercício, Francisco Dornelles.
    O dinheiro descontado — cerca de 10% do salário — iria para um fundo administrado pelo próprio governo. Os valores seriam entregues aos servidores apenas quando as finanças do estado estivessem equilibradas.

    Diferença
    O compulsório apenas amenizaria o problema. Com salários de servidores e comissionados, o governo gasta R$ 36,5 bilhões por ano — uma economia de 10% representaria um corte de R$ 3,6 bilhões. O déficit do estado — a diferença entre o dinheiro que entra e o que sai — chega a R$ 18 bilhões anuais.

    Pouco efeito
    No início de junho, Dornelles anunciará uma redução drástica no número de comissionados, mas o impacto nas finanças será pequeno. Por ano,os gastos com todos esses profissionais não ultrapassa R$ 500 milhões.

    Demissão de estáveis
    O governo não descarta demitir funcionários estáveis, medida permitida quando despesas com a folha ultrapassam o limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

    ResponderExcluir

Comentários com palavras de baixo calão, agressivas ou que estimulem a violência ou prática criminosas não vão ser publicados.

Citações ou acusações pessoais somente são publicadas com a identificação do autor do comentário.

Se sentiu ofendido? Quer ter o direito de resposta? Faça contato pelo email (enderecumemaium@gmail.com) ou use os comentários para defender seu ponto de vista.

O BLOG é seu. Use-o com sabedoria.