quinta-feira, 22 de junho de 2017

Presidente da Alerj diz que solução para o RJ é intervenção federal ou impeachment do governador

Picciani disse ainda que o governo de Pezão é 'despreparado' e 'incompetente'. O governador disse que não vai se manifestar. 'Não vou comentar a opinião dele, é um presidente de um poder e eu respeito'.

Governador Luiz Fernando Pezão durante sessão em 2015 na Alerj, observado pelo presidente da Casa, Jorge Picciani (Foto: Rafael Wallace / Alerj / Divulgação)

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), deputado Jorge Picciani (PMDB), disse em entrevista à rádio CBN, na manhã desta quinta-feira (22), que a solução para o estado é uma intervenção do governo federal ou o impeachment do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB).

Picciani citou várias medidas de ajuste fiscal aprovadas pela Alerj e criticou a condução que seu colega de partido está dando à crise. “Aprovamos muito mais na Previdência do que eles [governo federal] pediram. 

Aprovamos a [venda da] Cedae [Companhia Estadual de Águas e Esgotos]. Aprovamos em cima dos incentivos fiscais o pagamento de 10% do Fundo de Equilíbrio Fiscal. Aprovamos o aumento do ITB. Aprovamos o aumento do IPVA, o aumento da energia elétrica, da cerveja e do fumo."

Ao apresentador Edmilson Ávila, o governador Luiz Fernando Pezão afirmou, por meio de mensagem, que não vai comentar as declarações de Picciani. "Não vou comentar a opinião dele. É um presidente de um poder, e eu respeito. Estou dedicado a fechar um último ponto que falta para fechar o maior acordo de um ajuste na União, e falta muito pouco", disse a mensagem.

Procurada pelo G1, a assessoria de imprensa do Palácio Guanabara disse que não vai se manifestar a respeito das declarações do presidente da Alerj.

Por volta das 13h, Pezão estava reunido com representantes do Movimento Unificado dos Servidores do Estado (Muspe), mas deixou a reunião sem falar com a imprensa. 

O deputado Edson Albertassi, líder do governo na Alerj, estava presente na reunião, mas também não mencionou a fala de Picciani.

Impeachment

O presidente da Alerj chegou a arquivar oito pedidos de impeachment contra o governador do Rio de Janeiro, no fim de maio, mas, de acordo com ele, a decisão foi tomada porque não havia provas de cometimento de crime de responsabilidade.

“Não havia objeto naquele momento. O crime de responsabilidade está, agora, textualizado em dois documentos. O primeiro na rejeição das contas de 2016 do parecer prévio do TCE-RJ [Tribunal de Contas do Estado] por unanimidade, que aponta indícios de crime de responsabilidade por descumprir dispositivos constitucionais. O outro que eu cito é o não repasse nas datas aos poderes, mas só agora eu tenho isso escrito”, explicou Picciani.

Mais críticas

Segundo o deputado, há a constatação de que o governador se elegeu com um "equívoco", que seria quase uma "fraude eleitoral", por causa do aumento da folha de pagamento em 2014.

“Há uma constatação de uma pessoa que se elegeu, e elegeu pelo meu partido com um apoio de muitos companheiros no estado todo, e da população, mas se elegeu com um equívoco que eu estava na Assembleia e não percebi. Foi aquele aumento, quase que uma fraude eleitoral, dado em 14 [o ano de 2014], onde chegou-se a aumentar a folha de pagamento em 70%, e esqueceu que você tem na Constituição de 88 a isonomia para aposentados e pensionistas. Depois, veio a crise do petróleo, veio a queda da arrecadação e, desde o início, eu alertei ele de que era preciso cortar despesas, era preciso ter austeridade”, disse Picciani.

O presidente da Alerj disse ainda que o governo de Pezão é “despreparado” e "incompetente". Na entrevista, ele afirmou que "no governo do estado falta tudo" e que Pezão estava preparado apenas para governar Barra do Piraí, e não estava preparado para defender o estado dentro da federação brasileira.

“É um governo muito despreparado, começa pelo governador, e avança muito. Fiz um ofício a ele no outro dia solicitando que ele me informasse sobre aquilo que o governador em exercício, [Francisco] Dornelle, foi à Alerj e prometeu auditar os 100 maiores contratos de prestadores de serviço. Nós estamos vendo aí o caos que foi esses últimos anos. O governador quando é incompetente, quando não sabe argumentar, como não tem força política, quem pode ajudar a resolver isso é o presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia, e a bancada federal”, acrescentou.



5 comentários:

  1. ESSE PICIANE, É UM CARA DE PAU SAFADO. ELE QUER INTRVENÇÃO FEDERAL, DEPOIS DE NÃO ACEITAR 8 MANDATOS DE IMPEACHMENT. POIS EU QUERO E INTERVENÇÃO MILITAR. EU PERGUNTO AOS GENERAIS OU GENERAL DE EXERCITO, QUAL DOS TRÊS A PODERES ESTA SENDO CUMPRIDO GARANTIDO A LEI E A ORDEM. MINISTRO DO SUPREMO GILMAR MENDES SENDO ESCULACHADO NAS RUAS PRESIDENTE DO NOSSO AMADO PAÍS, SENDO GRAVADO EM CORRUPÇÃO ROUBANDO. SENADORES E DEPUTADOS SENDO PRESOS POR ROUBAR DO POVO. JÁ NÃO TEM LEI E ORDEM. ENTÃO PRECISAMOS DE GARANTIA, DA NOSSA CONSTITUIÇÃO. E SÓ OS SENHORES PODEM FAZEREM ISTO. OS SENHORES SÃO NOSSOS PAIS E FLHOS DESSA PATRIA AMADA E IDOLATRADA. SEUS FILHOS ESTÃO SEM FORÇAS PARA REAGIR, POIS ESTÃO MORRENDO DE FOME E DOENÇAS POR FALTA DE REMÉDIOS E MÉDICOS SEM PAGAMENTO. TROUXERAM ATÉ MÉDICOS DE CUBA PARA TOMAR O LUGAR DOS BRASILEIROS. DERAM O NOSSO DINHEIRO PARA CUBA VENEZUELA E OUTROS COMUNISTAS. AQUELA MEDICA SE PODE SER CHAMADA ASSIM, DEIXOU UM IRMÃOZINHO NOSSO MORRER POR OMISSÃO 1 ANINHO, UM ANJINHO. SENHORES GENERAIS, VAMOS FAZER PARA QUE O NOSSO PATRONO DESCANSE EM PAZ COM DEUS. POIS DEUS TAMBEM ESTA CHORANDO. QUEM ESTA ESCREVENDO É UM MILITAR E SER HUMANO COMO OS SENHORES........
    PELA HONRA DE NOSSO PATRONO, VAMOS DEFENDER SEUS FILHOS EXCLUÍDOS...............

    ResponderExcluir
  2. Tudo jogadinha dessa corja! tem maldade pairando no ar meu povo.....

    ResponderExcluir
  3. QUEREM SABER DA VERDADE? TEM QUE SAIR DO GOVERNO DO ESTADO DO RJ É TODOS DO PMDB. NENHÚM DELES VALEM NADA.

    ResponderExcluir
  4. Acabaram com o cbmerj.
    Onde foram parar as 6 lanchas da costa verde?

    ResponderExcluir
  5. UMA VERGONHA, O DACIOLO ESOU A CLASE PARA SE ELEGER, E ATÉ AGORA ,SÓ TEM FALADO BOBAGEM ,NÃO BRIGOU POR NENHUMA CAUSA,PELOS REFORMADOS COMO A EXTINÇÃO DA REFORMA PODENDO PROVER, PISO SALARIAL PROFISSIONAL BM E PM, RS 5,000,00 DEPOIS DEFORMADOS, BOMBEIRO E POLILIAL ,PROMOÇÃO PARA REFORMADOS ATÉ SUB TENENTE, OBEDECENDO OS INTERTICIOS,. ATÉ AGORA NADA. MAS VOTAR A FAVOR DA PENA PARA MENORES DE 12 ANOS QUE SERIA O IDEAL , ELE VOTA CONTRA, DACIOLO PEDE PRA SAIR,RENUNCIE O CARGO,

    ResponderExcluir

Comentários com palavras de baixo calão, agressivas ou que estimulem a violência ou prática criminosas não vão ser publicados.

Citações ou acusações pessoais somente são publicadas com a identificação do autor do comentário.

Se sentiu ofendido? Quer ter o direito de resposta? Faça contato pelo email (enderecumemaium@gmail.com) ou use os comentários para defender seu ponto de vista.

O BLOG é seu. Use-o com sabedoria.